Neo City Uol

O que aconteceu após o golpe militar de 17 anos atrás...


    A caminho dos becos da miséria

    Compartilhe
    avatar
    Ryan

    Mensagens : 24
    Data de inscrição : 19/10/2015
    Idade : 29
    Localização : Nova Friburgo - RJ

    Re: A caminho dos becos da miséria

    Mensagem  Ryan em Qua Nov 04, 2015 7:31 pm

    *ele segurou a ruiva pelos pulsos antes que ela se afastasse, girou e a pressionou contra a parede. a ponta do nariz dele percorreu o pescoço dela.. só para os lábios chegarem logo em seguida. o movimento dos lábios e das línguas eram lento, mas ritimado. em seguida a beijou na boca, o corpo dele encaixado no dela. a respiração era ofegante e ele se permitiu levar pelas sensações por algum tempo. as mãos desceram pelos braços, acompanhando as curvas do corpo dela. enfim, ele cessou o beijo. a testa dele encostado na dela. ele respirava rapidamente, aquele mesmo hálito quente que ela já conhecia*

    com você fazendo isso, não vamos chegar lá nunca...
    avatar
    Adrianne Leonhart

    Mensagens : 25
    Data de inscrição : 14/10/2015

    Re: A caminho dos becos da miséria

    Mensagem  Adrianne Leonhart em Qua Nov 04, 2015 8:14 pm

    *Ele a puxou e dessa vez foi a vez dele de puxa-la e agarra-la. Seu beijo era prazeroso e sentia vontade de ficar ali só mais um pouquinho. Mas, realmente tinha que ir. Ela sorriu com o comentario dele*

    - Eu fazendo isso? Agora a culpa é minha?

    *mostrando que era ela quem tava sendo dominada e não o contrário*

    - Vamos, quanto mais rapido acabarmos isso, mas rapido teremos mais tempo

    *e empurrava ele de leve*
    avatar
    Ryan

    Mensagens : 24
    Data de inscrição : 19/10/2015
    Idade : 29
    Localização : Nova Friburgo - RJ

    Re: A caminho dos becos da miséria

    Mensagem  Ryan em Qua Nov 04, 2015 8:56 pm

    vamos... eles ainda estão perdidos por aí.

    *ele sorriu maliciosamente e tornou a correr na direção da mansão, dessa vez mais rápido. com um estalo mental, se lembrou do comunicador... ele indicara a posição mais cedo. pressionou e tentou se comunicar com os demais*

    Axle? Artêmia?

    *o senso de urgência o atingiu sinistramente, e ele corria o mais rápido que podia*
    avatar
    Adrianne Leonhart

    Mensagens : 25
    Data de inscrição : 14/10/2015

    Re: A caminho dos becos da miséria

    Mensagem  Adrianne Leonhart em Qua Nov 04, 2015 9:12 pm

    *Adri também corria, apesar da neve espalhada pelo chão...eles eram como dois vultos passando pelas ruas da cidade. A esquerda deles, Ryan poderia ver uma antiga praça em ruína, e a direita um velho bar que ainda funcionava. Também tinha predios desativados, alguns destruidos..mas outros inteiros, apesar de não tão conservado. Quanto mais eles adentravam a cidade, um pouco melhor ficava. Mas estava quase que completamente deserta. O perigo eminente naquela cidade fazia com que poucos se aventurasse às ruas naquele horário. E pouco a pouco Eles iam se aproximando da Mansão que ficava em um bairro que já foi nobre, proximo ao centro. Mas ela parou de repente, segurando Ryan pelo braço para que parasse. Não estava muito longe da mansão, mas sentiu várias presenças em um lugar que ela conhecia por ser o mais deserto de todos.*

    - Tem algo errado...

    *falou ela quase sussurante em atenção. E sentiu a presença de um vampiro na porta e de humanos ou algo do tipo perto de lá também. Em outro momento, ela ficaria a espreita esperando. No entanto, sua paciencia já ido pro espaço. Desatou o nó do manto e todo o seu corpo era coberto por ele, fechando com uma mão.*

    - Duas coisas que eu esqueci de mencionar: eu moro com um vampiro e uma humana, e segundo...não enfrente ninguem sem necessidade nos domínios da mansão. Na verdade tem uma terceira, Alex as vezes é um pouco díficil de lhe dar..

    *falava sempre susurrante para não ser ouvida pelo vampiro mais a frente. E saiu de onde estava escondida e seguiu caminho reto e feições sérias.*

    - Quem são vocês e o que estão fazendo nos domínios da mansão Leonhart?

    *falava com todos ao mesmo tempo, sem nenhuma cerimonia.*


    (segue pra Mansão Leonhart => Tempos atuais)
    avatar
    Nova-Kinetic

    Mensagens : 99
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : NeoCity

    Re: A caminho dos becos da miséria

    Mensagem  Nova-Kinetic em Qui Nov 05, 2015 5:41 pm

    *Kinetik Seguia pelos metrôs abandonados de Uol City Nova carregava consigo a cabeça morta do demônio além do sangue extraído. Ela respirava fundo erguendo a mão enquanto um brilho verde circulava seu corpo, a medida que o brilho oscilava com maior velocidade a mesma saía do chão começando a flutuar. Seus óculos apareciam verdes em seus olhos cobrindo os mesmos e ela sorria de lado*

    _...Vamos agitar esse lugar...

    *Ela abaixava-se como se desse um impulso e respirando fundo como se "pula-se" ela começa a flutuar em grande velocidade, obviamente mais rápido do que se estivesse correndo mas não era algo como um veículo motorizado. Mas mais rapido que uzain bolt obviamente. Não conseguia a propulsão desejava uma vez que estava cansada e sem dormir a uns dias. Seu corpo logo precisaria de uma pausa para recuperar a energia.*

    _ Onde você está pequena flor....Você me deu um presente tão lindo tenho que retribuir o favor ajudando você....e também aquela pequena criança....que memórias tristes ela tem..._

    *Ela guiava-se com agilidade em direção ao último sinal que havia pegado de Axle ao mesmo tempo que ela escaneava a area por outros novos sinais. Seu brilho ainda estava ativo, mas mais fraco enquanto ela flutuava pelo percurso. Seus óculos conseguiam ver no escuro o que lhe facilitava um pouco o caminho. A energia que Nova usava para flutuar também criava automaticamente um campo telecinetico ao seu redor.*

    _ She's so cold and Human...It's something humans do
    She's stays so golden solo, she's so number nine...just incredible math
    And is she really human...she is just something new...


    *Ela sorria cantando - https://www.youtube.com/watch?v=-WUKkn92Weg&list=PL6E5AB17937AC0DA1&index=9*


    avatar
    Tetsuya Kitsune

    Mensagens : 237
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : ViolentoLand

    Re: A caminho dos becos da miséria

    Mensagem  Tetsuya Kitsune em Qui Nov 05, 2015 6:23 pm

    O metrô estava em ruínas como era de se esperar; alguns trechos estavam completamente soterrados, obrigado Nova a ter que retornar em alguns pontos ou tomar outros trechos alternativos. Aquilo se tornava um labirinto, para quem ainda nao havia caminhado por eles como Adri fazia antes. Ocasionalmente veria um ou outro vagão vazio, estacionado em uma das várias estações pelas quais Kinetic passava.

    Apesar disso, com certa dificuldade o sinal de Axle ia se aproximando, guiando-se pelo emaranhado de túneis e trilhos subterraneos.

    No final do longo corredor em que ela estava, poderia ver uma grande galeria; era a "Estação Jardim Botânico", uma de tantas na malha ferroviaria de UOLCity. Naquela galeria subterranea, vários guichês eram usados como moradias improvisadas, a se julgar pela quantidade de entulho que se formava em torno delas. Dois pares de escadas rolantes há muito tempo desativadas levavam para a superficie e para mais fundo no subsolo, onde ficariam os trens. Nos entornos de onde estavam haviam placas de direções, cobertas por panfletos de "procura-se", que também estavam espalhados pelas paredes. Eram vários desenhos, feitos à mão, quase todos mostrando idades de crianças entre os 5-16 anos.

    Também nas paredes haviam algumas pequenas estruturas que um dia ja foram lojas, banheiros....todas depredadas beirando à destruição total. Pedaços de piso e tijolos encontravam-se no meio de escombros por todos os lados.

    Um grito agudo ecoou pelo silencioso lugar, carregado com aquele ar pesado e abafado do subsolo. O grito agudo, infantil, parecia vir da parte inferior da estação, onde ficavam os trens, descendo pela escada rolante.

    -AHHH ME SOLTA!ME SOLTAAAAA! SOCORROOOOO!!!!

    O grito era seguido de choro, soluços e mais gritos. Talvez pela memória recente da cabeça do demonio, Nova imaginaria o filhote de Fuyu chorando e gritando pela mãe, assassinada diante de seus olhos.
    avatar
    Nova-Kinetic

    Mensagens : 99
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : NeoCity

    Re: A caminho dos becos da miséria

    Mensagem  Nova-Kinetic em Qui Nov 05, 2015 6:39 pm

    Chegava na parte onde parecia ser habitada e diminuia seus passos. Calmamente olhando os desenhos pelas paredes observando o lugar. Sentia ainda o sinal de Axle porém mais fraco mas ainda presente. Escutava o grito do que parecia ser uma criança e as imagens vinham a sua mente  seus olhos arregalavam-se e ela sorria de lado.

    _Let's shine baby!...

    *Ela Fechava os olhos e erguia uma esfera arroxeada enquanto seu corpo começava a mudar*



    *Sua energia mudava para roxa  Ethereal era o nome de sua habilidade. Seus cabelos tingiam-se de roxo soltando um leve brilho assim como seus olhos, porém seu olhar parecia mais sério e ao mesmo tempo sexy. Ela sorria vendo seus cabelos e respirando fundo seu corpo se tornava translucido como uma superfície espelhada copiando tudo ao seu redor, uma mimetização perfeita. Ela esgueirava-se em silêncio com cuidado até onde o grito era escutado. Tirando de sua roupa pequenas esferas que iam modificando-se para o formato de dardos com um brilho levemen-te roxo. ela mergulhava-os em um pequeno pote e acumulava alguns gaurdando-os pegando uma (budega que atira dardos) deixando-a nas mãos e seguindo devagar.

    avatar
    Tetsuya Kitsune

    Mensagens : 237
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : ViolentoLand

    Re: A caminho dos becos da miséria

    Mensagem  Tetsuya Kitsune em Qui Nov 05, 2015 7:06 pm

    Conforme Nova descia a escada rolante há muito desativada, veria lá embaixo a área de embarque abandonada. Conforme descia, a garota ouviria sons de metal cortando algo, e a voz da criança se tornando muda.

    O teto daquele lugar estava completamente tomado por plantas semelhante a trepadeiras e cipós verde-escuras; um pouco adiante dali, uma enorme rosa acabava de se fechar em torno de um corpo pequeno, de dificil visualização devido a grande quantidade de pétalas e folhas, e logo se fechava. Logo ali abaixo, um vulto escuro desviava o olhar para Kinetic, coberto por um manto preto e pesado. Uma espécie de chapéu em cone largo cobria-lhe a parte superior da cabeça, deixando apenas uma fresta horizontal por onde olhos azuis brilhando naquela escuridão olhavam para Nova. Como conseguia vê-la, apesar de sua camuflagem? De qualquer forma, seus trajes o deixavam extremamente suspeito.

    E enquanto olhava em sua direção, a grande rosa recuou para dentro de uma enorme cratera no teto, sumindo de vista. O vulto parecia ter-se alertado novamente pela rosa, e saltou para dentro da cratera, seguindo a rosa ali para dentro pelo que parecia ser uma espécie de túnel deixado pelo seu trajeto. Seja quem fosse, rapidamente estaria longe de Nova, caso não se mobilizasse.
    avatar
    Nova-Kinetic

    Mensagens : 99
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : NeoCity

    Re: A caminho dos becos da miséria

    Mensagem  Nova-Kinetic em Qui Nov 05, 2015 7:14 pm

    *Ela olhava para o som se abafando em um possível indício de morte. Ethereal cerrava os olhos vendo que havia sido notada. Esperava o ser ir na frente um pouco vendo a rosa recuar e saltava para o chão alerta com as coisas ao seu redor e tão logo corria para dentro da cratera para ver o que havia alí e quem era aquela pessoa. Seria ela responsável pela "morte" da criança, e a criança era de fato inocente para Nova se importar com sua morte?...Ela seguia o ser olhando a cratera e adentrando a mesma com cuidado ativando sua visão noturna bem como escaneando para a procura de formas de vida orgânicas e inorgânicas que iam desde reploids, mutantes, seres humanos, vampiros, anjos demonios, elfos agora, e outros seres que nova encontrara em seus anos de busca dos MH.*

    avatar
    Tetsuya Kitsune

    Mensagens : 237
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : ViolentoLand

    Re: A caminho dos becos da miséria

    Mensagem  Tetsuya Kitsune em Qui Nov 05, 2015 7:28 pm

    O tunel era bem mais longo do que parecia; serpentinoso, era coberto por todos os lados por cipós e raízes, ocasionalmente com grandes espinhos despontando pelas laterais, que poderiam facilmente cortá-la caso a garota fosse muito rápida. O scan de Kinetic mostrava várias e repetidas vezes a mesma mensagem: se tratava de origem demoniaca. O vulto em questão parecia ser tão rápido quando ela, de forma que desaparecia de vista enquanto subia pelo túnel, que prosseguiria ainda por vários metros.

    Enfim, Nova acabaria saindo na superfície de UOLCity. Estava no centro do que parecia ser um grande parque, com várias estátuas e esculturas tomadas pela natureza selvagem que se apoderava do cenário após 17 anos de destruição. A lua vermelha brilhava intensa no céu. Várias árvores de diferentes espécies coalesciam suas copas, formando enormes paredes-vivas de plantas que circulavam toda a grande praça. Todo o chão era tomado por aquelas raízes, que ocasionalmente se fundiam a algum arbusto ou arvore daquele lugar.Não muito longe dali, Nova poderia ver uma descida conduzindo a um lago de uns 100m de largura; o estranho vulto parecia estar correndo naquela direção. No centro do lago, a enorme rosa pairava sobre a água;agora parecia ser uma flor de lótus. Mas numa versão muito, muito maior, e fechada. A criança provavelmente ainda estaria lá no meio...havia, claro, a chance de ainda estar viva, apenas inconsciente....

    avatar
    Nova-Kinetic

    Mensagens : 99
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : NeoCity

    Re: A caminho dos becos da miséria

    Mensagem  Nova-Kinetic em Qui Nov 05, 2015 7:37 pm

    Ela notava que havia uma porção demoniaca ao controle de tudo aquilo. E isso de fato intrigava nova com sua curiosidade acentuada ela seguia cautelosa porém veloz na medida do possível. Saindo na superfície de uolcity ela observava a grande destruição e o declínio humano. Nova não tinha simpatia por humanos, afinal eles mesmos causaram sua propria destruição. Nova não era humana, ela era a evolução e talvez a salvação deles. Seguia em direçao ao tal lago. com cuidado sempre monitorando possíveis aproximações. Caso ela estivesse sendo guiada para uma armadilha. Ela olhava ao redor e continuava com sua camuflagem mesmo que a mesma não surtisse efeito no ser em questão poderia surtir efeito em outros seres.
    avatar
    Tetsuya Kitsune

    Mensagens : 237
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : ViolentoLand

    Re: A caminho dos becos da miséria

    Mensagem  Tetsuya Kitsune em Qui Nov 05, 2015 8:26 pm

    Novamente a rosa se abria, agora no meio do lago.

    -U-uhn...ma...mãe...? - uma voz fraca soava ali, do meio da rosa. Logo vinha o grito novamente; a criança parecia estar despertando.

    -AHHHHH! SOCORRO!!!! - novamente, a criança parecia gritar. Nao era possivel ve-la direito, mas parecia estar presa lá dentro por algo, e se debatia bastante. O vulto negro continuava ali, mas desta vez distraído, nao percebia a presença de Nova...Uma lança enorme pareceu "brotar" do meio do vulto, que agora saltava a vários metros de altura em direção à rosa....será que iria finalmente impalar a criança?E por qual motivo? Independente disso, o vulto começava a cair na direção da criança dentro da rosa, a lança apontada diretamente para baixo.





    avatar
    Nova-Kinetic

    Mensagens : 99
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : NeoCity

    Re: A caminho dos becos da miséria

    Mensagem  Nova-Kinetic em Qui Nov 05, 2015 10:21 pm

    *Olhando para o Vulto e olhando a criança vendo aquela reação observando ao redor e vendo todas as plantas alí presentes bem como a a ação do estranho vulto. Sua coloração começava a mudar a medida que ela Corria de roxo para verde porém ela ofegava um pouco. Nova corria em direção a rosa e ao vulto. Seu corpo Brilhava verde enquanto ela corria e mudava suas cores de cabelo ficando totalmente verdes cabelos e olhos. Ela respirava fundo e seu corpo começava a ser levitado. Ela se lançava em direção ao ser encapuzado enquanto lançava no mesmo um campo telecinético de proteção, mas não para a criança para o ser encapuzado. Haveriam duas possibilidades. 1- O ser encapuzado estava querendo matar o demônio que era na verdade aquela flor que usava da voz de uma criança indefesa para atrair tolos, ou de fato o ser encapuzado queria apenas matar a criança o que não fazia sentido por que se daria o trabalho de enfrentar uma planta monstro para matar a criança que estava alí dentro?. Nova flutuava para ver a solução do conflito caso de fato houvesse uma criança humana ou de outra raça que seu scaner pegasse a proteção telecinética se transferiria para a criança antes do ataque ser efetivado, caso fosse como ela imaginava mesmo uma armadilha. O encapuzado estaria protegido.*

    _...Uma criança não sobreviveria a este mundo...bom ainda existe a cadeia alimentar não é?...

    *falava baixo enquanto fazia sua ação de proteger o encapuzado e mudaria seu alvo de proteção caso seu scaner detectasse um ser humano ou outra raça que não fosse uma armadilha.*
    avatar
    Tetsuya Kitsune

    Mensagens : 237
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : ViolentoLand

    Re: A caminho dos becos da miséria

    Mensagem  Tetsuya Kitsune em Sex Nov 06, 2015 10:55 am

    A flor tentava se fechar a tempo, mas ja era tarde demais; a lança atravessava a rosa, emitindo pequenos relampagos avermelhados de sua ponta, que pareciam se propagar pela água do lago, conforme o grito da criança se tornava um urro medonho, monstruoso. E segundos depois, um pouco de fumaça era exalada da planta.

    O vulto permanecia ali no ar segurando a lança, olhando ao redor, em silencio. Tentou puxar de volta, mas estava óbvio que a arma estava completamente presa ao demonio-planta. Tentou jogar o peso do corpo pra trás e pra frente, sem êxito. Ficou sacundindo as pernas no ar numa cena comica, arruinando completamente toda a seriedade da cena que a precedera, tentando sentir alguma superficie sobre a qual se apoiar, e nada. Um suspiro. Acabou soltando a lança, que finalmente se desfazia, caindo na água. Silencio.

    Vários galhos e folhas mortas da planta, antes submersos, agora vinham à superficie, enroscando o vulto ali no meio, que agora se debatia tentando não se afogar naquele emaranhado de cipós e vimes. O jeito desajeitado deixava claro que nao sabia nadar direito, e mesmo se soubesse, seria realmente dificil nadar com tudo aquilo prendendo-o. Caso nova analizasse o vulto, veria que se tratava de um humano, embora houvessem alguns traços demoniacos em sua habilidade. Talvez fizera algum tipo de pacto com um?
    avatar
    Nova-Kinetic

    Mensagens : 99
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : NeoCity

    Re: A caminho dos becos da miséria

    Mensagem  Nova-Kinetic em Sex Nov 06, 2015 11:03 am

    _hu...HAHAHAHAHAHAHAH AHAHA AI...AI ....Você é hilário!.....Vem cá vem pedacinho de carne deixa que eu te ajudo....


    *Nova sorria flutuando até o ser e tão logo se aproximava um pouco esticava a mão e espandia o campo telecinético que estava ao redor do encapuzado fazendo com que as vinhas fossem projetadas para fora e o corpo do ser fosse levitado na altura de Nova*

    _ Hello Hello....Quem é você?...e como diabos conseguiu me ver?...

    *Ela olhava para ele séria enquanto o campo telecinético que agora funcionava como uma bolha de contenção o levitava*

    _...e mostre sua cara por favorsinho ok?...


    *sentava-se no ar cruzando as pernas sorrindo gentilmente apontando o dedo para que o capuz fosse retirado*
    avatar
    Dr. Dimitri Boskonovitch

    Mensagens : 38
    Data de inscrição : 05/11/2015
    Idade : 29

    Re: A caminho dos becos da miséria

    Mensagem  Dr. Dimitri Boskonovitch em Sex Nov 06, 2015 11:20 am

    O manto negro e o chapéu acabaram ficando enroscados em todas aquelas plantas, além de pesados demais devido ao peso. Quando o vulto foi retirado da água, Kinetic nem precisou pedir; ja estava bem exposto.

    Era um homem de uns 25 anos, trajando roupas que já não se viam desde o século XIX. Estava apoiando as mãos e joelhos no "chão" telecinético, tossindo água que parecia ter engolido um pouco. Respirava fundo, inspirando todo o ar que conseguia, até se recuperar. Ergueu o olhar, os olhos incomuns num tom de roxo, sérios e frios, que destoavam completamente de sua aparencia um pouco...menos dignificada pela posição e os cabelos negros caindo sobre o rosto, quase como um cachorro molhado. Olhava para os lados, palpando a bolha de contenção.

    -Que bruxaria é essa!?Acaso retirai-me-ei destas águas profanas para devorar minha alma, feiticeira do demonio!?

    O homem dizia, com um pesado sotaque alemão, num vocabulário que parecia combinar com seus trajes.
    avatar
    Nova-Kinetic

    Mensagens : 99
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : NeoCity

    Re: A caminho dos becos da miséria

    Mensagem  Nova-Kinetic em Sex Nov 06, 2015 11:35 am

    *Olhando para ele se aproximando tocando de leve a bolha telecinética e sorrindo gentil*

    Well well... enão é que você é bem bonito para um Humano....você é humano ou é um mestiço...sinto traços...hum...incomuns em você.

    *olhando as "acusações" e ria de leve arrumando os cabelos e as unhas*

    _ Você parece meio perdido no tempo com este linguajar formal e trajes também um tanto quanto antiquados para o ano em que estamos....eu não julgo mas poderia trocar de modelito...e para sua informação não sou uma bruxa meu nome é Nova e deveria agradecer pois esta pequena bolha te salvou....2 vezes para ser mais exato.


    *sorrindo*

    _ vamos começar denovo sim? Olá me chamo nova qual é seu nome e como conseguiu ver por detrás de minha camuflagem?... E não me faça perder mais tempo apenas seja cortês e educado como eu estou sendo e responda.


    *sorrindo gentil para ele*

    _ E para sua informação eu não sou um demonio.... e não como almas..apesar de que se eu estocá-las poderiam ser uma boa fonte de energia...humm...então responda minhas perguntas sim?
    avatar
    Dr. Dimitri Boskonovitch

    Mensagens : 38
    Data de inscrição : 05/11/2015
    Idade : 29

    Re: A caminho dos becos da miséria

    Mensagem  Dr. Dimitri Boskonovitch em Sex Nov 06, 2015 11:55 am

    O homem aos poucos foi se levantando, tirando os cabelos dos olhos. Finalmente adquiria uma pose altiva, enobrecida, erguendo o nariz. Parecia realmente orgulhoso, apesar das roupas estarem pingando água e haverem várias plantas, raizes, musgo caindo de seus trajes. Mas esforçava-se para manter a postura de nobreza. O sotaque era de um alemão carregado, que somado ao linguajar antigo tornava o dialogo um pouco dificultado.

    -Certamente que sou humano, bruxa! Me chamo Friedrich von Lichtenstein, da nobre linhagem dos cavaleiros de Malta, sucessor da Ordem Inquistória de São Michael!

    E olhou para si próprio, com aqueles trajes que vestia. Nao via nada de errado.

    -Ora, criticai-me por minhas vestes dignificadas, mas não vedes quão....lasciva e promíscua és a tua, a delinear-te formas que deveríais reservar a apenas um escolhido! - e ficava apontando o dedo de forma acusadora, embora fosse possivel notar que observava-a com alguma frequencia. Provavelmente nao estava acostumada a ver uma mulher com um traje tão....colado ao corpo.

    -Vi teu desfarce como a luz divina que replandesce sobre as sombras vis da feitiçaria! Tu carregas a energia sombria daqueles que caíram da Santa Graça divina!

    Provavelmente se referia à aura artificial demoniaca que rodeava-a. Nada que indicasse que conseguira realmente enxergá-la...mas já dava uma pista: era capaz de ver auras...com certeza não se tratava de um humano comum. E era ironico como apesar disso ele criticava Kinetic por sua habilidades.

    -Eu sabia, és pior do que estes demonios, tu alimentai-vos de suas almas corruptas! Estoca-lhes como gado, hás de desejar fazer comigo o mesmo! Prepara-vos-lhe para um duelo, vilã!

    O homem estendia o braço adiante, e novamente aquele relampago avermelhado carregando energia demoniaca se formava, materializando um florete na mão. Parecia ser uma espécie de magia de invocação? Talvez fosse um mago? De qualquer forma, endireitava seu corpo numa pose para lutar esgrima contra Kinetic. Embora nao quisesse admitir que estava completamente preso dentro daquela bolha...
    avatar
    Nova-Kinetic

    Mensagens : 99
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : NeoCity

    Re: A caminho dos becos da miséria

    Mensagem  Nova-Kinetic em Sex Nov 06, 2015 12:08 pm

    *Olhando para ele t vendo suas proprias roupas e sorrindo olhando seus comentários enquanto escutava atentamente o que estava a dizer*

    _ ahnnn....péssima idéia minha....você não me viu você viu isto aqui...


    *tirava a mochila das costas e apontava*

    _ Hummm digamos que assim como você eu também caço demônios e foi extremamente rude de suas parte e até mesmo uma atitude de principiante julgar-me diretamente assim. Esta aqui é uma cabeça de demônio que eu ajudei a destruir. ele estava utilizando do corpo de outro ser....chamam-no de doppleganger. Já ouviu falar?. Se analisar a mim apenas verá que na verdade não tenho nada de demoníaco...que tal tentar denovo antes de apontar uma arma para uma dama que esta desarmada e apenas conversando.

    *olhando para as proprias roupas e olhando novamente para ele*

    _ Humm E quem garante que não foi você quem eu escolhi para me mostrar....hahahaha ok parei brincadeira. Estou em uma missão para achar uns amigos...quer vir comigo...isso claro se prometer ou jurar não tentar me matar... tendo jurado eu lhe solto que tal?...

    *sorria gentil para ele aguardando brincando com a mochila de cabeça*

    _ já disse que não como almas...me alimento de hum...faz tempo que eu não como não tenho necessidade de comer na verdade quando sinto fome uma pequena porção de carne ou vegetais me ajuda até mesmo outros tipos de nutrientes...

    *se aproxima da bolha olhando para ele*

    Então Friedrich gostaria de sair da bolha e me acompanhar? Me chame de Nova e não de bruxa... Estou em uma missão assim como você e aceite o fato de eu ter te ajudado não seja tão orgulhoso isso é um pecado capital sabia? O orgulho.
    avatar
    Dr. Dimitri Boskonovitch

    Mensagens : 38
    Data de inscrição : 05/11/2015
    Idade : 29

    Re: A caminho dos becos da miséria

    Mensagem  Dr. Dimitri Boskonovitch em Sex Nov 06, 2015 2:12 pm

    -Doppelganger, hm? Nefasta criatura, um mestre enganador entre enganadores.Dizer-se-ia que é capaz de enganar até mesmo os de sua própria raça nefasta...

    Ele dizia, abaixando o florete. O que ela dizia parecia fazer sentido. Se conseguira matar um demonio daqueles, fortalecia a hipotese de que era quem dizia ser, e que realmente tivesse uma habilidade para tal.

    -Se o que dizeis é verdade, não tenho motivo para feri-la, e manter-te-hei minha palavra. Por Deus e por todos os santos, juro-te isso! Então cumpra-te tua promessa e me tirai daqui, por obséquio...

    E fazia o sinal da cruz. Nao parecia ser do tipo que fazia falsas promessas, então provavelmente Kinetic estaria segura. O rapaz erguia-se novamente altivo, orgulhoso.

    -Não sou orgulhoso! Apenas exerço minha posição de nobre, bru...digo, Nova. Mas se tens fome, procuraremos uma hospedaria próxima.

    O pobre rapaz sequer parecia ter idéia de que era estava. Ali perto, por sorte, haviam ainda máquinas automáticas de venda. Estava desativada, mas ainda assim dispunha de alimentos em conserva que poderiam servir de provisões...por exemplo, batatas chips embaladas a vácuo tinham grandes chances de ainda estarem viáveis, considerando-se os avanços que a tecnologia havia passado naqueles tempos áureos da humanidade. A maquina em si ainda piscava suas luzes ocasionalmente; talvez fosse indicativo que nao fosse tão velha assim?
    avatar
    Nova-Kinetic

    Mensagens : 99
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : NeoCity

    Re: A caminho dos becos da miséria

    Mensagem  Nova-Kinetic em Sex Nov 06, 2015 6:13 pm

    -você realmente não é deste tempo meu caro cavaleiro... É isso pode ser um problem.

    *Nova começava a buscar pelos nomes citados a ordem o próprio nome dele é tentava descobrir o que houve com aquela ordem e se ainda estavam ativos.

    - Você tá vendo aquela coisa piscando? Você sabe o que é aquilo né? Pelo amor de qualquer ser superior.

    Apontava caminhando ou melhor flutuando com ele até lá ê liberando-o da bolha telecinética. Enquanto ficava séria e respirava fundo.

    - Vamos por parte já disse que meu nome é Nova porém eu sou como posso dizer um totem de poder para a outra nova. Então se eu mudar a cor de cabelo não se assuste sou eu mesma porém em um modo em que eu não estarei utilizando minhas habilidades ok? Aqui Oh para provar que sou eu eu te contarei um segredo e você pedirá para a minha versão de cabelos cinzas te mostrar.

    Nova chegava perto da orelha do rapaz e sorria de leve falando baixinho.

    Tenho uma marca de nascença nas costas parece uma asa ninguém sabe então peça para eu mostrar ok?
    avatar
    Dr. Dimitri Boskonovitch

    Mensagens : 38
    Data de inscrição : 05/11/2015
    Idade : 29

    Re: A caminho dos becos da miséria

    Mensagem  Dr. Dimitri Boskonovitch em Sex Nov 06, 2015 7:02 pm

    Haviam relatos dos cavaleiros de Malta, como se era de esperar. Porém, nada publicado sobre a tal ordem...provavelmente se tratava de alguma instituição da Igreja no combate a demonios, mas haviam enormes chances de não existir mais naquele momento. Afinal, muito tempo havia se passado, e realmente nao parecia ser de praxe a Igreja interferir em assuntos como aquele de forma tao agressiva na epoca em que estavam vivendo, talvez antigamente, mas hoje ja nao dispunha da mesma força ou recursos...

    -Que queres dizer que não sou deste tempo? Quereis ludibriar-me com charadas!?E que queres dizer com tudo isso, estais possuida por outra entidade que lhe muda as matizes de tuas madeixas?

    Arqueava a sobrancelha; realmente não acreditava muito no que a estranha garota lhe falava. Ao ser liberto da bolha, observou bem a máquina.

    -Uma pequena armadura de aço brilhante...? o que há de errado, sua fogueira interna está piscando...

    O rapaz dava um soco na máquina e, coincidentemente uma latinha de refrigerante caiu. O homem inicialmente se assustou, mas aproximou com cautela, pegando a latinha nas mãos. Sacudiu bem para ver o que havia dentro.

    -Uma taça de aço...parece haver liquido? e uma válvula...

    E inadvertidamente abriu a tampinha. O refrigerante voou com força sobre o rosto do rapaz, deixando-o cego por alguns instantes.

    -PEQUENAS ARMADURAS TOMADAS POR SATÃ, COMO OUSAS ATACAR UM LICHTENSTEIN!? PREPARAI-TE PARA DEU DESTERRO!

    Quase imediatamente, clavas, martelos, espadas formavam-se em torno do homem, atacando a maquina de bebida e alimentos automatica. O homem arremessava-a de um lado pro outro, o que fez com que a maquina começasse a disparar latinhas para todos os lados pelas aberturas. Com toda a agitação e armas brotando do corpo do homem, mais e mais refrigerante era arremessado, sacos de pipoca, batatas, balas e doces eram atirados contra ele e para todos os latos.

    -ARRRRGH!! QUE OS ANJOS TENHAM PIEDADE DE TUA ALMA, POIS EU NÃO TEREI!!

    O rapaz ficava ali, degladiando com armas contra a maquina e as latinhas. Uma cena ridicula que realmente mostrava o quão destacado daquela realidade ele se encontrava.
    avatar
    Nova-Kinetic

    Mensagens : 99
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : NeoCity

    Re: A caminho dos becos da miséria

    Mensagem  Nova-Kinetic em Sab Nov 07, 2015 11:20 am

    Olhando cada ação e comentário citado por aquele antiquado cavaleiro quando derrepente ele surta e começa a atirar contra a malvada máquinas de refrigerantes e salgadinhos. Nova arregala os olhos e dá um salto para trás planando enquanto brilhava em verde. Uma bolha de telecinese se formava ao redor dela a protegendo dos ataques das latas malignas. Suspirava enquanto colocava a mão na cabeça com uma enorme gota.

    - Você não vai sobreviver um minuto lá fora deste jeito... Oh cavaleiro sagrado dá para parar de destruir uma fonte de alimento sim?! Você é meio precipitado em suas ações não acha não?!

    Respirava enquanto observava o mesmo chegando perto dele com cautela. E pensando numa melhor doem de abordar este assunto delicado.

    - ok vamos nos acalmar e começar pelo princípio seria mais fácil com a outra mas vamos comigo mesmo. Você é esperto então me acompanha ok?!
    1• eu não sou um demônio ou uma bruxa considere-me como um ser iluminado que está a guiar está jovem sim? Possuo poder que humanos não possuem sou iluminada e possuo grande conhecimento por que acha que não fui ludibrias pelas habilidades daquela flor?
    2• quando eu entro em repouso para recuperar minhas energias a jovem a quem auxílio desperta e ela podera também lhe ajudar ok?!
    3• Você parece não ter conhecimento sobre algumas coisas de onde estamos e me parece um tanto quanto deslocado. Poderi se acalmar e me contar o que se lembra antes de chegar aqui um pouco de sua história até achar esta flor ou até mesmo antes? Podemos começar por aí.
    4• coma alguma coisa sim?

    Nova pegava alguma lata ainda inteira e algum pacote de restasse comida e mostrava para ele como fazer pegando uma lata não chacoalhada demais e mostrava como bebia e como comia.

    - são alimento e não inimigos. Você deveria saber diferenciar caso tivesse o conhecimento que eu tenho, como não soube tente colaborar comigo OKIDOKI?
    avatar
    Dr. Dimitri Boskonovitch

    Mensagens : 38
    Data de inscrição : 05/11/2015
    Idade : 29

    Re: A caminho dos becos da miséria

    Mensagem  Dr. Dimitri Boskonovitch em Dom Nov 08, 2015 5:16 pm

    O jovem finalmente se acalmava. Mas ja quase nao se restava muita coisa...estava coberto por pipoca, chips, salgadinhos diversos e refrigerante que grudava ao corpo e roupas como cola. Ia ouvindo o que a garota dizia, numa expressão séria, pensativo, enquanto os olhos arroxeados percorriam os destroços da maquina no chão.

    -Um ser iluminado? então és como um anjo a possuir o corpo de uma jovem? Isso é possível? Então quando alterares a matiz de tuas madeixas, tal jovem emergirá de teu ser....estou entendendo.

    Arqueou a sobrancelha, mas prosseguia ouvindo-a. Parecia fazer um certo esforço para que tudo aquilo lhe fizesse sentido.

    -Eu...não recordo-me ao certo o que ouve. Lembro-me de despertar dentro de um caixão, possivelmente enterraram-me por engano! Ao despertar fui guiado por gritos infantis...quando dei por mim, percebi a malignidade da natureza por trás dos inocentes clamos por salvação. E ei-la que encontrei-te.

    Olhou para os lados novamente. Nao havia nada ali que lhe parecesse com comida;

    -Comer algo? acaso referes servirmo-nos da carne amaldiçoada do demonio morto?O que...tu bebes dessas armaduras!?

    Parecia surpreso, vendo-a beber daquilo, e comer de um pacote de salgados. Pegou uma lamina de batata que repousava sobre seu ombro e levou a boca. A surpresa veio-lhe nos labios quase imediatamente, num discretissimo sorriso, que nao combinava tanto com as feições sérias do rapaz.

    -Impressionante...
    avatar
    Nova-Kinetic

    Mensagens : 99
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : NeoCity

    Re: A caminho dos becos da miséria

    Mensagem  Nova-Kinetic em Seg Nov 09, 2015 10:41 am

    _SIm sou como um anjo mas não sou um anjo...pense desta forma...Hummm ok você não lembra de muita coisa certo?....Ok....voce estava em um caixão....er...bom vou permitir que conheça minha protegida e ela ira te ajudar a lembrar ou pelo menos podera tentar acessar estas memórias que você nao esta conseguindo. -

    *sorri de lado se aproximando dele vendo ele pasmo com os sabores novos e segura de leve na cintura erguendo o dedo*

    _Foi um prazer te conhecer a minha protegida é meio chata então apenas a suporte ok? E ela vai tentar te ajudar a medida do possível e voce irá ajudá-la como havia prometido...Voce tem muito a aprender... Muuuito.

    *Kinetic Fecha os olhos enquanto se senta no chão respirando devagar enquanto suas madeixas começam a tomar uma cor cinza e seus olhos fechados começam também a mudar. Sua aparencia, não fosse pela cor do cabelo permaneceria igual. Ela abre os olhos devagar mostrando os olhos cinzas meio apáticos porém gentis.

    _ Muito prazer sou a protegida pode também me chamar de Nova...

    * a jovem curvava-se para frente cumprimentando-o enquanto ajeitava seus óculos*

    _ Pelo que minha...protetora me informou vocÊ parece tem um pouco de falha em sua memória. Gostaria de saber e pedir permissão para acessar suas memórias sem que você as visualiza-se pelo menos por hora... podem haver certas memórias escondidas e até mesmo bloqueadas que sua propria mente não está permitindo acesso por serem muito traumáticas... Com licença..

    *A jovem se aproxima do rapaz tocando o rosto em seu peito para escutar seu coração  pegando com a outra mão no pulso dele medindo suas pulsações e escaneando-o para sua funções normais.*

    Conteúdo patrocinado

    Re: A caminho dos becos da miséria

    Mensagem  Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Set 24, 2017 5:14 pm