Neo City Uol

O que aconteceu após o golpe militar de 17 anos atrás...


    Catedral de Arthrahasis

    Compartilhe
    avatar
    Dr. Dimitri Boskonovitch

    Mensagens : 38
    Data de inscrição : 05/11/2015
    Idade : 29

    Re: Catedral de Arthrahasis

    Mensagem  Dr. Dimitri Boskonovitch em Sab Dez 12, 2015 2:49 pm

    A capsula/semente reagia lentamente ao toque, recuando levemente. Era como se houvesse sensibilidade e reflexo naquela folha, como se aquilo fosse realmente algo vivo, faltando-lhe talvez apenas uma consciencia. Quando finalmente o reploid entrou, de forma bem suave os cipós que pendiam do alto começavam a envolver seu corpo, iniciando pelos ombros e o topo da cabeça. E criavam raizes pequenas, destas brotando raizes secundarias menores, que faziam proliferar raizes terciarias ainda menores, do tamanho de fios de cabelo, e destas outras raizes quase invisiveis ao olho nu, deixando somente a impressão de uma espécie de lã esverdeada, que começava a cobrir-lhe, descendo agora pelos braços, incluindo regiões danificadas. A principio aquilo parecia desesperador; assim como rochas gigantescas que nao resistiam ao crescer de plantas, a armadura do reploid parecia emitir ruidos sucessivos de quebra. E minusculos "creck""crack reverberariam ali dentro, conforme a semente ia consumindo a liga metálica, com uma suavidade incompativel com a agressividade de seu ato.

    Axle passaria a sentir sensações nunca antes percebidas; se por um lado sentia parte de si se dissolver, começava a sentir regiões onde não havia nada; sentia uma dor leve acompanhada de formigamento, tato protopatico e epicritico, como se debaixo de todas aquelas minusculas raizes começasse a crescer uma espécie de...pele? era uma enxurrada de novas sensações, e talvez um temor de tudo o que lhe acontecia. Mas a capsula continuava, absorvendo e reformando o reploid; liberava agora pequenos esporos ali dentro, que começavam a circular e a penetrar por entre as rachaduras e sistemas do reploid. Apesar do caráter orgânico visivel de tudo aquilo, era possivel notar algumas faíscas elétricas sendo emitidas aqui ou ali. E da região mais inferior da cápsula, uma espécie de fruto metalizado, amarelo, começava a pulsar lentamente, emitindo ondas eletromagnéticas, como se estivesse carregando um disparo de PEM. Que tipo de efeito um pulso maior daquilo teria sobre o corpo de Axle? Se um disparo de PEM era capaz de fritar praticamente uma rede de computadores, o que faria naquela distancia? Porém, aquelas camadas transparentes pareciam abafar qualquer som, e a eletricidade que corria por aquelas raízes era intensa, capazes de paralizar o vermelho ali dentro quase que completamente; a esta altura ja estaria quase completamente tomado por aquelas raizes, restando somente do joelho para baixo e o rosto intocados ainda.

    As informações do computador citavam apenas propriedades de cura e de atualização de sistema, mas muito daquilo era muito vago, citando propriedades biossintéticas de experimentos realizados ali, descrevendo o processo de penetração metálica por nanoraízes com reabsorção de íons e neoformação de chips, backup de informações em núcleos de processadores quanticos de tilacóides dentro de cloroplastos, com capacidade de cálculo absurdamente maiores, entre outros dados.

    Os dados do DNA pareciam conflitantes com os dados do carbono-14; o DNA das amostras de 4 mil anos, 3 mil, 2 mil, mil, e mesmo a amostra de Friedrich atuais pareciam ser exatamente o mesmo, distando somente em intervalos milenares...mas não era possivel que Fried tivesse aquela idade; afinal, ela propria vira em suas lembranças que ele fora criança, tivera pais, crescera...

    O rapaz pegou os oculos e conseguira coloca-los sem problemas, mas observou o ponto de comunicação sem entender muito. Apenas...colocara-o no bolso de seus trajes do século XIX. Observava o reploid ser tomado por aquelas plantas, um pouco desconfiado.

    -Será que...é de fato seguro? Angustia-me vê-lo ser engolido desta forma...mas vamos, nao temos tempo. Tomai de mim e bebei...ou sugai...ou o que seja que tu iras fazer...

    E fechava os olhos, estendendo o braço para Nova, como se entregasse-se a ela. Nao sabia como aquilo funcionava, mas achou mais prudente sequer ver o que aconteceria. Assim, nao corria o risco de assustar-se e atacar por reflexo com as armas que brotavam de si.
    avatar
    Nova-Kinetic

    Mensagens : 99
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : NeoCity

    Re: Catedral de Arthrahasis

    Mensagem  Nova-Kinetic em Sab Dez 12, 2015 5:20 pm

    Nova notava axle entrando na maquina sem nem mesmo lhe dar tempo suficiente para verificar se era seguro e pensará consigo mesmo.

    " Depois eu que sou irresponsável.."

    Ela observava cada filamento engoli-li e o que aparentava ser aquilo estava substituindo seu metal por carne ou algo semelhante a pele humana era facinante e curioso da mesma forma. Como aquela tecnologia era possível bom na verdade ela tinha certa noção mas parecia que aquilo estava transformando e não criando que seria o mais fácil.

    - Eu admito.... Humanos podem ser fascinantes também com sua capacidade imaginativa. Sim não temos tempo, e cuide dele quando ele acordar ele pode entrar em choque com a mudança. Ah é mais uma coisa isto é um ponto uma ligação sua comigo ok? Você irá me ouvir através dele considere como um artefato assim como estes óculos.

    Nova suspirava um pouco nervosa e logo o Dna que analisar finalizava e lhe dava as respostas que ela não imaginava. Como era possível que aquele corpo tivesse essa idDe. Será que ele sempre teve esta idade e as imagens que ela vira foram apenas falsas memórias! Memorias inseridS no corpo para que o mesmo pensasse ser Friedrich até o tempo de seu despertar? Nova olhava para ele meio incrédula e ao mesmo tempo seu coração começará a acelerar e uma leve ansiedade lhe aplacara. Talvez aquele corpo fosse do Deus que ela considerou ser um invasor mas na verdade sempre fora ele?

    - Eu não devo tomar muito para que não fique tão fraco Feiedrich.

    Notava o rapaz lhe estender o braço e se entregar para ela. Isso já lhe ocorrerá antes, mas poucas vezes muito poucas. Nova sentia seu coração batendo forte aquecendo seu corpo enquanto seu sangue levado pela adrenalina circulava freneticamente. Nova respirava fundo e de suas costas apareciam asas holográficas e opacas. Desta forma ela conseguiria cobrir ambos para que axle caso consciente não visse o que ocorria. Nova passava a ponta dos dedos devagar pela pele das mãos de Friedrich subindo pelo seu braço cobertos pela roupa. Os olhos de nova brilhavam em um prateado frio e sedutor o toque dela causava arrepio ao mesmo tempo que era suave. Se posicionando atrás de Friedrich suas mãos tocavam os cabelos entrelaçando seus dedos neles devagar. Levando a ponta dos dedos até seu pescoço com calma forcando-o fe leve para se ajoelhar no chão de costas enquanto ela ficaria mais alta que ele.

    - Serei breve e não farei com que doa.-

    Abrace de nova podia ser sentida ao lado da face de Friedrich extremamente próxima enquanto ela parecia se enevoar com o aroma de algo que não era humano. Não era um simples humano era algo mais antigo. Nova passava uma das mãos pelo peitoral de Fridrich como se o puxasse em um abraço por trás contra seu corpo, ao mesmo tempo que sua outra mão seguia suave pela lateral de sua face cobrindo os olhos do mesmo. Ele poderia senti a pele e a ponta do nariz dela ronçando suave e sedutoramente em seu pescoço juntamente com seus lábios macios e suaves. Nova fazia com que em seus caninos tivessem uma ponta um pouco saliente, não para perfurar fundo a pele, mas para poder descarregar a solução de endorfina para que o mesmo não sentisse dor mas apenas calma alegria e prazer de tabela.

    - Friedrich...você tem uma essência enebriante.-

    Ao falar estas palavras próximas ao ouvido dele, ela beijava seu pescoço e o mordia injetando a endorfina que fazia um efeito mais rápido do que as convencional. Era como uma onda, a medida que ela mordia puxando seu corpo contra o dela, ele poderia sentir sua energia sendo levemente sugava suas células sua vida era sugada porém não seu sangue este ficava intacto em seu corpo. Era como se ela sugasse sua "alma" porém a experiência que poderia ser vista com horror só transmitia calma e ao mesmo tempo um prazer constante que se espalha a por cada parte de seu corpo deixando-o sensível ao toque e ao mesmo tempo embebido por aquela sensação.


    avatar
    Axle The Red

    Mensagens : 152
    Data de inscrição : 16/10/2015

    Re: Catedral de Arthrahasis

    Mensagem  Axle The Red em Dom Dez 13, 2015 8:11 am

    - Cansado... estou apenas cansado...

    Nunca estivera tão cansado antes. Embora não precisasse se alimentar para gerar energia para seu corpo, seu corpo e sua mente estavam quebrados. Entrar na capsula-semente e ser envolvido pelas minusculas raizes o fazia se sentir de volta na floresta, onde estava sempre em contato com a vida vegetal ali, envolvendo-se, comunicando-se, compartilhando sensações. Involuntariamente fechou os olhos, e o sono o tomou.

    A primeira coisa que as raizes precisariam lidar era com os "remendos" nas brechas mais avariadas. A cratera em seu peito estava coberto por uma placa irregular de um metal alaranjado. O elemento não era ferro enferrujado, ou nenhum similar. Não pertencia a tabela periodica da Terra, tinha vindo do planeta, ou dimensão, que tinha sido teleportado da primeira vez. Tirando esse fato, não possuia nenhuma propriedade visivel que o diferenciasse de um metal comum. Havia outros remendos no abdomem, braços, um dos ombros e parte das pernas. Assim que fossem retirados, haveria livre acesso as areas destruidas.

    A reparação de sua armadura e exoesqueleto seriam bem recebidas pelo corpo do reploid, mas a tentativa de atualização foi recebida como uma ameaça pelo sistema interno, que não reconhecia com uma mudança programa e nem mesmo autorizada. Basicamente não havia o "credencial" de que era um processo compativel, e por isso a reação foi negativa. Todas as alterações estavam sendo diretamente combatidas, desfeitas no momento que se iniciavam, e revertendo ao esquema original. O fluxo de energia aumentou, circulando com mais velocidade no interior de Axle, encarando as rachaduras produzidas pelas raizes como uma ameaça. Foi disparado um protocolo de segurança que conferiu aos membro de Axle uma sobrecarga de força. A mão esquerda moveu-se violentamente para o lado, rasgando as raizes e a fina pelicula da semente no caminho.

    Como se lutando em um pesadelo, Axle balançava a cabeça de um lado ao outro com um expressão fechada, começando a despertar.
    avatar
    Tetsuya Kitsune

    Mensagens : 237
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : ViolentoLand

    Re: Catedral de Arthrahasis

    Mensagem  Tetsuya Kitsune em Dom Dez 13, 2015 3:57 pm

    Tão logo a capsula era rasgada, o mecanismo interno parecia ser desativado; o fruto metalizado parava de brilhar, as raízes interrompiam o crescimento, e tudo era desativado. Conforme Axle ia tirando de si aquelas plantas, ia notando que as fraturas e peças faltantes haviam sido recuperadas de fato e numa velocidade maior àquela que uma capsula de recuperação comum era capaz. Mas fora isso, nao havia nenhuma mudança perceptivel...a capsula-semente parecia ter sugado bastante energia daquele laboratório, uma vez que o holograma de Deltinha nao era reativado imediatamente, e apenas as luzes de emergencia brilhavam agora.

    Logo em frente à capsula, Fried era envolto pelas asas holograficas. Mantinha os olhos cerrados, mas era dificil negar as sensações que lhe percorriam o corpo; a falta da visão estimulava bastante sua imaginação. O toque feminino percorria-lhe o braço, eriçando os pelos, num arrepio incontrolavel que perpassava por todo seu corpo. Os musculos enrijeciam a cada regiao em que tocava; o sangue parecia correr mais rapido, o coração disparava. Deixava-se ser levado pelos enlaces de Nova, ajoelhando-se em frente à garota.

    Sentiu o abraço por trás, sentindo nas costas o corpo da garota; algo proeminente tocava-lhe o topo dos ombros; era o busto que se comprimia contra seu corpo. O rosto do rapaz corava imediatamente, enquanto arfava, o hálito saía quente conforme sentia a mordida, deixando escapaz um pequeno gemido de surpresa e ansiedade; eram sensações novas que lhe eram despertadas por ela. E quase que imediatamente, sentia algo brotar de dentro de si, sendo puxado pelos dentes da garota. Algo metafisico, algo que nao sabia ao certo o que era, mas que lhe enfraquecia e ao mesmo tempo excitava. Tombava o rosto para o lado e jogava a cabeça para trás, contra o ombro da garota; uma das maos subia para seu rosto, acariciando-lhe o rosto, deslizando os dedos pelos cabelos enquanto segurava-a ali, como se quisesse mais daquilo. Sentia algo interno pulsar, agressivamente, e quase ouvia o bater do proprio coração. O que Nova sugava era algo único, um sabor inexplicável; como um bom vinho de uma safra nunca antes degustada, carregando o sabor curtido de milenios, de uma entidade que um dia ja fora respeitada, adorada por muitos. Hoje o sabor perdia muito do original; nao tinha nem perto da potencia de antes, mas ainda assim era deliciosamente chamativo, cortejando-lhe a boca, enleando seus sentidos a buscar mais daquilo...a talvez restaurar o sabor original daquela entidade que lentamente despertava no rapaz, que pareceu só soltá-la ao notar que Axle saia da capsula.

    -M-mensageiro...o-o que...
    avatar
    Nova-Kinetic

    Mensagens : 99
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : NeoCity

    Re: Catedral de Arthrahasis

    Mensagem  Nova-Kinetic em Dom Dez 13, 2015 6:32 pm

    Nova sentia aquele gosto envolver-se em seus lábios e em seu paladar. Sua dentes pareciam tentar arrancar mais daquele sabor tão único e novo para ela, porém ela não queria feri-lo mas aquele gosto a estava deixando fora de si. Ela levava a mão até as roupas de Friedrich, e como se em um impulso, ela as segurava puxando o rapaz para si. Sendo surpreendida por uma mão que acariciava seu rosto ao mesmo tempo que parecia ansiar por mais como se desejasse mais daquilo. Sua respiração se ofegava um pouco uma vez que sempre encarou aquilo simplesmente como uma alimentação, algo normal do dia a dia mas estava ficando inquieta com aquela aproximação e com aquele sabor. Cada onda de energia que ela absorvia parecia aquecer seu corpo todo, como se fosse uma seda sendo passada por cada pedaço de seu corpo em uma carícia leve. O rosto de nova estava vermelho, estava sem graça por aquelas sensações nunca havia sentido isso antes, talvez por ninguém nunca ter se oferecido para ela tão voluntariosamente. Ela tinha mantido os olhos fechados este tempo e os abriu ao notar a movimentação na cápsula e as luzes de emergência se ascenderem. Havia sugado um pouco da energia o suficiente para ficar bem por um dia ou dois apenas não queria exaurir sua fonte de Alimento assim. Só então parou para pensar no que estava sentindo, tratando Friedrich como uma fonte de alimento. Ela abria os lábios olhando o local da mordida, vermelho mas não ferido , e dava um beijo singelo no local abrindo as asas ouvindo Feiedrich chamar por Axle.
    - Friedeich... O.. Obrigada.

    Olhava para ele corada e ofegante ajudando-o a sentar-se no chão com calma olhando-o nos olhos e erguendo-se indo até Axle. Ela notava que O sistema se desativava sozinho Nova olhava aquela cápsula e seus cabelos começavam a ficar esverdeados em uma onda, porém em uma velocidade muito maior que antes. Kinetic aparecia e levava a mao até os lábios e a outra entre os seios perto do coração sentindo-o pulsar rapidamente.

    - WOW ... Isso foi .... Ah legal obrigada por me acordar logo agora... Uff.... Uau.... Eu ou melhor ela está... Aham ok isso foi inesperado.


    Nova parecia meio perdida tocando os lábios e os cabelos ajeitando-os como se estivesse ainda em um trabse ou ainda em uma sensação de prazer.

    - Friedrich está bem? Vi que ela se conteve bem para não machuca-lo haha machucar foi o que ela não fez mas te deixou... ok .... Isso foi intenso ..Axle vou te tirar daí.

    Ela abanava o roto um pouco rindo da situação meio constrangedora em que estava e olhava para Axle naquela cápsula levando as mãos para frente da mesma e usando de sua telecinese para retirá-lo de lá. Carregando o peso dele com muito mais facilidade que antes puxava-o dela com cuidado levitando-o para deixá-lo na maca.

    -Hey calma Axle estou aqui não precisa se debater estou aqui está tudo bem vai ficar tudo bem ok? Você está seguro e recuperado pelo que vejo nos danos. Está tudo bem...

    Tocava o rosto metálico dele olhando-o com calma e sorrindo de lado observando Friedrich.

    - Obrigada por ajudá-la... Ela está bem melhor e eu também... Mas tome cuidado para não viciar nisso. Normalmente não tem... Um final bonito. Ela... Ela aí ok ok calma calma

    Kinetic levava a mão na cabeça como se falasse com alguém ou com nova.

    - Repouse um pouco ela não tirou muito de você apenas o suficiente. Eu dou pontos pela força de vontade dela... Estou indo, cuide dele quando ele acordar esteja ao lado dele e vocês descansem para que possam me encontrar.

    Nova ia até Axle dando um beijo no rosto dele e ia até Friedeich fazendo o mesmo.

    - Bye Bye

    Piscava e levitava a si mesmo pegando impulso e aceleração e "voando" para fora no laboratório e para a direção da cidade caso a abertura que Axle fora ainda estivesse lá. tocava o comunicador:

    -Hey Jasor boy estou indo até vocês logo estarei aí então me espere e me separe uma garrafa de uísque ok? -

    A voz era mais animada que a anterior o que talvez confundisse Jasor.

    -
    avatar
    Axle The Red

    Mensagens : 152
    Data de inscrição : 16/10/2015

    Re: Catedral de Arthrahasis

    Mensagem  Axle The Red em Seg Dez 14, 2015 7:56 am

    O braço tinha se movido como num espasmo, agora caindo sem forças rente ao corpo. Mas bastou alguns segundos para que as mãos voltassem a ter vida, agora tateando as raizes sobre o tronco. Isso era feito involuntariamente, pois seus olhos acabavam de abrir como se tivesse sido sedado. Sua visão estava borrada, e era dificil manter os olhos abertos. Ainda não tinha percebido o que aconteceu. Ouviu a palavra "mensageiro" sendo dita, mas não conseguia associar ao que se referia. Foi quando se sentiu levitando que começou realmente a despertar. A força que o puxava para frente não conseguia retira-lo da grande semente, havia algo que o prendia pelo corpo. A mão livre sentia um chumaço de fios muito fios prendendo-se a sua armadura. Pouco a pouco ele foi destacando-os, libertando seu tronco e por fim sendo carregado por Nova para fora da capsula.

    Semi inconsciente, Axle não resistiria ser carregado como da primeira vez. Agora que ela podia carregar todo o peso do reploid com telecinesia, coloca-lo na maca foi facil. Não se debatia mais, estava calmo, agora so tentava despertar completamente. Viu com dificuldade o sorriso dela, bem a frente, a visão borrada por algum motivo. O toque em seu rosto foi inesperado, tanto que ele contorceu o rosto como se tivesse levado um soco. Quando percebeu que era apenas a mão de Nova em seu rosto relaxou mais uma vez.

    - Estou recuperado...?

    Disse ao ouvir a garota. Levantou então o tronco e se virou, sentando na maca. Com as mãos tateou as partes da armadura que haviam sido danificadas, e nada encontrou. Estavam tudo inteiro como antes. De cabeça baixa olhava os locais para ter certeza que o reparo tinha sido completo quando recebeu o beijo de despedida de Nova. Quando ergueu a cabeça, ela ja tinha disparado para fora do laboratorio.

    -...bye

    Ergueu a mão ao tentar imitar a despedida dela. Os olhos então se moveram até Friedrich. Parecia que havia acontecido algo com ele, mas não sabia dizer o que. Talvez o espirito estivesse tentando possui-lo

    - ...você está bem ?
    avatar
    Dr. Dimitri Boskonovitch

    Mensagens : 38
    Data de inscrição : 05/11/2015
    Idade : 29

    Re: Catedral de Arthrahasis

    Mensagem  Dr. Dimitri Boskonovitch em Seg Dez 14, 2015 6:33 pm

    Tão logo era libertado do enlace e daquela mordida, o rapaz caia para frente de joelhos, arfando. Não parecia ser apenas pela falta de energia, que Nova havia sugado, parecia uma intensa vertigem, fazendo-o levar a mão à testa.

    -Eu....estou bem. Nao há de que...eu acho...

    E manteria-se ali, inspirando e expirando longamente. Não percebia o que acontecia ao vermelho, focado em si mesmo. Sentia como se aqueles pequenos relampagos vermelhos que originavam e materializavam as armas que conjurava lhe eletrocutassem; e de fato era possivel ver algumas faiscas percorrendo o corpo. Como se beirassem a formação de alguma arma, mas nao completavam a materialização, ou pelo menos nao aparentemente. Era um aspecto estranho, semelhante ao de um reploid avariado, em que arcos eletricos lhe percorriam algumas vezes. Mas era pouco provavel que aquilo fosse realmente eletricidade. Ouvia o batido surdo do reploid contra a maca, as vozes abafadas ao fundo pouco a pouco se tornando mais nitidas. E finalmente apoiou o braço no joelho, lentamente se reerguendo, a ponto de notar a estranha garota se afastar dali, como planejaram antes.

    -Estou bem, obrigado por questionar-me. Como sentes tu, mensageiro? Tiveste alguma visão enviada pelo Santissimo?

    Finalmente o rapaz observava-o. E o que Axle poderia ver era algo um tanto...perturbador. Uma espécie de faixa arroxeada, brilhando fracamente, parecia descer do olho esquerdo do rapaz e para baixo, percorrendo lateralmente o pescoço, seguindo o trajeto da carótida. Era como uma espécie de tatuagem na pele, mas viva, pulsando no mesmo ritmo que o roxo na íris do padre. Era quase um sinal gritante que seu corpo estava sendo tomado por aquilo; o sacerdote porém nao parecia perceber nenhuma alteração em si proprio, como uma trave tao proxima ao olho que lhe impossibilitava ver. A atitude e o psicologico dele, porem, nao pareciam ter sofrido qualquer alteração, felizmente. Mas aquele pulsar arroxeado era quase um prenuncio de uma bomba a explodir em algum momento.

    -Milady Nova já foi adiante; consegues caminhar? precisamos seguir o quanto antes ao local; nao detemos mais o luxo do tempo. E caso algo se ponha em teu caminho, será prontamente...esmagado.

    O padre dizia, semicerrando os olhos, a expressão sempre inexpressivamente séria. As ultimas palavras pareciam discretamente agressivas, talvez um sinal de alerta? ou seria assumir uma excessiva precaução contra o rapaz?
    avatar
    Axle The Red

    Mensagens : 152
    Data de inscrição : 16/10/2015

    Re: Catedral de Arthrahasis

    Mensagem  Axle The Red em Ter Dez 15, 2015 7:18 am

    O que viu combinava exatamente com a sua suspeita. O traço que descia de seu olho pigmentando a pele com roxo era um indicio que a entidade sobrenatural que habitava dentro dele estava se libertando. Infelizmente era Nova quem sabia melhor sobre o que acontecia com o rapaz, mas ela já tinha partido

    - Estou completamente recuperado, fisicamente. Andar ou correr não será problemas, e se o dragão ainda estiver lá, terá um oponente preparado


    Seu corpo metalico estava realmente consertado. Tanto a armadura externa, a camada mais densa e resistente, quando as fissuras internas que se espalhavam pelas articulações, provocadas pelo queda e tantos outros impactos. Fazia literalmente anos que não entrava em uma capsula, e seu poder de recuperação não era o mesmo de antes. Mas o tempo que teve para dormir foi minimo. Sua mente continuava em pessimo estado, mas o bastante para notar a agressividade nas palavras do clerigo.

    - A mensagem que tive foi essa Friedrich: "Não usai o poder do demonio que tenta possui-lo. Tu és a prisão santissima desse ser das profundezas. Ceder ao seu poder maligno é pecar contra tua propria fé"

    Ainda não tinha ideia do que o espirito pretendia, se era bom ou ruim, mas prevenir sempre é melhor do que remediar. Inventou um discurso baseando-se nos textos biblicos que conseguia lembrar, usando uma "lingua" que o rapaz entenderia, para convence-lo a evitar uma continuação daquela transformação. Era tudo o que podia fazer para protege-lo. Saltou da maca, caindo leve ao chão, mesmo com seu enorme peso. Era um talento natural que possuia, capaz de faze-lo correr pelos galhos finos de arvores sem que estes quebrassem diante de sua massa. No dias atuais não podia fazer mais aquilo, mas no chão ainda tinha a pericia de andar silenciosamente.

    - Não deixemos que Nova siga sozinha por mais tempo. Ela é tão impulsiva quanto os jovens que encontrei ultimamente. E se algo se por em nosso caminho, deixe que eu resolvo. Vamos


    Saiu então do laboratorio pela unica porta conhecida. Assim que Friedrich tambem saisse tentaria tirar os dois chips que estavam no console, e prosseguiria rumo a boate. Sentia-se estranho por dentro desde que despertou da capsula, mas não sabia especificar o motivo. Era melhor deixar isso para outra hora, depois que encontrasse o corpo de....Artemia...



    avatar
    Nova-Kinetic

    Mensagens : 99
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : NeoCity

    Re: Catedral de Arthrahasis

    Mensagem  Nova-Kinetic em Ter Dez 15, 2015 1:33 pm

    Tocava na orelha e logo voltava a falar.

    - Axle, Friedeih estão bem? Cheguei em segurança então não precisam se preocupar. Venham com calma e com cuidado. Estou enviando um mapa para o óculos que deixei com Friedrich, esta é melhor rota para chegar na boate evitando demônios.

    Enviava o mapa para o óculos de Friedeich.
    avatar
    Dr. Dimitri Boskonovitch

    Mensagens : 38
    Data de inscrição : 05/11/2015
    Idade : 29

    Re: Catedral de Arthrahasis

    Mensagem  Dr. Dimitri Boskonovitch em Qua Dez 16, 2015 1:33 pm

    O proprio rapaz nao parecia ter notado a alteração, mas gesticulou em afirmação, suspirando. Ainda que estivesse um pouco mudado,sua fé se mantinha constante.

    -Eu...entendo, Mensageiro. Eu terei cuidado...e tão logo possa, farei a mim mesmo um exorcismo para expulsar este falso e herege Deus que em mim busca refugio.

    O pulsar daquela luz arroxeada parecia reduzir em frequencia, mas a "tatuagem" nao regrediu. Talvez fosse um passo sem retorno, por mais que ele se tranquilizasse. Fosse o que fosse, a entidade ali dentro parecia querer se aproveitar de cada oportunidade para ganhar terreno, algo muito perigoso. A idéia de poupar o rapaz do combate talvez fosse realmente a mais prudente. Observou como a habilidade do mensageiro divino lhe permitia aterrisar com leveza, apesar do peso dele - que ele sentira nas proprias costas ao apoia-lo - e novamente se certificava que era um anjo. Tinha que ser! E sua armadura agora estava reparada, apenas....estranhava a falta de asas. Provavelmente nao se recuperara completamente!

    Axle conseguiria retirar os chips sem qualquer problema, e quase que de imediato as luzes e aparelhos do laboratorio iam se apagando; a porta do lugar se fecharia pouco a pouco, dando tempo de sobra para que saíssem. E foi o que Friedrich fez.

    -Eu...recebi uma mensagem do além neste binóculo cedido por milady Nova. Vejas, basta seguir este caminho à direita, seguir por aqui e virar em alguns metros...

    O rapaz falava como se fosse um mapa nitido aos dois; e fazia gestos com a mão no ar, como se tentasse tocar a imagem projetada do mapa. Quase como um infante lidando pela primeira vez com imagens digitais, sem perceber que nao eram reais.E foi seguindo a direção, achando curioso como a imagem ia se "atualizando" em tempo real. Apesar de nao sorrir, era nitida a empolgação do rapaz com aquilo.

    -Incrivel....o mapa girou sem comandos! E parece detectar onde estou. Que magia fantastica essa! Ah, o que os cartógafos nao dariam por isso!Milady Nova tambem disse que se trata do caminho mais seguro, e que está bem. Certamente é uma mulher bem independente...!
    avatar
    Axle The Red

    Mensagens : 152
    Data de inscrição : 16/10/2015

    Re: Catedral de Arthrahasis

    Mensagem  Axle The Red em Qui Dez 17, 2015 9:04 am

    Em posse dos dois chips e com o laboratorio ja fechando, apressou-se para sair dali antes que as plantas começassem a se rebelar contra eles mais uma vez. O mapa holografico que Nova projetava nos oculos do rapaz era um sinal de que ela estava bem até o momento

    - O nome dessa magia é "tecnologia"

    Disse de maneira banal. Um humano certa vez disse "Qualquer tecnologia suficientemente avançada não se distingue de magia." Como não compreendia o que estava experimentado, a unica resposta para o clerigo seria tudo aquilo ser magia. Seria mais facil que ele mesmo pegasse os oculos para visualizar o caminho, mas seria bom para Friedrich se adaptar o quanto mais cedo.

    - Independente não significa necessariamente precavida...

    Disse por fim. E quanto mais avançaram pelas ruas esburacadas, repletas de detritos das ruinas circundantes, mais ficava claro aquela frase. Nova não tinha apenas feito um reconhecimento do lugar, ela já tinha entrado na boate de vez. Entre uma coluna de uma casa desmanchada cujos vergalhões de suporte subiam enferrujados, o esqueleto sem vidros de um predio decaido e um estacionamento de veiculos soterrados pelo entulho, Axle reconheceu o caminho de volta. Praticamente sabia de todos os caminhos até galpão, a visão privilegiada das alturas que teve quando foi arremessado lhe deu aquele conhecimento. Com certeza demorou bem mais para chegar de pé do que a ida voando para a catedral, ainda somando-se o fato de que tinha que proteger o rapaz.

    Quando finalmente chegaram a frente da boate, entendeu imediatamente o que tinha acontecido ali. Carmiglioni havia sido destruido, e com isso o encanto que aprisionava todos tinha acabado. O desespero tomou todos de sobressalto quando perceberam que estavam livres, e nem todos os seguranças do vampiro gordo foi o bastante para impedir o estouro de pessoas. Pelo menos duas pessoas foram vitimas, pisoteadas ate a morte, seus cadaveres jaziam largados ao chão e na escada de entrada. Axle olhou ambas com grande pena, e notou que havia traços de sangue em outros lugares. Muitos se feriram na fuga. Dois seguranças vampiros não sobreviveram, mesmo com sua resistencia sobrenatural, de tão violento que foi aquele evento. Fumaça negra saia dos corpos que queimavam sob a luz do dia.

    - Finalmente as pessoas estão livres...mas para isso teve que existir um sacrificio...

    Disse adentrando a boate, se referindo obviamente a Artemia. Seus pés estalavam no chão, esmagando fragmentos de concreto do teto que já não existia mais. Sua presença ali não seria segredo para os dois ocupantes vivos...

    Conteúdo patrocinado

    Re: Catedral de Arthrahasis

    Mensagem  Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Set 24, 2017 5:03 pm