Neo City Uol

O que aconteceu após o golpe militar de 17 anos atrás...


    Praça de St. Sebastian

    Compartilhe
    avatar
    Yumi Hayashi

    Mensagens : 120
    Data de inscrição : 06/11/2015

    Re: Praça de St. Sebastian

    Mensagem  Yumi Hayashi em Sex Nov 11, 2016 7:47 am

    Quase caiu para trás com as lambidas dele. E a água que provava não era magica, estava divagando. Deveria ser o cansaço junto com a dor.


    - Tudo bem...Tudo bem... - Passando a mão no rosto pra limpar as lambidas.


    - Isso já está virando rotina mesmo. - Sorriu.

    Estava concentrada em diagnostica-lo o quanto antes, não pareciam está em um ambiente nem um pouco propicio a ficar ferido. Principalmente, depois da chegada nem um pouco sutil de ambos. Dessa forma, não reparou que, mais uma vez, ele estava hipnotizado pelo ouro. Venkar parecia farejar isso, era impressionante que até aquele momento não tenha sido pego em uma armadilha.

    Ela achou os membros que estavam machucados. Se afastou dele e de suas lambidas e pronunciou algumas palavras baixinho, enquanto passava a mão por todo o braço curando imediatamente. Era uma cura mais "agressiva", o que custava o dobro da energia da cura normal. Ela precisava está 100% para poder cura-lo de forma correta. 

    - Não se preocupe, vou te ajudar.

    Se afastou mais alguns passos dele, e fez um desenho no ar ainda pronunciando palavras que mesmo que ele ouvisse não conseguiria entender. Venkar foi sendo envolvido por um manto de energia cristalino, apesar de parecer que ele passaria frio ali dentro, a temperatura era ambiente. Ela continuava movendo as mãos pelo ar, parecia concentrada. A ligação mental deles, ainda estava "desligada" e apesar de usar uma quantidade grande de energia, ela não usava a dele e não parecia cansada. O que podia fazer ele se perguntar porque ela usava a dele.

    Venkar sentia que seu corpo começava a ser curado, mas caso tentasse se mexer, iria perceber que isso não seria possivel.
    avatar
    Nova-Kinetic

    Mensagens : 99
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : NeoCity

    Re: Praça de St. Sebastian

    Mensagem  Nova-Kinetic em Sex Nov 25, 2016 4:53 pm

    (Momento Emusho)

    Nova corria Por aquela cidade em destroço deixada para trás. Poucas almas vivas restavam alí para servirem de caça e alimento para Venkar.  Nova não queria ir de mão abanando encontrar o grandioso dragão que tanto empolgara sua companheira de corpo: Kinetic. A chuva caía sobre seu corpo, porém coberto pela neve ela não podia sentí-la...e não seria uma boa idéia mesmo. Após o apocalipse ter certeza de que uma chuva era apenas uma chuva era luxo, um luxo que ela não tinha. Nova programava seu computador visual e fazia o download daquele local, o mapa e as imagens daquela cidade e montava-a na sua "tela visual". Podia estar chovendo, porém Nova tomada pela curiosidade queria saber como era aquele local antes das catastrofes...até memso uma boa idéia quando se procura por alimento vai que encontrava uma antiga vendinha?


    _ Este lugar era bonito... e as pessoas pareciam felizes aqui....imagino que não imaginavam que seria dilacerados com tanta facilidade e força....Hummm não vejo o sarcedote por aqui....eu poderia tentar localizá-lo vom meu visor mas....acho melhor dar um tempo para ele absorver tudo....absorver huhuh que engraçado usar isso se tratando de mim...
    avatar
    Axle The Red

    Mensagens : 152
    Data de inscrição : 16/10/2015

    Re: Praça de St. Sebastian

    Mensagem  Axle The Red em Seg Nov 28, 2016 6:37 pm

    O manto polar surgiu, gradativamente estendendo suas dimensões para cobrir o dragão, a seguir turvando sua cor de translucido para um branco nevado. Era visualmente impressionante, o enorme dragão com escamas de um negro brilhante recoberto por um tipo de tecido ou plasma frio que tomava as mesmas proporções, indubitavelmente fruto de magia. Agora a chuva não mais batia espaçada em um anuncio, ela chegara com força. As gotas agora eram pancadas duras, incontaveis, que caiam sem cessar por toda a cidade. O que estava apenas umido a poucos minutos agora era lavado pela torrente.

    Um berro angustiado tomou de surpresa Venkar, que conseguia ouvir claramente mesmo com a chuva pesada que acontecia

    -Uuuuaaarrrrrggggghhh ! Nust los het ! Nust los het ! Jul fen kuz pah ! Dii umriid ! Kuz nii ! Nust fen enook, aar dii sil, vasik dii kopraan ! Hiif zey ! Krii niin !

    O que Venkar entendeu:
    - Eles estão aqui, eles estão aqui ! Humanos vão tomar tudo ! Meu tesouro, peguei-o ! Eles vão roubar tudo, escravizar minha alma, sugar meu corpo ! Ajude me ! Mate-os !

    O berro ergueu-se aos ceus, apenas Venkar testemunhando-o. Um trio de relampagos nasceu no ventre escuro das nuvens, serpenteando ao se afastar de sua origem, deslizando pela superficie sem querer descer ao solo. Na luz gerada uma silhueta escura erguia-se sobre a carcaça de um predio, com capuz em sua cabeça, parecia olhar diretamente para os dois. E isso Yumi tambem podia ver. A figura humanoide levantou um dos braços e o manteve no ar, sem um motivo aparente.

    Nova havia deixado sua aventura para trás, indo em busca de seus amigos. A chuva batia nela como em tudo mais, molhando-a e encharcando-a com muito pouco tempo de exposição. Mas em seus olhos, o que ela via era uma cidade tranquila, agitada e bonita, muito diferente dos dias de hoje. Ao longe predios eram reconstruidos por pesadas maquinas de obras, mas ali as ruas vibravam com a vida dos habitantes. Uma carroça de cachorro quente na esquina oferecia um lanche para os transeuntes. Uma mulher corria em roupas apertadas medindo seu desempenho em um relogio no pulso. Um homem guiava uma senhora idosa pelo trajeto, e ambos parava para admirar longamente as arvores verdejantes ao longo da calçada. Uma criança de patins passeava com um pequeno cachorro preto cheio de energia. Seus olhos brilhando. Assustados. Correndo pela rua sobre dejetos escombros. Um enorme rato, na cidade destruida. Não demoraria muito mais para ela chegar aos dragões se continuassem correndo
    avatar
    Venkar

    Mensagens : 127
    Data de inscrição : 18/11/2015
    Idade : 41
    Localização : São José dos Campos

    Re: Praça de St. Sebastian

    Mensagem  Venkar em Ter Nov 29, 2016 12:39 pm

    O chamado do ouro o deixava cada vez mais inquieto, rosnou frustrado por não conseguir se levantar. Porque Yumi estava demorando para curá-lo? A observou se afastar e desenhar símbolos em pleno ar,   então algo cristalino e claro começou a cobrir o seu corpanzil, tentou mexer o pescoço ou uma das patas e percebeu que não podia. Estava preso? Ela precisava prendê-lo para completar o seu feitiço de cura aparentemente.

    Esperava pacientemente ela terminar o "serviço" quando ouviu o grito repentino mais uma vez, angustiado e mesmo sob a forte chuva pôde ouvir as palavras ditas em sua língua. Rosnou entre os dentes, precisava se levantar, o semelhante precisava dele! Forçou mais uma vez os membros para se levantar mas nada acontecia!

    - Não consigo levantar! Yumi o que você fez? Preciso ir até lá antes que levem todo o ouro embora!!

    Fez força uma terceira vez, lutando com todas as suas forças para se levantar, rosnando e rangendo os dentes. Ele não conseguia se mover mas podia balançar a cabeça, talvez fruto de sua ansiedade devido ao chamado que ouvia.

    E seria prudente Yumi o "soltar" logo, pois Venkar estava começando novamente a ficar impaciente e desesperado, os olhos em fenda, vermelhos perdendo o foco, mostrando que logo logo ficaria fora de si mais uma vez! O cheiro de ouro junto com a voz angustiada estavam minando todo o seu auto controle, o seu pensamento racional. Principalmente agora que avistara uma forma humanóide após o brilho ofuscante de um grande relâmpago.
    avatar
    Yumi Hayashi

    Mensagens : 120
    Data de inscrição : 06/11/2015

    Re: Praça de St. Sebastian

    Mensagem  Yumi Hayashi em Sab Dez 10, 2016 8:52 pm

    Sabia da impaciência do dragão, e por esse motivo não permitiu que ele se movesse e atrapalhasse o processo de cura. Ela ignorava-o por completo, estava compenetrada naquele processo demorado e complexo de cura.

    Finalmente o processo havia sido concluido e ela o liberava. Abriu os olhos e o fitou.

    - você não ia ficar parado, precisei fazer com que isso acontecesse!

    A chuva deixava-a encharcada, suas orelhas estavam baixas, seu pelo todo caído. Odiava ficar assim, mas não adiantava se secar pra continuar embaixo da chuva do mesmo jeito. Se afastou de Venkar e o observou melhor, ele parecia que iria se descontrolar de novo. Estava cansada, ele não poderia simplesmente se acalmar!? E qual seria o motivo dessa vez? Estava se questionando quando sentiu a presença daquele ser no topo. Suas orelhas ficaram alertas e foi girando o maximo que conseguia na direção do novato. Ela foi virando o rosto devagar, aquilo muito provavelmente não seria algo bom. 

    Encarou-o e o viu com a mão estendida, o que aquilo poderia significar? Iria ataca-los?! Ela esperou sem tirar os olhos dele.
    avatar
    Nova-Kinetic

    Mensagens : 99
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : NeoCity

    Re: Praça de St. Sebastian

    Mensagem  Nova-Kinetic em Seg Dez 19, 2016 5:51 pm

    Nova Observava cada uma da imagens que se formava a sua frente como um desenho ou um filme, ao mesmo tempo que tudo parecia meio surreal e fora de contexto, para ela aquilo parecia bem real. As Imagens que passavam a sua frente não tinham corpo físico, não tinha alma, não tinham nem sequer energia para serem sugadas.

    _ Hum...como imaginei...o desespero...As lagrimas desperdiçadas o sangue escorrido e o alimento putrefato....Quanto alimento foi desperdiçado com estas mortes...E nada de ser aproveitado para alimentar um dragão.

    Nova continuava correndo a toda velocidade Scaneando possível alimentos.

    _ Acho que sera mais facil com um pouco de ajuda...

    Nova Para em um momento pulando em uma das árvores próximas e estendendo o braço. Como se ela estivesse molhada pela chuva gotas negras caiam de sua armadura, porém não batiam no chão. Ficavam Flutuando e em pouco tempo pequenas luzes se ascendia. Azuis e vermelhas. As gotas se tornavam Esferas, e estas começavam a circular Nova que parecia Sorrir por detrás daquele capacete Negro. Nano Cameras, já utilizadas anteriormente, porém o objetivo agora era caçar. Elas ajudariam a apliar o campo visual de Nova para que ela pudesse achar alguma presa que algo pudesse ser aproveitado.

    _ Obrigada pela assistência. Estes Seres são muito restritos em alimentação...não são como eu. Dragão..dragão...o quao longe você está?! Espero que não esteja Faminto.
    avatar
    Axle The Red

    Mensagens : 152
    Data de inscrição : 16/10/2015

    Re: Praça de St. Sebastian

    Mensagem  Axle The Red em Sex Jan 06, 2017 4:19 pm

    O vento soprava feroz na cidade, uivando como um animal invisivel e sedento, curvando as gotas de chuva que caiam diagonalmente. As poças ja começavam a se acumular sob os pés deles, tamborilantes, inquietas, sob o impacto inclemente de mais e mais gotas. Nem todos os boeiros da cidade estavam abertos e funcionando. Pequenos riachos se formavam correndo pelas partes mais baixas das ruas, acumulando-se em crateras ou sendo engolidas por fendas de profundidade desconhecida. A pouca vegetação natural sacudia, tentando se manter firme a tempestade.

    A silhueta que se mantinha distante e misteriosa tomou o tempo que quis para analisar os dois e calcular o que faria, visto que eles continuavam bem sossegados. O braço baixou e nesse momento Yumi sentiu um arrepio por todo o corpo. Seus pelos se eriçavam tanto involuntariamente, pelo fluxo de eletrons eminente, quanto pela presença forte de magia. Em uma ínfima fração de segundos a kitsune seria atingida, dessa vez em cheio,  por um relampago violento. A potencia eletrica colossal viria junto a luz tão intensa que quase poderia arrancar os olhos e o trovão que ensurdeceria ate o mais forte dos timpanos. Venkar seria atingido por tudo isso por estar proximo e molhado, mas o choque seria apenas 1/4 do original, visto que seria absorvido por outra fonte.  

    O poder de invocar um fenomeno da natureza é de uma ordem altissima, necessitando um volume brutal de energia, concentração e conhecimento. Para gerar um relampago com a mesma intensidade de um evento natural seria preciso um sacrificio enorme, demonstrando o quão poderosa são as forças da natureza. Mas apenas direcionar o fenomeno para um objetivo ligeiramente diferente é algo que requer pouca energia como um resultado incrivel.

    O dragão negro ainda conseguiria ouvir os gritos agonizantes do outro dragão mesmo se estivesse ensurdecido e a seguir uma voz humana masculina, muito clara.

    O que Venkar ouviu:
    - Agora é tarde dragão, sua lerdeza reptiliana é incapaz de salvar um dos seus. Fique onde esta, o tesouro voltou para a mão dos homens, nosso por direito. Afinal, que lagarto seria capaz de forjar algo tão belo ? Seu bichinho de estimação foi apenas um exemplo para que não se meta conosco

    Os sentidos ampliados de Nova buscavam algo para alimentar um enorme reptil. Em meio aquelas ruinas, o que mais encontraria seriam ratazanas escondidas da chuva, em cantos escuros e pequenos, sempre em busca de comida. Uma desses roedores estava proximo de um humano que dormia embaixo de um pedaço de laje inclinado bem escondido, procurando talvez encontrar comida de bobeira ou roer os dedos do azarado. Mas em sua descoberta Nova seria tomada de surpresa pelo raio que acabara de cair a distancia. A luz do sol brilhou em um piscar de olhos e o ruivo reverberou fisicamente pelo seu corpo. Isso significava que não estava tão distante, que sorte não te-la atingido. Mas havia caido onde de acordo com seus calculos o dragão deveria estar, a uns 400m.
    avatar
    Artemia

    Mensagens : 185
    Data de inscrição : 14/10/2015
    Localização : Neo City

    Re: Praça de St. Sebastian

    Mensagem  Artemia em Ter Abr 18, 2017 8:10 pm

    ---------


    A chuva cessou de um segundo para o outro. As nuvens nos céus se abriram e se espalharam, enviando as últimas gotas de chuva para longe. O céu escuro se iluminou subitamente - uma luz branca, forte e reluzente tomou conta de toda a extensão, focando seu clarão no centro daquela praça.

    Um som ensurdecedor afetaria todos por perto, desde os ciborgues mais preparados até os seres mais antigos. O som metálico aumentou de segundo para segundo, enquanto o clarão procurava seu alvo de foque, parando em um ser específico, caído, humilhado, arruinado.

    O dragão sentiria seu corpo enrijecer e paralisar aos poucos, dos pés à cabeça. A luz forte piscou uma vez. Piscou duas vezes. E apagou.

    O dragão sumiu. E junto com ele, toda a luz.

    A chuva voltou a cair e a noite retornou como se nunca tivesse partido...


    ---------

    Conteúdo patrocinado

    Re: Praça de St. Sebastian

    Mensagem  Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Set 24, 2017 5:09 pm