Neo City Uol

O que aconteceu após o golpe militar de 17 anos atrás...


    Tempos Atuais

    Compartilhe
    avatar
    Adrianne Leonhart

    Mensagens : 25
    Data de inscrição : 14/10/2015

    Re: Tempos Atuais

    Mensagem  Adrianne Leonhart em Sab Nov 07, 2015 1:24 pm

    *estava a ponto de dar uma resposta desaforada aquela mulher quando Aya surgiu e explicou a situação, estava certa sobre aquela bagunça.*

    - Aya!

    * falava com tom de animação, sentiu saudade dela. Daria um abraço nela, mas o momento não permitia.. Muito menos suas condições.*

    - Servos... Isso explica muita coisa

    * falava com desdém sobre o fato de ser apenas um servo. E voltava os para o outro vampiro, olhando-o da cabeça aos pés, sem muito pudor. E segurava a mão do anjo.*

    - Aya, esse é o Ryan... Meu convidado.

    *Entraria puxando pelo anjo se não fosse impedida por ambos.*
    avatar
    Ryan

    Mensagens : 24
    Data de inscrição : 19/10/2015
    Idade : 29
    Localização : Nova Friburgo - RJ

    Re: Tempos Atuais

    Mensagem  Ryan em Seg Nov 09, 2015 5:49 am

    *os olhos de Ryan pulavam de pessoa para pessoa, numa das cenas mais bizarras que ele já presenciou. ele segurou a Ruiva pelo braço, puxando-a para bem próximo. Deu um selinho nela e sorriu meio sem graça*

    vá resolver suas coisas, trocar suas roupas antes que eu te ataque aqui mesmo, na frente de todo mundo...

    *sorriu de lado, os olhos brilhando com a diversão do momento*

    mas não vou impor a minha presença em lugares que não sou bem vindo. existe uma coisa que eu sei sobre a maioria dos vampiros mais antigos... eles acham que são o topo da cadeia alimentar, os donos do mundo. acreditam que o universo gira em torno deles ao ponto de se auto-denominarem "príncipes..."

    *um sorriso cínico brotou em seus lábios agora, e logo em seguida ele deu de ombros.*

    só... não demore, ok?

    *e beijou a vampira novamente. dessa vez o beijo foi de língua, suave e quente. carinhoso. carregado pela ternura que Ryan sentia pela ruiva*
    avatar
    Catalina Raznov

    Mensagens : 15
    Data de inscrição : 19/10/2015
    Localização : Romênia, Brașov

    Re: Tempos Atuais

    Mensagem  Catalina Raznov em Seg Nov 09, 2015 10:18 am

    Caminhando em volta da poltrona de Alex, Catalina permaneceu calada, apenas saboreando o cigarro que tragava lentamente. Então, depois de um longo minuto, se aproximou do vampiro, sentando-se de lado no braço de sua poltrona: suas pernas roçaram nas dele, e uma delas subiu de forma provocante até as coxas de Alex. Sorrindo com o cigarro entre os dentes, Catalina passou os dedos de sua mão no rosto dele, sentindo a textura de seu queixo firme.

    - Espero que tais visitantes não demorem a sair…

    Disse, enquanto seus olhos percorriam o corpo do vampiro, deliciando-se com cada detalhe existente ali. Aguardaria, então, a chegada dos visitantes, que assim que adentrassem à porta da sala onde Alex e Catalina estavam, certamente os veriam em uma situação aparentemente íntima. No entanto, a vampira não se importava: inclinou seu corpo e aproximou seu rosto do dele. Em seguida, deu uma leve mordida nos lábios do vampiro, usando os dentes da frente, puxando-o mais para perto de si. Soltou a mordida de forma relutante, afastando o rosto, tragando novamente em seu cigarro. Após soltar a fumaça, aproximou-se novamente, porém, desta vez, roçando o nariz no pescoço do vampiro, passando a ponta da língua levemente até o pé de sua orelha, onde ela mordeu ligeiramente o lóbulo. Era notável o gosto da vampira por mordidas.


    ##########################


    Do lado de fora da Mansão, os seis servos permaneceram parados, de braços cruzados. Olharam com desdém para a vampira ruiva; um deles projetou um cuspe ao chão. Quando Aya chegou, quatro deles se afastaram, obviamente passando o comando para ela. Porém, os dois restantes permaneceram parados: a mulher havia se aproximado de Aya, ajeitando os longos cabelos loiros:

    - Senhorita, acredito que Milady Raznov já deva ter dito ao príncipe sobre nossa estadia. Me chamo Frida, e este é Harlo. - disse, indicando o homem ao seu lado, que também havia se aproximado. - Somos acompanhantes dela. Acredito que não entenda a gravidade da importância de estarmos o tempo todo ao lado de nossa senhora, mas de fato somos juramentados e esta é uma obrigatoriedade que devemos seguir.

    A mulher falava de forma pausada, uma vez que seu sotaque era ainda mais forte e acentuado do que o de Catalina. De qualquer forma, ela dizia tudo em um tom cordial, porém demonstrando a importância absoluta que era a de estarem juntos à sua senhora. Não pareciam querer comprar briga àquela altura, porém, caso fossem impedidos por muito tempo de entrarem, certamente um impasse seria formado, causando um desconforto agora com os novos aliados de Alex.
    avatar
    Loki Poslter

    Mensagens : 6
    Data de inscrição : 04/11/2015

    Re: Tempos Atuais

    Mensagem  Loki Poslter em Seg Nov 09, 2015 11:31 am

    *Loki tirou o cigado dos lábios, segurando-o com o dedo indicador e o polegar.*

    ...Schleimer *praguejou em alemão, menando a cabeça em negativo. tragou o cigarro longamente* parrrece que a prrrícinpe está muite ocupado parra seguirr com as nossas trradições, han?

    *encarava a mulher sem expressão nenhuma no rosto. daria um tratamento melhor ao seu cachorro do que aquela humana de merda. colocou as mãos nos bolsos. fosse por vontade própria ele não estaria ali. o corpo dele estava absolutamente imóvel. não fosse suas obrigações, explodiria a porra toda.*

    diga a ele que... existe alguém aqui querrendo se aprresentarrr.. e... *olhou no relógio* vou darrr a ele 2 minutos para retrratarr-se. péssima hospitalidade.

    *caminhou lentamente até um veículo que estava abandonado ali perto, dando a última tragada no cigarro e arremessando-o para longe. fechou os olhos, aguçandos todos os outros sentidos.*
    avatar
    Alex Leonhart

    Mensagens : 14
    Data de inscrição : 23/10/2015

    Re: Tempos Atuais

    Mensagem  Alex Leonhart em Ter Nov 10, 2015 8:48 pm

    - Frida e Harlo.... prazer...

    *A mulher repetiu os nomes como se procurasse tentar lembrar a origem destes nomes, de onde eles eram. O vento frio poderia não significar nada para os vampiros, mas para ela, estava a deixar a pele de seu rosto levemente avermelhada. Dividiu a atenção com Adrianne, Loki, Ryan, Frida e Harlo. Aquela anormal quantidade de pessoas na frente da mansão obrigava a Aya falar e lidar com cada um de cada vez*

    - Alice... seja bem vinda novamente... pode entrar...

    *O silencio precedia sua frase, como se dissesse silenciosamente ''controle a língua do seu acompanhante''. Tão logo ela virou o rosto para olhar Frida e a olhava nos olhos, apreciando que sua atitude não era hostil. *

    - Assim que tiver a permissão, serão convidados Frida e Harlo. Não devem ter que aguardar muito tempo aqui. Assim que receber instruções, eu volto para buscar vocês.

    *Logo em seguida, voltou sua atenção para Loki, e sorriu brevemente com o canto dos lábios como quem achava engraçado e surreal alguém agir de tal forma e ainda achar que poderia dar o tempo para que o príncipe lhe atendesse. Era como se visse alguém que brincava de pular fogueira, dando uma grande brecha para o azar....*

    - Paciência é uma virtude, cuja a qual posso dizer certamente que o senhor não tem. Mesmo que tivesse a eternidade...

    * A mulher caminhou, seguindo o caminho até Loki, ficando de frente para ele a apenas alguns passos de distancia. Ela colocou as mãos dentro do seu casaco para se proteger do frio, e mesmo a aquela distancia, era possível Loki sentir o perfume daquela mulher atraente, que se mantinha firme mas ao mesmo tempo elegante*

    - Converse comigo... é o máximo que o senhor pode ter no momento.

    *Suas palavras não estavam carregadas de arrogância, Aya se prontificava a lhe ouvir porque talvez fosse essa a unica opção de Loki no momento. Havia duas figuras importantes e Aya não poderia permitir que um completo desconhecido como ele pudesse atrapalhar se não houvesse um motivo realmente importante*


    ##########################


    *Enquanto Catalina se divertia com as suas caricias como vampiro, ele também retribuía deslizando uma de suas mãos pela perna dela desde o pé, seguindo devagar até a parte interna da coxa enquanto ele sentia os lábios macios de Catalina brincar com os dele, em uma clara brincadeira de quem seduzia mais o outro*

    - Se demorarem, nós os dispensaremos...

    * Retribuindo o beijo da vampira e suas caricias, Alex passava o seu braço forte por trás dela e a trazia com suavidade fazendo Catalina deslizar do braço do sofá para o colo de Alex, de forma que estariam colados um com o outro agora. Ela podia sentir a pegada firme que a segurava enquanto o vampiro alisou o seu pescoço branco e deslizou os lábios através da pele macia de Catalina, e também sentia o perfume da dama fatal. Levando uma das mãos até o rosto de Catalina, Alex passou a mão entre os cabelos dela para os tirar do seu rosto. O vampiro ouviu passos ecoarem pela entrada da mansão, mas não fez questão de mudar de posição ou interromper o momento que estava cada vez mais interessante. Ele falava ao pé do ouvido de Catalina e logo deu uma mordiscada leve abaixo de sua orelha e permanecia da mesma forma enquanto as ''visitas'' chegavam*

    - Nossos visitantes finalmente chegaram...um deles, reconheço...

    *Conforme entraram e caminharam pela mansão, o cheiro de sangue invadiu suas narinas, misturado ao cheiro de Adrianne, não deixando duvida de que era ela, mas sim duvidas de o que ela esteve fazendo para estar naquele estado. Foi nesse momento que Catalina pode captar uma mudança minima de expressão na face de Alex ao notar que ela estava acompanhada e trazia algum tipo de estranho para dentro da mansão, mostrando desagrado com isso. Era inevitável que Adrianne e Ryan não encontrassem com Alex e Catalina naquela cena tão intima já que eles estavam na sala de estar e não pareciam preocupados em não serem vistos ou sequer ter algum pudor. Ryan por sua vez, estando diante deles saberia reconhecer que eram dois antigos, e a atmosfera se evidenciava intensa com a presença desses dois predadores ferozes mesmo que eles não tivessem mostrado alguma intenção hostil.....ainda. O Vampiro olhou Adrianne dos pés a cabeça, e permaneceu em silencio, esperando que ela ao menos apresentasse seu acompanhante ao patriarca*
    avatar
    Adrianne Leonhart

    Mensagens : 25
    Data de inscrição : 14/10/2015

    Re: Tempos Atuais

    Mensagem  Adrianne Leonhart em Ter Nov 10, 2015 10:24 pm

    Ignorou por completo os servos de Catalina, não gostava de perder tempo com essa classe e ao menos tinha paciência. Na verdade, Adri não tinha muita paciencia sobrando pra nada, admirava muito isso em Aya e no proprio Alex. Por mais que no caso do vampiro ela desconfiava que ele nao era paciente e sim tedioso.

    Não esperava que Ryan agisse assim na frente dos outros, o mundo dos vampiros era bem mais complicado, delicado e diplomatico do que parecia. Ela sorriu sem graça ao comentário dele e sentiu a gelida reprovação de Aya.

    - Não diga tais bobagens, não vou deixar meu convidado aqui fora nesse frio.

    Retribuiu seus beijos, mas sua fala parecia ter entrelinhas. E talvez ele confirmasse isso quando ela pegou em sua mão e apertou um pouco e depois afroxou puxando-o.

    - Vamos logo.

    Não esperou que ele responde-se, simplesmente arrastava anjo a dentro para uma mansão com dois velhos vampiros. Mas antes de se afastar por completo, ouviu o que Loki dizia, e pensava como era ousado e como gostaria de não está ali quando ele começasse a dar problemas. Já tinha outros problemas pra resolver, quando so queria relaxar na sua banheira.

    Ryan poderia perceber que dentro dos dominios da mansão Adri parecia mais feliz, mas se ele realmente estivesse reparando nela...essa felicidade foi se desfazendo do rosto dela e dando lugar a uma expressão seria. Adri poderia sentir quem estava com Alex e algo incomodou e muito nela, mas tiraria suas proprias conclusões quando entrasse.

    Mas as conclusões não poderia ser piores, a cena que viu bem diante do sofá foi algo fulminante para ela. A sorridente, sexy e brincalhona vampira parecia ter sido substituida por alguem que não sabia o que era felicidade. Apenas odio era visto nos olhos dela, talvez não fosse percebido por Catalina e Ryan que mal a conhecia, mas com certeza Alex sentiria isso.

    Adri olhava ambos dos pés a cabeça da mesma forma que Alex a olhava e como se estivesse saindo de um transe ela sorriu. Todo a cena do seu olhar de odio nao durou nem 30 segundos.

    - Alex! Que bom revê-lo. Me desculpe aparecer assim na frente de uma convidada...

    Fez uma pausa como se avalia-se Catalina em cada detalhe.

    -... tão bela. Você não merecia conhecer alguem tão suja de sangue e com esses trajes.

    E se aproximou de Catalina e lhe deu um beijo no rosto em comprimento. Se afastando logo depois e voltando ao lado de Ryan.

    - Tambem tenho um convidado, Alex...me desculpe não avisar...mas você insiste em não usar celular, fica dificil ter comunicação

    Ela sorria cinica, com vontade mesmo de jogar uma das poltronas na cara do Alex.

    - Ryan, por favor conheça o príncipe de NewUolcity no nosso mundo. Alex, esse é Ryan...alguém importante para mim.

    Enfatizava as ultimas palavras.

    - Ou seja, não está no cardapio.

    Sorria como se tivesse contado uma piada que só ela tenha achado graça.

    - Mas, se me der licensa...preciso me trocar e sair pra resolver umas coisas, que...

    Gesticula para ambos no sofá.

    - Agora eu entendo porque me deparei com algumas coisas no caminho...você andou bastante ocupado nesses meses que passei fora não é?

    Cerrava os olhos, sabia que ele não reagiria a nada daquilo mas não significava que ela não iria inferniza-lo depois.
    avatar
    Ryan

    Mensagens : 24
    Data de inscrição : 19/10/2015
    Idade : 29
    Localização : Nova Friburgo - RJ

    Re: Tempos Atuais

    Mensagem  Ryan em Qua Nov 11, 2015 1:35 pm

    *Ryan acompanhou a Ruiva, mas a contragosto. não queria estar ali, não gostava daquele lugar. tampouco daqueles seres malignos e velhos. Em sua maioria eram seres demasiadamente prepotentes, preguiçosos e entediantes. Permaneceu quieto durante o percurso e durante as queixas de Adrianne. franziu a sobrancelha ao presenciar a ceninha de ciume e fez uma pequena mesura quando foi apresentado. Estudou os vampiros tanto quanto pôde. A situação era, deveras, constrangedora. Por fim, resolveu entrar naquele teatro. se aproximou da Ruiva... a abraçou por trás, e falou ao ouvido dela*

    - não podemos demorar, se lembra? temos assuntos pendentes..

    *literalmente forçou uma cara de nojinho vampiresco. como se a vida inteira fosse um tédio que se arrastasse e aqueles ali, presentes, estivessem atrapalhando. levantou um pouco o queixo e semi-cerrou os olhos. segurou o riso, pois achou aquilo extremamente tedioso.*
    avatar
    Catalina Raznov

    Mensagens : 15
    Data de inscrição : 19/10/2015
    Localização : Romênia, Brașov

    Re: Tempos Atuais

    Mensagem  Catalina Raznov em Qua Nov 11, 2015 6:03 pm

    Harlo e Frida permaneceram quietos, parados no mesmo lugar, sem mover um músculo sequer. Então, após uma pausa considerável de cerca de um minuto, ambos reverenciaram Aya, curvando levemente seus corpos para a frente. Não fizeram questão, porém, de sair dali, Aguardariam a resposta do príncipe até se moverem novamente.


    ###################################


    Catalina deslizara com facilidade para o colo de Alex, sorrindo maliciosamente enquanto o vampiro deslizava seus lábios pelo pescoço dela. Enquanto ele fazia isso, ela tocava-lhe o peitoral com as pontas dos dedos, abaixando a mão lentamente até chegar próxima à virilha: e foi aí, então, que a porta se abriu, revelando uma vampira ruiva e um anjo logo atrás.

    A romena não pareceu estar surpresa com a chegada de Adrianne – muito pelo contrário, abriu um largo sorriso, levantando-se lentamente do colo de Alex e se aproximando dela. A observou calculadamente dos pés à cabeça; seus olhos azuis profundos despiam a ruiva enquanto Catalina tragava seu cigarro, como se tragasse a própria essência de Adrianne, que lhe dera um beijo na bochecha em seguida. A morena retribuiu o beijo com outro, porém malicioso o bastante para ser no canto de sua boca.

    Sua surpresa, porém, foi ao reparar na presença do anjo. Suas sobrancelhas se ergueram e seus olhos se abriram, sorrindo largamente enquanto se aproximava dele. Tragou novamente o cigarro enquanto circulava em volta, o analisando como se pertencesse a um zoológico.

    - É impressão minha... – sua voz era rouca e baixa e o sotaque romeno se destacava em suas palavras - ... ou um anjo caiu do céu?

    E então a vampira riu com gosto, mordiscando a ponta do cigarro enquanto se afastava de ambos recém-chegados. Voltou para o lado de Alex, apertando os olhos enquanto tragava outra vez. Não se importou com o olhar frio da vampira ruiva, tampouco com o desprezo do anjo. Na realidade, aquilo parecia a divertir ainda mais.

    - Catalina Raznov, ao seu dispor. Cheguei aqui agora há pouco e realmente achei muito reconfortante saber já fui tão bem recebida pelo príncipe em pessoa... – disse ela, venenosamente, enquanto deslizava as pontas de seus dedos no braço de Alex.
    avatar
    Loki Poslter

    Mensagens : 6
    Data de inscrição : 04/11/2015

    Re: Tempos Atuais

    Mensagem  Loki Poslter em Sab Nov 14, 2015 8:18 pm

    *Loki ficou lá, imóvel. Como se calculasse suas opções. Mais um príncipe pé no saco, metido a dono do mundo. Ele frequentemente se esquecia que os cainitas tinham o ego tão alto. A presunção também se igualava na grandeza. encarou a vampira, com as narinas se dilatando quando ele absorveu o cheio dela. então os olhos dele iam do pecoço para a boca dela. por fim, caíram nos olhos*

    - Diga ao senhorr L-e-o-n-h-a-r-t *falou com dificuldade o sobrenome de Alex* que os Tremerre tem negócios a trratarr com ele. Posso adiantarr que ele tem algo que interressa a nós e que podemos chegarr a um acorrdo mui-to interressante para ambos. Meu senhorr me enviou aqui numa açon de boa fé.. parra que eu possa ajudar o senhorr prrincipe da melhor forma possível com o meu intelecto. Mas não posso ficarr esperrando porr muito tempo. Caso ele se recuse, tenho ordens de levarr a prroposta parra outro.
    avatar
    Alex Leonhart

    Mensagens : 14
    Data de inscrição : 23/10/2015

    Re: Tempos Atuais

    Mensagem  Alex Leonhart em Ter Nov 17, 2015 8:44 pm

    * O gélido vento noturno continuava a castigar a cidade e os arredores da mansão, fazendo com que os cabelos de todos ali se mexessem. Entretanto, Aya não parecia estar nem um pouco incomodada com isso enquanto ouvia o que Loki tinha a dizer. Ela permaneceu alguns segundos em silencio como se estivesse analisando toda a situação, se valia a pena reportar isso ao patriarca da mansão ou não. Finalmente ela voltava a responder Loki*

    - Eu irei repassar seu recado para o sr. Leonhart, mas peço que tenha paciência assim como Harlo e Frida. Você também terá de aguardar até que tenha permissão para entrar.

    *Se virando sem medo, o olhar de Aya deu uma ultima percorrida na imagem de Frida e Harlo intuindo que estes sejam os dois melhores servos que ela tem. A mulher caminhou prosseguindo rumo a mansão abandonando os 3 ali por momento enquanto atravessava o portão social que se fechava após ela passar. Restava apenas a duvida se ela iria retornar ou não*

    - ....

    * Enquanto andava atravessando o jardim de entrada rumo à entrada principal da mansão Aya permaneceu pensativa fazendo uma reflexão interior sobre toda aquela situação que estava sendo anormal. Ao chegar na porta e entrar na mansão Aya deu um suspiro quando sentiu o calor do ambiente tocar sua pele que estava gelada. A mulher abriu seu casaco longo e pesado e o deixava pendurado em uma das hastes do mancebo que estava próximo a porta. Na sequencia ela se dirigiu para a sala de estar de onde conseguia ouvir alguma conversa e finalmente encontrava ali Alex, Adrianne, Catalina e Ryan em algum tipo de situação estranha. A primeira coisa que notou foi a cara estranha que Ryan fazia e infelizmente a expressão de Aya diante disso foi de desgosto. Ela não comentou nada sobre isso, apenas se aproximando dos demais, mas dirigindo sua atenção ao vampiro*

    - A reunião que estão tendo está sendo privativa? Temos 2 servos da srta Catalina que estão lá fora e estão agoniados para poder estarem com ela. Posso permitir que entrem?

    *Assim que fez a pergunta ela aguardava a resposta. Assim que fosse respondida ela partiria para a próxima questão. Da forma que se comportava, estava evidente aos olhos de Catalina que Aya parecia ser um tipo de auxiliar administrativa muito eficiente. Já para Adrianne, aquela parecia ser uma cena cotidiana, algo muito comum entre eles.*

    - Tenho um membro do lado de fora, que se chama Loki Polster. Aparentemente, não possuímos informação sobre ele, é um total desconhecido. Mas diz que os feiticeiros querem negociar com o senhor. Afirmam que temos algo que eles querem, e que podem chegar a um acordo
    muito razoável! Irá permitir a sua entrada, ou o mandara embora?


    * Como uma sentinela cumprindo seus deveres ela aguardava as ordens. Assim que tivesse o comando, ela faria um gesto de sim com a cabeça quando o vampiro confirmasse a permissão de Loki poder entrar. Sorriu um pouco após ter resolvido o que precisava e antes de sair caminhou até Adrianne e segurou suas mãos de forma rápida mas afetiva como quem queria dizer ''Tive saudades'' mas não tinha tempo de falar agora, pois ela não poderia deixar de cumprir com suas obrigações naquele momento. Finalmente ela deixava a sala de estar, deixando os 4 sozinhos.*


    ################################


    *Após Catalina se levantar do colo de Alex, ele demorou alguns segundos para também se levantar assim que Adrianne começava a conversar. Era como se ele soubesse o que ela estava pensando por trás de suas palavras controladas quando ele deu um sorriso de canto dos lábios com a mais sinistra calma do mundo. Para Adrianne, era de se esperar que ele agisse de tal forma, afinal eram íntimos e se conheciam muito bem. Era de se esperar que ele soubesse de seus sentimentos intensos por trás de cuidadosas palavras. Mas, mesmo conhecendo bem, era impossível saber o que ele estava pensando, já que ele permanecia inexpressivo mesmo diante de Ryan lhe abraçar e dava uma longa tragada jogando a fumaça para o lado. Ele não pareceu preocupado, nervoso, enciumado ou sequer curioso. Não parecia ter o menor tipo de interesse na criatura*

    - Catalina, esta é minha filha, Adrianne. É uma mulher adorável, cheia de vida. Tenho certeza que se encantará com ela.

    * Não era possível saber se as palavras do vampiro tinham um duplo sentido ou não pois sua face congelada não demonstrava nenhum tipo de emoção. Ele caminhou na direção de Adrianne, e esperou que Ryan soltasse ela para que Alex pudesse a cumprimentar como sempre fazia após o período que ela esteve ausente.*

    - Não se preocupe querida, ele ficará bem. E você também agora que está em casa, pelo seu estado acredito que precisara de um repouso...

    *Finalmente voltando sua atenção ao anjo, o vampiro não pareceu esperar que ele tivesse educação ou bom senso para falar um simples ''ola'' para o anfitrião devido ao seu jeito. Entretanto, ele ignorava tais modos de forma que aquilo não parecia o incomodar nem um pouco, ele estava literalmente diante de uma criatura sem vida. E toda aquela cena, não parecia ter mexido com ele*

    - Se chama Ryan... você precisa de algo? Roupas ou comida?

    * O indiferente vampiro falava com Ryan, e apesar da fama dos vampiros, era de certo que ele era um bom anfitrião, afinal a fama da hospitalidade dos Leonharts já vinham de tempos antigos que remetia às alianças entre os clãs que se formaram naquela cidade décadas atrás. Mas na sequencia da conversa Aya lhe roubava a atenção quando chegava, e isso poderia causar curiosidade no anjo, o que uma humana poderia estar fazendo naquele meio. Aya por sua vez, veio informar Alex sobre algumas coisas*

    - Harlo e Frida? ....

    * Alex ainda estava a fumar seu cigarro e dava outra longa tragada e jogava a fumaça para o lado com a mais sinistra calma do mundo e olhava para Catalina novamente, analisando se permitiria que seus servos fossem entrar agora, até que finalmente respondia Aya*

    - Está certo... deixe os entrar, e providencie o que precisarem Aya. Depois disso quero que venha comigo e Catalina, temos algo a conversar.


    *Assim que Alex respondia Aya, vinha outra pergunta na sequencia. Aquele tumultuo anormal de visitas não parecia causar nenhum tipo de aborrecimento no vampiro que sequer dava um suspiro.*

    - Mande o entrar também...

    * A visita de Loki parecia uma boa oportunidade para que pudesse analisar a politica e modo de agir da bela dama fatal que estava já ali. Ele sorriu com o canto dos lábios para Catalina e deu outra longa tragada e jogou a fumaça mais uma vez para o lado*

    - Catalina. Seus dois servos podem ficar aqui... mas o resto, deverá ir para outro lugar, caso queiram ir para o local que eu comentei acertaremos isso já já.

    * Assistindo Catalina analisar o anjo, ele tinha a impressão de ver um gato que estava querendo brincar com uma presa já morta e também analisava os modos e como Ryan reagia a tudo isso.*


    #######################


    *Foi passado mais de 15 minutos onde Frida, Harlo e Loki foram deixados por Aya, mas finalmente, o som do portão social se abrindo era ouvido por eles e Aya novamente surgia, fazendo um sinal convidativo com a mao para que seus 3 convidados lhe acompanhassem*
    avatar
    Adrianne Leonhart

    Mensagens : 25
    Data de inscrição : 14/10/2015

    Re: Tempos Atuais

    Mensagem  Adrianne Leonhart em Qua Nov 18, 2015 11:56 am

    Adrianne continuava firme em sua posição de fingir que tudo estava bem, mesmo quando Catalina se aproximava deles e dava uma volta em torno do Ryan.

    - Você está muito certa, Catalina...Um anjo caiu dos céus direto para os meus braços. Que sorte a minha, não é?

    Ela sorria simpatica, sendo sarcastica ou apenas falando a verdade...ou até mesmo um pouco dos dois. Mas, na mente da vampira, ela imaginava como seria interessante abrir as janelas durante o dia, enquanto aquela vampira folgada dormia. E ela riria descontroladamente enquanto a veria pegar fogo.

    Voltava do seu devaneio quando a vampira voltava a falar.

    - Ah claro, o Alex é um verdadeiro lorde. Recebe qualquer um, que é convidado a entrar, bem.

    Sorria de canto na direção de Alex, com certeza ele entenderia que Adrianne estava fazendo pirraça nas entrelinhas. Para Catalina, aquilo só seria mais um trecho de uma conversa informal, onde a cria elogiava o seu progenitor.

    Observou a entrada de Aya e escutou com atenção o que ela dizia e tão logo foi abraçada por Ryan, ele tinha razão...estavam perdendo tempo.

    Balançou com a cabeça confirmando o que ele disse, quando Aya passou por ela e tocou a sua mão. Tinha muito para conversar com ela, contar sobre sua viagem...era realmente um incomodo que tudo aquilo estivesse acontecendo justo no dia que ela chegou.

    Se soltou de Ryan para que eles subissem, mas parou de se mover quando Alex veio na sua direção. Ouvia o que ele dizia para Catalina e sorria por dentro pensando o quanto ela poderia ser adoravel.

    Ele a cumprimentou como sempre e ela recebeu aquilo de bom grado, principalmente a parte em que nao atacaria o Ryan, pelo menos por hora. Com o que Alex dizia, Ryan poderia entender que aquela cena de ciumes poderia ser apenas paternal.

    - Adoraria descansar, mas preciso ajudar umas pessoas que conheci a pouco e investigar uma possivel quebra de regras. Conversarei com você com mais calma e quando tiver mais informações, tudo bem? Agora preciso vestir algo mais apresentavel e pegar umas coisinhas no meu quarto.

    Talvez não soaria tão incomum para o Alex que Adri ajudasse alguem, ela gostava de companhia e sempre estava tentando fazer amigos. Talvez o que ele nunca entendesse era essa necessidade dela.

    - Vamos Ryan...?

    Ela segurava na mão dele para conduzi-lo para fora daquela sala e olhava mais uma vez para os dois.

    - Catalina, me perdoe a pressa. Tenho certeza que teremos mais tempo depois.
    avatar
    Ryan

    Mensagens : 24
    Data de inscrição : 19/10/2015
    Idade : 29
    Localização : Nova Friburgo - RJ

    Re: Tempos Atuais

    Mensagem  Ryan em Sab Nov 21, 2015 8:44 am

    Ante a aproximação de Catalina, Ryan cerrou os punhos delicadamente, dando uma leve olhava para o punho da espada que se projetava por cima de seu ombro. Ficou arrepiado e uma tensão percorria seus músculos. Quando ela deu a volta por ele, os olhos seguiram seus movimentos e a respiração dele parou por alguns segundos até que ela apareceu novamente em seu campo de visão. Os nós dos dedos dele estavam brancos, tamanha era a força que ele fazia. Forçou um sorriso meio amarelo.

    - Já perdi a conta de quantas vezes já ouvi essa tentativa de piada, senhora Catalina. Mas não, não caí do céu. Penso que isso seria um bom nome para uma novela, talvez.

    Ryan acompanhava com o olhar toda a movimentação dos presentes ali. Se movia muito pouco, mas era evidente a tensão que percorria os seus músculos quando Alex se levantou. Todo seu instindo dizia para que saísse dali. Principalmente agora, que estava segurando toda sua essência angelical e deixando que os sentidos e sentimentos humanos o guiassem. Mentalmente ele calculou o resultado de uma luta ali e a conclusão que chegou não lhe agradara.

    - ...

    Ele movimentou o maxilar, como se fosse dizer algo. Mas desistiu e, soltando Adrianne, observou o cumprimento dos dois. Seus olhos se estreitaram ante a total submissão de Aya. O que levava uma pessoa a fazer aquilo? Tomou uma nota mental para perguntar a ruiva se a humana estava ali por vontade própria.

    - Agradeço a cortesia, senhor Leonhart. Mas estou bem, obrigado. Não pretendo demorar, visto que o senhor tem negócios para tratar.

    Era evidente que ele queria sair dali, mas o anjo não demonstrava medo. Apenas aquele estado de prontidão constante. Ele analiva todo o local com uma frieza calculada. Dark gostaria de obter algumas informações daquele maldito ninho de sangue-sugas. Estudava portas, janelas e corredores com a máxima atenção quando acompanhou a ruiva para o quarto dela. Para o quarto. Sorriu ante aos pensamentos que passaram por sua mente e a seguiu sem dizer palavra.
    avatar
    Catalina Raznov

    Mensagens : 15
    Data de inscrição : 19/10/2015
    Localização : Romênia, Brașov

    Re: Tempos Atuais

    Mensagem  Catalina Raznov em Seg Nov 23, 2015 7:33 am

    Catalina havia parado ao lado de Alex, observando com um certo bom humor toda aquela cena. Quando o vampiro apresentara sua cria, aproximou-se dela e tragou seu cigarro, observando profundamente a ruiva.

    Percebeu, através do olhar e do sorriso aparentemente sarcástico, que havia algo estranho entre Alex e ela. Seria ciúmes? A vampira se deleitou com a perspectiva, tragando mais uma vez e soltando a fumaça para o lado, rindo prazerosamente enquanto pegava uma mão da ruiva e roçava os lábios, dando um beijo sensual em sua pele.

    - Encantada.

    Disse apenas, soltando a mão e voltando sua atenção ao anjo. Como sua natureza observadora sempre lhe rendia bons frutos, a vampira pôde reparar um pouco da tensão de Ryan. Seus olhos abaixaram levemente para as mãos dele, que demonstravam seu nervosismo através dos dedos brancos e apertados. A isso, a vampira ergueu uma sobrancelha, tragando novamente e apertando seus olhos azuis gelados.

    - É uma mulher de sorte, lady Adrianne. - ia dizendo ela, observando o anjo com certa indiferença, porém, com um sorriso largo nos lábios. - Dizem que anjos são celestiais na cama...

    E riu novamente, afastando-se para afundar no cinzeiro ao lado, em uma mesa, o restante de seu cigarro. Naquele momento, Aya aparecia à porta, fazendo Catalina retornar toda sua atenção à ela.

    Todos ali poderiam notar a predileção especial que a vampira parecia dispôr à humana: aproximou-se dela, ficando a apenas um palmo de distância de seu rosto, sorrindo maliciosamente enquanto passava um dedo em seus próprios lábios. A ouviu requisitar a presença de seus servos e falar sobre a chegada de outro vampiro ao local; um completo estranho. Catalina aguardou Alex dar suas ordens e imaginou que ele não declinaria a entrada de seus fieis escudeiros em seu lar.

    Estava certa. Porém, ele havia deixado entrar também o estranho. Acompanhou com o olhar a humana se retirar do cômodo sem olhar para trás. Catalina se aproximou do príncipe, apalpando perigosamente sua cintura próxima à virilha. Suas mãos desceram até as coxas de Alex, tanto na frente quanto atrás, até que, com um sorriso malicioso, retirou lentamente de dentro de um dos bolsos o maço de cigarro que ele havia guardado anteriormente.

    - Ora, ora... aqui estava, então.


    Riu mais uma vez, repetindo o processo de antes, colocando um cigarro na boca e se aproximando do dele, aproveitando para acender o seu. Já aceso, jogou a fumaça para longe e disse brevemente ao vampiro ao seu lado:

    - Podemos providenciar, claro, a estadia dos meus servos no local que o senhor havia mencionado.

    E tão logo havia dito isso, reparou na forma como Alex tratava sua cria e o acompanhante dela. Era cordial e aparentemente indiferente o tempo todo. Catalina se perguntou se ambos aprofundaram a relação para algo mais carnal ou se aquele ciúmes da vampira representava apenas um amor - ou seria obsessão? - fraternal entre eles. Se perguntou também se Alex seria visto como uma figura paternal para Adrianne. Se sim, os ciúmes fariam sentido, mas algo ali no ar denunciava outra coisa... Seria incestuoso?

    Pensava sobre tudo isso enquanto acompanhava o trio com os olhos brilhantes, abstraindo seus detalhes conforme fumava seu cigarro com delicadeza. E então, emergindo de seus pensamentos, a vampira pareceu despertar quando notou a saída iminente da ruiva e seu acompanhante celestial.

    - Certamente devemos conversar melhor depois, senhorita. Quem sabe uma reuniãozinha entre nós duas e seu acompanhante divino?

    Disse, se perguntando também que pessoas ela deveria ajudar, e onde. Certamente não deixaria esse detalhe passar despercebido facilmente. Os observou se retirarem do cômodo, virando seu corpo para Alex e passando a ponta de um dedo no peitoral dele.

    - Que noite agitada, hmm? Vejo que o senhor é um bom anfitrião...


    ############################


    Durante todo o tempo em que aguardavam o retorno de Aya, os servos de Catalina se manteram estáticos. Os braços cruzados e a expressão fechada quase robótica denunciava uma falta completa de sensações e sentimentos naqueles dois. Mais atrás, os jatos já haviam fechado as portas e ninguém mais podia ser visto do lado de fora.

    Os portões se abriram, revelando a chegada da assistente do príncipe. Harlo e Frida se entreolharam antes de começarem sua caminhada para a entrada. Certamente fariam todo o percurso até chegarem à sua senhora o mais rápido que conseguiam: sabiam que não poderiam dispôr de muito tempo longe de sua presença.
    avatar
    Loki Poslter

    Mensagens : 6
    Data de inscrição : 04/11/2015

    Re: Tempos Atuais

    Mensagem  Loki Poslter em Seg Nov 23, 2015 11:06 am

    Loki caminhou com uma eficiência militar. Entrou na mansão com a postura rígida. Seu corpo se movia apenas o estritamente necessário. Ao entrar na sala ele gasta um pouco de seu sangue para ativar seus poderes de auspícios, tentando assim enxergar as cores das auras das pessoas ali presentes. os passos eram calculados e ele analisava todo o local. Utilizou o máximo que podia de seus poderes sem levantar nenhuma suspeita. Enquanto a audição sobrenatural dele buscava a quantidade de pessoas no local, ele buscava entender o humor do Príncipe de acordo com a cor de sua aura. Ele parou a alguns passos de distância, fazendo uma mesura para Leonhart. Ficou evidente que ele se curvou o suficiente para dar a devida importância ao anfitrião e a sua posição como príncipe, mas ainda assim ele se impunha como se possuísse uma posição que lhe concedia algum respeito.

    - Senhorrr L-e-o-n-h-a-r-t

    A pronúncia do sobrenome carregada de sotaque alemão ainda era complexa para Loki, mas a dicção dele era ótima.

    - finalmente tenho o prrazerr de conhecerr o famigerrado pirrincipe.

    Então ele se virou para Catalina, cumprimentando-a com um delicado movimento de cabeça. A sensualidade da vampira chamava absurdamente sua atenção, e ele levou alguns segundos para se livrar da distração que ela lhe causava. Assim que retomou o devio controle de sua atenção, desligou os poderes extra-sensoriais do auspício. Provalmente ele ficaria distraído demais devido a presença da mulher ali.

    - Milady...

    Então, voltou-se para Alex. Sua voz era impostada e o sotaque alemão era extramemente pesado.

    - Acrredito que sua serrva lhe tenha inforrmado o motivo de minha vinda. Vivemos tempos complexos e então peço perrdon porr não avisá-lo com antecedência. Deixe-me aprresentar, sou o Alto Regente Polster.

    E então aguardou, imóvel, por uma resposta. Ali dentro ele demonstrara total respeito à posição social de Alex e esse respeito se estendia para Catalina.
    avatar
    Alex Leonhart

    Mensagens : 14
    Data de inscrição : 23/10/2015

    Re: Tempos Atuais

    Mensagem  Alex Leonhart em Ter Nov 24, 2015 9:09 pm

    * O vampiro continuava a fumar seu cigarro enquanto observava que Catalina rodeava se insinuando para Ryan e brincava com sua tensão. Alex também havia captado a tensão que vinha do anjo, mas ao contrario de Catalina, Alex não tinha pretensões de brincar com ele. Ele soltava a fumaça do cigarro para o lado enquanto ouvia Adrianne falar e então novamente o patriarca voltava os olhos para ela.*

    - Eu gostaria que ficassem. Seria interessante que ficassem para o ''jantar''. Temos alguns assuntos para conversar e depois disso os servos de Catalina que estão lá fora serão levados para serem alojados em um prédio no centro. Quando estiverem indo, você poderia os levar, assim teria escolta e um veiculo. De lá vocês podem prosseguir para fazer o que precisam.

    * Suas palavras soavam de forma serena, mas eram como uma teia de aranha que era cuidadosamente construída de forma a envolver todos que estavam presentes ali naquela sala de estar. Ele não deixou a possibilidade de escolha para Adrianne recusar seu pedido. O anjo e Catalina poderiam ficar na duvida se ele estava os prendendo em seu jogo com suas palavras manipuladoras ou se ele realmente estava a ser '' gentil''. Logo seus olhos se voltaram para a charmosa Catalina*

    - Desta forma posso garantir que seus lakas estarão em boas mãos Catalina, é um negocio bom para ambas as partes não concorda querida?

    * Enquanto estava a sorrir para a vampira com o canto dos lábios, Alex sentiu a mão feminina que percorria seu corpo com malicia e nenhum vestígio sequer de vergonha. Ele permitiu que ela pegasse seu cigarro e se curvava para a ajudar a acender o cigarro no dele. Ele logo voltava a observar Catalina com seus olhos penetrantes, quase como se ele pudesse ler seus pensamentos. Ele jogou a fumaça do cigarro para o lado enquanto a respondia na sequencia*

    - Receber tantas pessoas em uma unica noite é algo bem incomum. Mas sobre ser um bom anfitrião... não vejo porque não manter alguns bons costumes.

    *A medida o vampiro estava a falar com a bela dama fatal, ela iria percebendo que Alex era habilidoso na escolha das palavras e consequentemente um ótimo manipulador. Certamente, parecia que ele conseguia fazer as coisas fluírem a seu favor. Ele ouviu a porta se abrir e passos seguirem em direção a sala de estar, e não demorou muito para que ele visse Aya que estava acompanhando os 3 visitantes.*

    - Loki... muito prazer meu jovem... Harlo, e Frida...

    *O patriarca fez um gesto com a cabeça retribuindo a saudação de Loki, e ele olhava para Harlo e Frida na sequencia, que se fizessem alguma saudação, Alex retribuiria de volta*

    - Sim, Aya me informou que parece que você tem uma espécie de proposta para apresentar. Então, sente se e vamos falar sobre isso. Vamos direto ao assunto...

    *Ele caminhou, e foi até o sofá de 3 lugares, onde ele se sentou do lado esquerdo e cruzou as pernas de forma que manteve uma pose austera e imponente. Olhou para Aya que estava parada de pé, e fez um gesto para que ela se sentasse ao seu lado. Assim que Aya estivesse ao seu lado, Alex fazia um gesto para que Catalina se sentasse ao lado de Aya, sabendo que isso iria prender sua atenção certamente, já havia notado os olhares que Catalina dirigia a Aya. Logo ele esperou que Adrianne também se juntasse a eles na sala de estar. Loki ao usar sua disciplina, notaria que havia pouquíssimas cores na aura de Alex, e eram extremamente pálidas mesmo para um vampiro, o que talvez indicasse que ele era quase desprovido de emoções, mas entre as poucas cores que havia o que predominava era o azul claro e cinza, o que era algo incomum*

    - Já que estamos todos aqui, podemos ir direto ao assunto.  


    ######################################


    * Ao ser acompanhada pelos 3 visitantes, a mulher não pronunciava nenhuma palavra enquanto os conduzia através do mesmo trajeto que levou Catalina anteriormente. Eles se veriam diante da enorme mansão, e quando Aya finalmente abriu a porta, notariam que ao contrario do ambiente externo que estava muito frio, lá dentro estava quente e muito aconchegante. Assim que entrassem, ela os conduziria até a sala de estar e finalmente encontrariam o vampiro anfitrião. Aya permanecia em silencio mas viu que Alex gesticulou para ela,e entendeu o que tinha que fazer. Ela caminhou e se sentava ao lado do vampiro no sofá, sabendo que deveria prestar atenção na conversa. Ela cruzou as pernas com um charme sem ser vulgar que somente mulheres possuíam. Acendeu um cigarro e jogou a fumaça para o lado. Estranhamente, Catalina que havia prestado atenção em Aya, notaria que havia uma certa similaridade entre Alex e Aya, e ela até mesmo possuía certos gestos semelhantes aos dele, o que era algo bem intrigante*

    - Sente se ao meu lado srta Catalina. Adrianne, se importa de sentar aqui no sofá ao lado? Gostaria que permanecesse perto de mim.
    avatar
    Adrianne Leonhart

    Mensagens : 25
    Data de inscrição : 14/10/2015

    Re: Tempos Atuais

    Mensagem  Adrianne Leonhart em Qua Nov 25, 2015 11:56 am

    Ela sorria com o comentario de Catalina. Certamente era ciumes, a questão era qual tipo de ciumes. Ou poderia ser, apenas, surpresa de ver alguém com tanta intimidade com Alex depois de meses fora de casa. Mas os olhos da vampira se estreitaram quando Catalina se aproximou de Aya e novamente quando ela apalpava o Alex. A cada minuto que passava tinha mais raiva daquela vampira metida. Mas estava aliviada que poderia digerir tudo aquilo bem longe dela. E já estava cruzando a porta quando ouviu a voz de Alex. Ela parou e escutou o seu "pedido". Ele sabia que ela não queria ficar ali naquele momento e que tinha os proprios assuntos dela para tratar. Mas Alex parecia não se importar com isso, quando a pediu para que ficasse. Ela não poderia negar um pedido do príncipe na frente de convidados, e ele sabia que ela jamais negaria um pedido dele.

    Adrianne congelou na porta e fechou os olhos raciocinando e se perguntando o que ele estava tramando. Ela teria que ficar, mas não faria isso com o anjo. Sentia nos tons de Ryan que ele não estava nem um pouco satisfeito ali. Talvez tivesse sido um erro traze-lo em sua casa. Mas como poderia adivinhar que seria uma noite tão agitada?!

    Talvez fosse um erro achar que poderia ter um relacionamento com ele. Vários questionamentos surgiram em sua mente, enquanto ouvia tudo o que Alex diria a ela e depois que ele passou a falar com Catalina virou-se para o anjo e falou sem voz um "desculpe-me" para que ele lesse seus lábios. Sabia que tudo o que fosse dito, por mais baixo que fosse, qualquer um na sala ouviria. E virou sorrindo gentil para Alex e os demais na sala.

    - Claro, Alex...como desejar. Só vou trocar de roupa, e ficar um pouco mais apresentavel.

    Observou a entrada dos 3 e ouviu o que Loki dizia. Parecia ser alguém importante. Mas não estava com cabeça para aquilo, no momento.

    E novamente Alex queria garantir que ela não escaparia e pediu para que a mesma se sentasse ao seu lado. "Alex, seu ardiloso" ela pensou.

    - Sentarei ao seu lado com prazer. Já venho.

    - Com licença a todos.


    Sorria e se retirava da sala, puxando o anjo pela mão. Eles cruzariam a sala em vez de subir as escadas, que provavelmente seriam os quartos. Tão logo estariam na garagem.

    Na garagem ela acendia a luz e veria que teria vários carros lá. Cada um marcado com o nome do dono na parede. Ele observaria que dois dele tinha o nome de Adrianne. Sendo um Jeep legendary 4x4 preto e um Land Rover também preto. Era belos e caros carros humanos, para o que estavam chamando Adri de mendiga pelos seus trajes, ela não era tão pobre assim.

    Adrianne abria o Jeep e pegava a chaves e um celular no porta-luvas, ligando o celular.

    - Você viu, estou presa na mansão. Me desculpe por isso. Você sabe dirigir?

    Ela perguntava e já ligava o GPS e colocava as coordenadas nele. Parecia ter pressa para que o anjo saisse dali.

    - Não poderei ir, mas não tem porque você ficar. Vá e ajude os outros, talvez eles precisem de transporte.

    E falando ela abria uma segunda aba no GPS e colocava um segundo endereço.

    - E se precisarem de abrigo coloquei o endereço do meu esconderijo. Só peço que não saiam mexendo nas coisas de lá. Assim que der eu apareço lá ou onde estiverem.

    - Esse botão abre o portão da garagem, não se preocupe, ele fecha automatico depois que o carro passa.


    Ela falava e encostava a cabeça no carro, visivelmente frustrada.

    [img][/img]
    [img][/img]
    avatar
    Ryan

    Mensagens : 24
    Data de inscrição : 19/10/2015
    Idade : 29
    Localização : Nova Friburgo - RJ

    Re: Tempos Atuais

    Mensagem  Ryan em Qui Nov 26, 2015 12:24 pm

    Ryan acompanhou o desenrolar da cena dos convidados sem dizer palavra. Mais vampiros, mais pessoas estranhas. O modo da ruiva agir o deixou receoso. Porque aquela obediência cega? Tanta formalidade e a frieza com que Alex lidava com tudo aquilo... era tudo tão surreal, tão etéreo.
    Foi levado para a garagem do lugar, capturando o máximo de detalhes possíveis da estrutura local. Não conseguia em parar de pensar em Dark montando uma operação ofensiva contra aquele maldito ninho. Assim que chegaram e a ruiva ofereceu as chaves do carro, ele a encarou. Um olhar profundo, como se estivesse lendo a mente dela. Os olhos cinzas dele brilhavam. Ele sustentou o olhar por alguns segundos. A postura dele era rígida, como se ainda estivesse na defensiva. Então algo passou pelo olhar dele, como se de repente ele compreende a situação. Como se ele entendesse o que estava acontecendo. Então sua expressão facial mudou, algo como se fosse uma frustração. Um desapontamento. Ele foi até o carro e apertou o botão de abrir a garagem. Quando ele voltou, de lado pra ela. olhou então mais uma vez para a ruiva.

    - não preciso do carro, obrigado. Já entendi a situação.

    Ele respirou profundamente. Olhou-a como se quisesse guardar aquela imagem em sua memória. Então sorriu, mas o sorriso não atingiu os olhos. Ele desviou o olhar pro chão, como se calculando de devia falar mais alguma coisa e depois voltou a encará-la.

    - foi um prazer conhecê-la, Adrianne.

    Dizendo isso, caminhou lentamente até a saída. Parou assim que saiu da garagem e encarou o céu. Ficou ali, em silêncio. Depois ele fez um movimento mais brusco, como se ajeitasse a coluna. Feito isso, duas grandes asas se abriram. A envergadura das asas era enorme, então elas se agitaram, prestes a alçar voo
    avatar
    Catalina Raznov

    Mensagens : 15
    Data de inscrição : 19/10/2015
    Localização : Romênia, Brașov

    Re: Tempos Atuais

    Mensagem  Catalina Raznov em Ter Dez 01, 2015 4:06 pm

    Catalina escutou a oferta de Alex enquanto tragava seu cigarro. Havia reparado na forma como ele planejava tudo, encontrando um jeito de unir a todos ali em sua rede de posses: ainda assim, a vampira manteve-se cordial, aceitando tudo com um leve aceno da cabeça. Deveria fazer parte dos jogos do príncipe para que ele então faça parte dos seus.

    - Entendo que poderei manter meus jatos estacionados à sua porta, então, Milorde? Hmm? – perguntou ela, desviando o olhar para Adrianne, que parecia estar com pressa em retirar o anjo dali. Se perguntou até quando demoraria para mantê-lo ali sem que ele explodisse. O pensamento a fez rir por dentro, externalizando apenas um pequeno sorriso maldoso em seus lábios.

    As portas se abriram revelando três pessoas: um estranho e os dois Lakas de Catalina, Harlo e Frida. Eles abaixaram a cabeça para Alex, mostrando seus devidos respeitos ao príncipe. Assim que viram sua senhora, ambos os servos ajoelharam-se e abaixaram a cabeça, passando uma mão na nuca, jogando os cabelos para o lado. Parecia ser uma reverência única dada a ela, algo apenas visto pelos vampiros mais antigos em suas moradias.

    Catalina apenas os encarou, e com o olhar, eles se levantaram, indo para trás dela. A vampira sorriu, deslizando uma mão em toda a extensão do braço de Alex, alisando sua pele de forma carinhosa.

    - Agradecida, meu caro.

    Disse apenas. Seus olhos azul-gélidos voltaram-se para a outra figura parada à porta. Notou seu sotaque alemão fortíssimo, enquanto tragava mais uma vez seu cigarro. Ele a encarava abertamente, sem pudores, e aquilo a deixou intrigada. O que aquele homem haveria de fazer ali? O observou por mais uns segundos e assim que ouvira seu nome, a vampira abriu um largo sorriso, se aproximando dele a cerca de um palmo de distância.

    Loki notaria, então, a aparência física de Catalina. Seu corpo era disposto de curvas sensuais, acentuando seus seios voluptuosos dispostos em um decote luxurioso. Usava um vestido carmim com espartilho que caía de forma justa em seu corpo esbelto, indo até a altura dos tornozelos. Apesar de usar espartilho, sua cintura não era exageradamente fina, estando proporcional ao restante de seu corpo. Em suas coxas, haviam cortes que se movimentavam e mostravam sua delicada pele clara por baixo do pano. Seus longos cabelos negros ondulavam nas pontas e caíam até as costas da vampira. Seus olhos eram de um azul claro que mudava a tonalidade de acordo com o ambiente. Os lábios eram carnudos e muito vermelhos, não precisando jamais da presença de batom ou maquiagem no rosto para acentuar seus traços finos e delicados. Toda a aparência de Catalina demonstrava uma mulher sensual de apenas 28 anos, porém, com a densidade de seu olhar e seus trejeitos antiquados, era possível notar o quanto ela deveria ser antiga.

    - Muito prazer, Alto Regente Polster.

    Disse ela, com sua voz baixa, penetrante e suave. Em sua fala, era possível notar um sotaque romeno, forte e pausado. Seus olhos se fixaram nos dele por alguns segundos, enquanto erguia uma mão para que ele a beijasse. Catalina sempre fazia questão de manter a etiqueta de sua terra em dia, portanto não deixaria de estender tal formalidade a ninguém. Loki notaria a aura pálida da vampira ter um tom de vermelho profundo que se confundia com um violeta pálido praticamente não visível.

    Assim que Aya adentrou no cômodo, Catalina desviou o olhar de Loki e concentrou sua atenção na assistente de Alex. Havia reparado na saída apressada de Adrianne, carregando consigo o anjo tenso. O príncipe, então, sentou-se no sofá e requisitou a presença de sua assistente para que se sentasse ao seu lado – e foi o que ela fez. Harlo e Frida foram para o canto da sala, próximos à grande janela que ali havia, permanecendo estáticos com os braços cruzados.

    Assim que Alex acenou para Catalina, ela sorriu e tragou seu cigarro. Quando Aya a chamou, a vampira não hesitou em dar seu primeiro passo e caminhar até o sofá, sentando-se confortavelmente ao lado da sensual assistente. Havia cruzado as pernas da mesma maneira, e por conta do corte de seu vestido, sua coxa direita estava totalmente à mostra, deixando visível toda a extensão de sua pele clara e macia. Catalina não fixou seu olhar na jovem humana, mas poderia observa-la bem com o canto dos olhos. Então, apoiou um cotovelo no braço do sofá enquanto segurava o cigarro para o alto, observando Loki de cima em baixo, apertando os olhos enquanto tragava.

    - Vamos aos negócios, então.
    avatar
    Loki Poslter

    Mensagens : 6
    Data de inscrição : 04/11/2015

    Re: Tempos Atuais

    Mensagem  Loki Poslter em Ter Dez 15, 2015 12:41 pm

    Loki acompanhou calmamente o desenrolar da cena. Descontraído, com as mãos nos bolsos. Sua expressão não demonstrava nenhuma emoção. Sentou-se à mesa de forma informal, meio largado em cima da cadeira. Esperou que todos se acomodasse.

    - Os Trremerrre tem interesse num vírrus que se espalhou porr seus domínios, uma varriação poderrosa que será muito útil parra nós. Vim aqui para negociar a extrração e trransporrte de algumas amostrras.

    Sem rodeios, ele foi direto ao ponto. Quando terminou a proposta, fitou o príncipe. Não sabia exatamente o que esperar. Tampouco sabia o que diabos aquela vampira romena gostosa fazia ali. Não reconheceu o nome, mas ela agia como se fosse a Rainha dos Condenados. Ele levemente tensionou os músculos, afastou silenciosamente a cadeira para trás. Se ele fosse atacado, possuia algumas cartas na manga. Se fosse por ele, aquela conversa sequer existiria, ele se sentia confiante o suficiente para extrair algumas amostrar e sair dos domínios sem ser percebido. As vezes as regras era engessadas demais, e os cainitas gostavam demais de um teatro. Talvez, dali alguns séculos, ele começaria a gostar daquilo. Hoje ele detestava. Ele possuía algum poder, claro, por ter sido abraçado por uma vampira muito poderosa. Mas fora mérito dele. Por fim, ele piscou algumas vezes. Estava entrando num devaneio num momento perigoso.

    Conteúdo patrocinado

    Re: Tempos Atuais

    Mensagem  Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Set 24, 2017 4:58 pm