Neo City Uol

O que aconteceu após o golpe militar de 17 anos atrás...


    4º Círculo Infernal - Lua -

    Compartilhe
    avatar
    Yumi Hayashi

    Mensagens : 120
    Data de inscrição : 06/11/2015

    Re: 4º Círculo Infernal - Lua -

    Mensagem  Yumi Hayashi em Qua Mar 23, 2016 2:43 pm

    Yumi tem um comportamento tranquilo, apesar de sua natureza ser um misto de tranquilidade e agressividade. Mas ela sempre tenta deixar seu lado agressivo oculto do mundo. Mas aquele momento estava dificil para ela. A ira parecia circular pela sua veia, indo direto para o seu coração. Sua aura gelida estava sombria. Estava sentada na cama olhando para o chão, suas garras afundando pelo lençol. Ela não dizia uma única palavra por minutos...escutava cada palavra que o Kitsune dizia.

    Tudo o que ela poderia ter era tomado de alguma forma. Sua mãe biologica foi assassinada, seus pais adotivos também. Seu pai biologico foi traído e agora está mais morto que vivo. Então ela encontra outro igual a ela, em anos, seu coração bate mais forte por ele...e o que o destino, maliciosamente, revela? Aquele era seu irmão. Aquele beijo foi extremamente errado, sentia raiva de si mesma. Tudo era tomado dela, de uma forma ou de outra. Mas agora, diante dela estava seu meio-irmão. Havia ganhado algo, afinal de contas...mas poderia perdê-lo para ela. A ex-humana. Sentia raiva dela por ela poder ter o que ela não podia. Mas poderia culpa-la de ter sorte? Sentir um odio tão declarado por aquela, que claramente, ganhou o coração do irmão não seria nem de longe inteligente. Aquilo que sentia por ele, seria aos poucos transformado em amor fraterno. Estava decidida.

    Respirava profundamente, mas poderia perdoar Artemia por ter virado uma demonesa? Por que ela não poderia ser só uma humana que morreria em menos de 100 anos? Sentia uma raiva tão sem sentido de garota, que mal sabia explicar. Mas preferia que seu irmão se interessasse por outra do que por Artemia. Queria poder olhar para a jovem e dizer "Nem eu, nem você!". Iria rir descontroladamente da cara dela e sairia abanando as 5 caudas.

    ....

    Não chegou a observar os gestos que Tetsuya fazia com a mãos, talvez tenha sido melhor assim. Yumi sabia muito bem o que era uma succubus e o poder que elas tinham, inclusive suas necessidades. Fechou os olhos por um tempo e observou o colar pendurado em seu pescoço, segurou-o e pensou em Venkar...se acalmou um pouco e toda aquela sensação gelida, nem um pouco amigavel, que vinha dela desapareceu de repente.

    Levantou os olhos e fitou Tets, com uma feição calma. Talvez calma demais para o Kitsune que poderia ficar confuso com aquela mudança repentina.

    - Precisamos encontrar Artemia, então...preciso me despedir dos meus pais.

    Falou e se levantou soltando o colar que tinha dado a Venkar, enfeitiçado pelo outro dragão. Um colar que o permitia ficar em forma humana.

    - Tetsuya...Sua mãe está viva. Consegui salva-la. Agora, não preciso mais viver com a culpa da morte dela. Esse escudo, provavelmente é dela.

    Falou apontando para o escudo que selava a porta. Falou sem rodeios, também. Sua voz apesar de serena parecia levemente melancolica.


    - Você é meio anjo não é? Talvez possa desfazer esse escudo?

    Yumi parecia saber muito sobre ele, mas o que ele saberia sobre ela?!
    avatar
    Tetsuya Kitsune

    Mensagens : 237
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : ViolentoLand

    Re: 4º Círculo Infernal - Lua -

    Mensagem  Tetsuya Kitsune em Qui Mar 24, 2016 4:44 pm

    Tetsuya suspirou, gesticulando negativamente; a lembrança da ruiva parecia ser-lhe suave e amarga ao mesmo tempo. Sentia que jamais poderia tê-la novamente, depois do que fizera. Uma série de mal entendidos fizera-o compreender que, realmente, tudo estava acabado. Quão tolo fora, imaginando que teria alguma felicidade genuina por muito tempo; deveria ter-se acostumado já com aquilo. O "bullying" de outros anjos durante toda sua infancia, seu isolamento forçado da sociedade angelical, o treino intenso sem qualquer apoio dos demais anjos,as mentiras que sempre acreditava serem verdade que cerceavam seu pai, a morte de sua mãe diante dos proprios olhos e...viva!? Não compreendeu bem as palavras de Yumi, mas serviram como uma alavanca para que sua mente voltasse à realidade.

    -Viva? do que está falando? eu a vi morrer diante de meus proprios olhos! E o que quer dizer com culpa pela morte dela...?


    Aquilo lhe soou extremamente negativo a principio. De que forma ela teria alguma forma de relação com a morte da mãe? Teria, talvez, contribuido para a emboscada??Não, não seria possível. Se fosse, ela não teria contado de forma tão aberta e distraída. Ainda dava o beneficio da duvida a Yumi, mas era claro que aquela noticia precisaria ser muito bem explicada, a se julgar pelo olhar inquisidor, azul-gelo e dourado. E pouco a pouco, ia readquirindo a personalidade rabugenta de sempre.Observou o escudo; como seria possivel aquele tipo de coisa no inferno? Com certeza era uma prova do que Yumi dizia, mas o genio horrivel do irmão lhe conferia uma desconfiança e teimosia acima da média. E entrou de cabeça na fase de negação, cruzando os braços.

    -Hmpf...nao diga besteiras.Minha mae está morta, com certeza um demonio te enganou e fingiu ser ela. Provavelmente até copiaram o selo angelical para reforçar isso!


    E estranhamente, como se irritado por aquilo, caminhou até a borda da cama, afastando-se um pouco de Yumi, passando logo ao lado dela. Sequer imaginando o que havia ali, tropeçou naquele volume estranho, oculto entre os lençóis; o livro de Fuyu fora arremessado a 1m dali, enquanto Tetsuya dava de cara contra o colchão, a perna enroscada no lençol. Uma coincidencia tão grande que parecia quase como um pequeno castigo do pai ao filho rabugento.
    avatar
    Yumi Hayashi

    Mensagens : 120
    Data de inscrição : 06/11/2015

    Re: 4º Círculo Infernal - Lua -

    Mensagem  Yumi Hayashi em Dom Mar 27, 2016 5:26 pm

    Revirou os olhos com a rabugice do irmão. Estava sem paciência, diante de tudo o que estava passando. Mas respirou fundo.

    - Sabe Tets, meus pais  morreram...e você ta reclamando de eu dizer que sua mãe ta viva? Você consegue ser mais mal agradecido ou isso é o seu limite?

    O viu tropeçar no livro e sorriu da cara dele. "Bem feito" foi o que disse para si mesma quando o viu naquela situação constragedora. Andou até o livro e o pegou, folheando-o. Continuou falando enquanto folheava o livro.

    - Conheci sua mãe no passado, quando fui atacada por uma horda de insetos gigantes. Você estava no dia, escutei ela reclamando de você, pelo visto você estava ali sem permissão. Eu disse a ela de onde era e o que estava acontecendo, disse que meus pais tinham ficado no inferno e que eu não sabia o que tinha acontecido. E ela me prometeu que iria me ajudar a encontrá-los.

    Fez uma pausa, como se puxasse os detalhes da memória.

    - Acho que ela não sabia quem eu era, como eu não sabia quem ela era...mas sabia que podia confiar. Estranho não é? A aura da sua mãe é esmagadora e me faz mal...mas mesmo assim, eu gostei dela desde do primeiro momento.

    Fez outra pausa, olhando pra ele por cima do livro.

    - Iriel...ela me mostrou uma foto que carregava no pescoço, era você quando era bebê, ela te dando banho.

    Sorriu divertida.


    - Mas ela esqueceu comigo, e eu o guardo desde de então...esperando o momento que poderei devolver pra ela.


    - Mas então o destino pregou uma peça em nossas vidas, e acabei te conhecendo da maneira mais improvável. E no meio daquela confusão eu entendi que você era o filho dela, filho de Fuyu. Filho do Overlorde. E que Iriel estava morta, então desde de então me culpei por isso. Se ela não tivesse me ajudado ela não estaria morta. Acabei vindo até o inferno para te ajudar com a Artemia, mas acabei chegando na sala do tesouro e a vi presa nessa gosma que você falou, junto com esse livro e um cristal. Não sei onde está o cristal, mas esse livro de alguma forma despertou em mim o poder que poucas Kitsunes tem. O gelo negro. Eu só conhecia o Fuyu que sabia usar, e eu sempre quis aprender. Eu a libertei.

    Falou abraçando o livro, sentou no chão e lagrimas escorreram de seus olhos.

    - Estou cansada, quero voltar pra casa. Minha vida foi uma mentira e perdi todos os meus pais. Só tenho o Venkar e você...que mal me conhece e que provavelmente não vai querer conhecer. 

    - "Venkar...onde você está? Vamos embora." - tentou falar mentalmente com o dragão.

    Silêncio. Mas não era um silêncio comum, era como se eles não tivesse mais compartilhando suas memorias, alguma coisa estava errada. 

    - Não consigo contactar o Venkar. Acho que ele pode não está mais no inferno...será que ele conseguiu voltar? Será que aconteceu o mesmo com a Artemia?
    avatar
    Tetsuya Kitsune

    Mensagens : 237
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : ViolentoLand

    Re: 4º Círculo Infernal - Lua -

    Mensagem  Tetsuya Kitsune em Qua Mar 30, 2016 7:53 pm

    -....estou dizendo que não é possível! eu a vi morrer diante dos meus olhos, sua idio....!!

    E dera de cara contra o colchão macio da cama gigante. Ali, com a voz abafada, Yumi ouviria-o xingar algo ininteligivel, enquanto lentamente se reerguia, as mãos afundando no colchão com força excessiva, os dedos quase retorcendo o tecido macio. Era orgulhoso demais para admitir aquela cena ridicula. Limitou-se a cruzar os braços, de costas ainda para a raposa, o olhar irritadíssimo com o canto dos olhos. Queria descontar a raiva naquele livro, mas deteve-se diante do que ela começava a falar sobre a propria mãe.

    Imediatamente seu corpo enrijecido e tenso pela irritação foi relaxando, enquanto ouvia a narrativa. Pouco a pouco Tetsuya virou-se novamente de frente à ela, o olhar baixo, numa mescla de pesar e saudade. Mas o tom com que falou sobre ela deixava claro que ele ainda a considerava morta.

    -Ela tinha esse efeito; inspirava uma espécie de respeito e admiração até mesmo entre demonios...

    E virou o rosto, numa feição constrangida, uma careta que demonstrava claramente seu pensamento a respeito do pingente com a foto. Mas continuou a ouvi-la, a se julgar pelo movimento das orelhas vulpinas em sua direção. E finalmente voltou a olhá-la, e na direção do livro.

    -Isso deve ser um...grimório, então. Um livro que magos costumam carregar, contendo o conhecimento que têm... e ainda não sabemos o que na verdade você libertou. Provavelmente era um doppelganger novamente.

    Ele falava, bastante teimoso, voltando a franzir a testa, numa expressão desconfiada. Cerrou os olhos, gesticulando a cabeça negativamente.

    -O que quer dizer com "não vai querer conhecer"? Você é o mais próximo que tenho de uma família agora, idiota. Não tenho outra opção além de te conhecer melhor, idiota.


    E cruzou os braços, numa expressão rabugenta, agitando a cauda única. Mas havia um ar discreto de uma espécie de carinho. Do jeito dele, claro.
    -Não é fácil sair assim do inferno....provavelmente algo, ou alguem os expulsou...precisamos sair logo daqui, de qualquer forma. Estamos em território inimigo...


    E caminhou em direção à borda da cama, saltando para o chão. Tetsuya começou a correr em direção ao circulo de magia angelical.
    avatar
    Yumi Hayashi

    Mensagens : 120
    Data de inscrição : 06/11/2015

    Re: 4º Círculo Infernal - Lua -

    Mensagem  Yumi Hayashi em Dom Abr 17, 2016 5:07 pm

    - Sua teimosia não tem limites? Voçê é mesmo inacreditavel!!

    Cruzou os braços e enrrugou a testa enquanto falava, mas descruzou quando ele falava da mãe. No entanto, voltou a atenção para o livro quando ele chamou de grimorio.

    - Hum...um grimorio? Deve ter sido do nosso pai...não imaginava que ele tivesse um...

    Falava pensativa, praticamente para si. Levantou os olhos quando ouviu o que ele falou sobre eles. Sorriu, sem nada comentar. Gostava da ideia de ter um irmão...apesar de tudo.

    - Somos kitsunes, não deve ser tão dificil...eu acho!


    Sorriu incerta e folheou o grimorio em busca de alguma resposta para sair dali, equanto seguia Tets.
    avatar
    Tetsuya Kitsune

    Mensagens : 237
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : ViolentoLand

    Re: 4º Círculo Infernal - Lua -

    Mensagem  Tetsuya Kitsune em Dom Abr 17, 2016 5:40 pm

    Tetsuya foi reduzindo a velocidade, conforme se aproximava mais do selo que protegia a porta. Esta, por sua vez, parecia vibrar algumas vezes de forma leve, como se algo estivesse tentando entrar, sem muito êxito. A cada passo, o raposo parecia cada vez mais incrédulo; a energia que vibrava daquele selo angelical era de certa forma intensa. Não tanto quanto o que estava acostumado a ver em sua mãe, mas ainda assim dificilmente um demonio conseguiria replicar aquilo. Observava cada detalhe daquele selo, com várias inscrições numa lingua que parecia com uma espécie de latim, embora vários caracteres fossem desconhecidos à Yumi. Os olhos do irmão percorriam cada centimetro daquilo. E se a irmã estivesse realmente certa? como seria possivel que sua mãe estivesse viva, se a viu morrer diante dos proprios olhos? Um misto de ansiedade e receio, medo e esperança faziam-lhe o coração disparar. A mão direita ia se fechando num punho junto ao peito, em angústia por tudo aquilo. Naquele instante, havia se esquecido de qualquer coisa ali, de tudo o que o rodeava. Apenas lembranças queridas - as raras que tivera quando criança - se mesclavam às horríveis memorias do momento da morte da mãe, correndo como flashes em sua mente.

    E apesar de ser aparentemente mais velho que Yumi, talvez até pela excessiva rabugentisse, naquele momento parecia realmente ser muito mais jovem que aparentava. Estava visivelmente inseguro do que fazer. Pouco a pouco as caudas que ele estivera escondendo até então pareciam multiplicar-se, como se as presentes se bifurcassem da ponta à base. As 9 caudas cinzentas e douradas na extremidade agitavam-se pouco, inseguras, arqueadas para frente, como se ele proprio estivesse se abraçado como uma criança abandonada, sozinha e amedrontada.

    Mordeu o canto inferior do lábio, semicerrando os olhos tão logo acabara de percorrer o olhar sobre o selo. E, como se houvesse um manual de instrução inscrito naquilo, Tetsuya recitou algumas palavras - um pouco engasgadas - que apesar de belas, pareciam incompreensiveis à irmã. Como um frágil cristal, aquele selo começou a se despedaçar como vidro quebrado, os fragmentos desaparecendo no ar.

    -E-eu estou indo....mãe....!!!
    avatar
    Yumi Hayashi

    Mensagens : 120
    Data de inscrição : 06/11/2015

    Re: 4º Círculo Infernal - Lua -

    Mensagem  Yumi Hayashi em Dom Abr 17, 2016 6:08 pm

    Yumi olhava o selo, mas não entendia a linguagem. Olhava o irmão que ao contrario dela, não só entendia como sabia o que fazer. A raposa percebeu o que ele sentia, quando viu as caudas dele ficarem visiveis e impacientes. Sem pensar muito a respeito, Yumi o abraçou, como uma irmã mais velha abraçaria, apesar de ser menor que ele. Ela queria dizer que estava ali, que ele não estava sozinho...que independente do que ele precisasse fazer, ela faria junto com ele.

    Ele recitava palavras desconhecidas, e o selo começou a reagir aquilo. Sua mãe não só deu tempo a eles, protegendo-os como garantiu que eles poderiam sair dali em segurança.

    Yumi segurava o grimorio firme contra o seu corpo e o seu outro braço passava pela cintura do raposo, firme ela segurava-o e juntos eles, finalmente, iriam sair do inferno.
    avatar
    Tetsuya Kitsune

    Mensagens : 237
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : ViolentoLand

    Re: 4º Círculo Infernal - Lua -

    Mensagem  Tetsuya Kitsune em Dom Abr 17, 2016 6:39 pm

    A principio, o corpo de Tetsuya se enrijeceu, tenso com o abraço inesperado da irmã. Mas pouco a pouco foi relaxando, quase como se pudesse palpar o desejo reconfortante da irmã de acalmá-lo. Por estar de costas, Yumi não veria o sorriso fraco que dera, conforme murmurava:

    -...ah....sua idiota...

    De certa forma, era como se tivesse voltado à forma rabugenta e orgulhosa de antes com aquele gesto. Talvez aquele simples abraço tivera sido capaz de dar-lhe um pouco mais de segurança? Era certo que ainda não estava completamente bem, e o fato de não tentar afastá-la mostrava que também não era contrário ao gesto da irmã. Talvez....talvez poderiam ser uma familia completa em breve? Se sua mãe estivesse bem, e com Fuyu no colar de Artemia, seria questão de tempo até que pudessem estar todos juntos. A esperança ia iluminando o rosto de Tetsuya, que olhava ansioso para o selo que ia se fragmentando à sua frente. E finalmente, se desfez por completo. Assim como a porta, parede, móveis, tudo ali pareceu se fragmentar, estilhaçando-se como uma bem-estruturada ilusão.

    Ao olhar ao redor, ambos os kitsunes se veriam no topo do que parecia ser a Casa sem Janelas: era um salão gigantesco, único, o teto curvo compostopor uma abóboda no topo, como uma espécie de catedral. No chão, uma espécie de circulo angelical de magia estava inscrito, provavelmente a origem do salão seguro onde ele e a irmã estiveram. As paredes, sem qualquer janela, estavam manchadas por sangue que pareciam verter continuamente de uma enorme massa de carne disforme que ocupava toda a lateral de uma das paredes daquele lugar. E lá em cima, a dezenas de metros de distancia, uma abominação enorme mantinha-se flutuando, num guincho estridente, semelhante a um choro: uma espécie de feto demoníaco, cujo cordão umbilical era composto de uma substancia negra, semelhante ao pixe que antes descera pelo quarto de tesouros que Yumi estivera antes. A mesma substancia negra que absorvera a vida daqueles demonios, e que estivera sugando a energia da serafim que Yumi e Venkar resgataram.



    A aura daquele demonio era densa, pesada, e parecia realmente ser muito mais poderosa que qualquer outro demonio encontrado naquele lugar. Havia ainda resquicios de uma intimidação e presença naquela aura, caracteristicas que sugeririam fortemente se tratar de um demonio de uma casta bem alta, possivelmente um overlorde, apesar de ainda ser uma espécie de embrião. Talvez fosse o tal Belphegor? Provavelmente aquilo explicaria o fato do lorde da Casa sem Janelas nao ter tomado uma atitude contra os dragões e invasores antes: era apenas um feto ainda.

    Uma aréola dourada envolta em veios negros girava sobre a cabeça do demonio, numa contradição de energia angelical e demoniaca que Yumi só teria visto antes no irmão, que observava tudo aquilo paralisado.

    -M-m-mãe!!!

    O vulpino dizia, tremendo violentamente, ainda envolto pelo abraço de Yumi, enquanto erguia o braço na direção contrária ao demonio. Ali estava a serafim, com seus 3 pares de asas abertos, vibrando na mesma energia pura que Yumi vira anos atrás. Estava maltrapilha, envolta em sangue, empunhando uma majestosa espada de luz que provavelmente ela própria conjurara. Antes que Tetsuya pudesse dizer algo, a mulher estendeu a mão na direção de ambos.

    -VÃO!!!!

    E uma luz intensa se fez abaixo dos pés de ambos e na mão da serafim, agitando-lhe os cabelos para trás. Por um segundo, os dois kitsunes veriam o rosto ensanguentado, o olhar lacrimejante da mãe que desesperadamente gritava a eles para que partissem. A luz que vinha abaixo rapidamente cegaria a ambos, mas não antes de poderem ver o grotesco feto lançar um grosso e espesso jato esverdeado da boca, borbulhante e cáustico na direção da loira, que naquele segundo se distraíra com Tetsuya e Yumi, usando energia preciosa para ativar o circulo angelical sob os pés de ambos.

    E tudo aquilo se desenvolvera em não mais do que talvez 5 segundos...Logo, Yumi e Tetsuya sentiriam seus corpos sendo rapidamente sugados para fora do inferno, afogando o grito desesperado e sufocado na garganta de Tetsuya.


    (FIM DA SAGA NO CIRCULO INFERNAL XDDD)

    Conteúdo patrocinado

    Re: 4º Círculo Infernal - Lua -

    Mensagem  Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Set 24, 2017 5:02 pm