Neo City Uol

O que aconteceu após o golpe militar de 17 anos atrás...


    Entrada do Trem

    Compartilhe
    avatar
    Tetsuya Kitsune

    Mensagens : 237
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : ViolentoLand

    Re: Entrada do Trem

    Mensagem  Tetsuya Kitsune em Seg Jul 18, 2016 10:57 pm

    A face pálida do rapaz permanecia inflexível, rígida e branca como mármore. Curiosamente sua lentidão era tal que, quando Teeran abriu a porta para entrar, Sussurro se deteve na mesma posição de antes, com a mão estendida para frente, como se tentasse alcançar a tranca da porta já aberta.

    Teeran por sua vez veria rapidamente uma espécie de cabine confortável, com uma espécie de estofamento que cobria todo um canto do lugar. Ao lado, um criado mudo com duas gavetas e um abajur em tom marrom-avermelhado, levemente desbotado, da mesma cor do estofamento. Uma mesinha de centro de madeira com pés de aço negro retorcido, identico ao usado na manufatura do lustre que iluminava fracamente o local, combinavam com os detalhes do lugar e do trem em si.

    -m-m-mãããããããnheeeeeeeeee!!!!

    A criança chorava, correndo imediatamente na direção de Teeran, abraçando e agarrando-se à sua cintura. Estava com o bracinho direito sobre o rosto, cobrindo os olhos enquanto chorava, vestindo uma espécie de macacão jeans e uma blusa branca por baixo com pequenas estampas de cachos de uva. Os cabelos médios caindo nos ombros eram de um tom castanho claro. Era tão pálida quanto sussurro, mas pelo menos ainda parecia manter as emoções, coisa que mais ninguem ali parecia ter. Um vulto percorreu o canto dos olhos de Teeran, bruxuleando brevemente como chamas negras, e logo desapareceria tão logo tentasse focar sua visão ali.

    -m-m-meu olho coça, mãe....!!
    avatar
    Teeran The Bug

    Mensagens : 37
    Data de inscrição : 17/05/2016

    Re: Entrada do Trem

    Mensagem  Teeran The Bug em Ter Jul 19, 2016 4:19 pm

    Teeran mal adentrou o cômodo e foi repentinamente abraçada pela pequena menina. A princípio, pelo susto, ela não entendeu o que acontecia: vislumbrou rapidamente o ambiente, tomando nota de sua escuridão e da sombra que deslizou mais uma vez pelo canto de seus olhos. A visão desse suposto stalker já não mais assustava tanto, mas sabia o quanto poderia ser perigoso, principalmente para aquela criança indefesa.

    Ainda que não possuísse experiência com crianças, Teeran sentiu que era de partir o coração a forma como a pequena agarrava-se contra seu corpo, suplicando pela mãe em meio a tantas lágrimas. Com o coração apertado, Teeran agachou-se à sua frente, segurando em um dos bracinhos da menina, acariciando levemente o ombro em uma tentativa de acalma-la.

    - Qual o seu nome? O que houve com você?

    Perguntou, em tom baixo. Sussurro notaria a mudança repentina na atitude de Teeran: a garota agora adotava uma ternura que contrastava com aquele local sombrio, sorrindo e emitindo sons como o bom e velho “shhh” para acalmar crianças. A urgência de que ela respondesse não era notada no tom de Teeran, justamente para não alarma-la; mas sabia que deveriam sair daquele local o mais rápido possível.

    Não sabia o motivo da menina estar trancada naquele quarto. Teria a mãe a colocado de castigo? Mas que tipo de mãe é essa que larga a filha em um cômodo escuro em um trem assustador?
    avatar
    Tetsuya Kitsune

    Mensagens : 237
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : ViolentoLand

    Re: Entrada do Trem

    Mensagem  Tetsuya Kitsune em Qui Jul 21, 2016 2:28 pm

    Sussurro, à porta, apenas lentamente tombara o rosto para o lado, como que sem compreender o que estava ocorrendo de fato. Ou quem sabe, lentamente processasse o que havia de errado naquele quarto.Ou ainda, poderia estar analisando as excessivas emoções que percorria entre as duas, algo que lhe faltava.






    A menina colara o rosto nas pernas de Teeran, abraçando forte suas pernas, enquanto chorava. Parecia até desumano como alguem poderia tê-la deixado ali dentro. Por quanto tempo nao teria ficado ali dentro presa? Entre os choros, nao conseguiu falar nada a principio. Pouco a pouco, porem, conseguiu cessar o choro, e foi lentamente erguendo o rosto para Teeran.





    -Mamãe....meus olhos....coçam....







    A menina encarou Teeran, seus olhos rasgados de sua face. A escuridão profunda das órbitas vaziaspareciam quase envolvê-la. Os rasgos na carne proxima aos olhos davam um ar ainda mais macabro à até entao inocente menininha.






    O abraço da garotinha parecia ter-se apertado ainda mais ao redor das pernas de Teeran, conforme um sorriso sombrio se formava nos lábios dela. Um riso infantil viria a seguir, parecendo ecoar fantasmagoricamente pela cabine.





    -Os seus não coçam...posso pegá-los pra mim?






    A boca começava a se abrir lentamente, deslocando a mandibula tal como uma serpente ao devorar sua presa. O que pareceu ser uma mão cadavérica, embebido em sangue, começou a sair de sua garganta, dedilhando a lingua, ancorando-se na mandibula e maxila para puxar-se, rastejar para fora da boca da menininha, em direção ao rosto de Teeran que se encontrava acima.
    avatar
    Teeran The Bug

    Mensagens : 37
    Data de inscrição : 17/05/2016

    Re: Entrada do Trem

    Mensagem  Teeran The Bug em Qui Jul 21, 2016 3:33 pm

    Teeran abraçou a doce menina, envolvendo-a em o máximo de consolo que poderia dar naquele momento. Como alguém poderia ter a capacidade de abandonar um ser tão indefeso em um quarto escuro e gelado como aquele?!

    Perguntou algumas vezes sua origem até que ela respondesse que seus olhos coçavam. E, dito isso, ela retirou o delicado bracinho do rosto.

    Não haviam olhos ali; apenas dois buracos escuros, cuja carne era exposta como uma grande ferida.

    Em imediato, Teeran assustou-se imensamente. Estava boquiaberta e não queria ter demonstrado tamanho susto, mas não se conteve: já estava assustada o suficiente naquele local estranho, com todos os vultos e sensações macabras. Vendo que poderia causar uma má impressão à menina, a morena pigarreou um pouco, procurando não olha-la no local onde haveria seus olhos.

    A garotinha buscou consolo mais uma vez, agarrando-se às suas pernas, a abraçando novamente. Teeran aceitou de bom grado, murmurando palavras de conforto para ela, em seu ouvido.

    - Calma, está tudo bem. Vamos dar um jeito nisso...

    Sussurrou, acariciando seus cabelos. Não reparou na mudança de atitude da garota, que se afastou ligeiramente e fez a pergunta mais absurda que Teeran já ouviu em sua vida. Como ela poderia dar-lhe seus próprios olhos..?

    E então, a suave face da menina tomou uma proporção bizarra, abrindo a boca e deixando sair de dentro uma mão cadavérica que deslizava confortavelmente na direção do rosto de Teeran.
    Arrepiando-se inteiramente, a morena afastou-se rapidamente, caindo para trás e apoiando os cotovelos no chão. Com o susto imenso, não parou para pensar no quanto aquela situação poderia ter dado errado. Uma criança, sozinha, em um trem amaldiçoado? Só podia ser ruim.

    Não pensando nos pormenores, Teeran arregalou os próprios olhos e tentou deslizar seu corpo caído ainda mais para trás, para longe da garota demoníaca.

    - Não! Q-quem é você?! Mas que...??!

    Só conseguia balbuciar algumas palavras sem sentido, tamanha era sua confusão. Não entendia o motivo daquilo acontecer, mas sabia que estava em apuros.
    avatar
    Tetsuya Kitsune

    Mensagens : 237
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : ViolentoLand

    Re: Entrada do Trem

    Mensagem  Tetsuya Kitsune em Sab Jul 23, 2016 9:17 am

    A menina caía sobre ela abraçada, em risos macabramente infantis, semi-abafados pela mão - que já apresentava todo um braço adulto para fora, esgueirando-se na direção do rosto de Teeran. Ao cair, a menina afrouxou o abraço, começando a engatinhar sobre Teeran, deixando que se esgueirasse por debaixo de si. Como se aproveitasse cada segundo de horror da infeliz humana.

    Da forma mais improvável possível, um pé surgiu por detrás de Teeran. Lentamente, entediado talvez, mas certeiramente se apoiou na testa da menina-aberração. O braço ensanguentado, cadaverico se retorceu, tentando arrancar à força o pé da testa, mas a angulação nao lhe permitia tal movimento. A menina começou a gritar em multiplas vozes, irritada, seus bracinhos arranhando a perna de calça desbotada do rapaz que a mantinha afastada de Teeran.

    E v-a-g-a-r-o-s-a-m-e-n-t-e o pé se afastou, e jogou a testa da menina para trás, desequilibrando-a e arremessando-a alguns metros para trás, rolando, o braço ensanguentado ainda desprendendo-se de sua boca enormemente aberta. Sussurro permaneceu ali com o pé estendido, sua cara inexpressiva, sem emoção, entediada. Seria uma cena comica, nao fosse o terror que assolava o ambiente. O pé do rapaz abaixou-se sobre o abdome de Teeran, pressionando levemente, sem feri-la, mas o bastante para ter o atrito necessário para puxá-la para trás, deslizando pelo chão, enquanto seus braços se apoiavam na porta e batente da porta.

    A menininha enfurecida já se levantava e começou a correr em direção à porta que Sussurro lentamente fechava, conforme puxava Teeran para fora com o pé. O tempo fora exatamente o necessário para que a porta se fechasse, permitindo a Teeran ver aquele braço macabro quase puxar-lhe a perna, o ultimo membro da mulher a sair do quarto.

    O pálido rapaz despreocupadamente deslizou os dedos pela porta, trancando-a novamente, aos sons de batidas fortes, urros, gritos, gemidos e choro infantil vindo do outro lado da porta. Vagarosamente o rapaz tirou o pé de cima da barriga de Teeran, que saíra daquela cena absurda ilesa.

    -....o vagão de comida...é o próximo.....

    Ele disse, como se respondesse ao ronco da barriga de Teeran há vários minutos atrás, como se seu raciocinio ainda estivesse lá atrás, ignorando o horror que Teeran vivenciara há instantes.
    avatar
    Teeran The Bug

    Mensagens : 37
    Data de inscrição : 17/05/2016

    Re: Entrada do Trem

    Mensagem  Teeran The Bug em Ter Jul 26, 2016 8:54 pm

    Nada saía da boca de Teeran, além de seu fôlego acelerado. Por dentro de sua garganta, porém, sua vontade era a de gritar até sentir sua voz acabar. A inocente garotinha à sua frente havia se transformado em uma criatura assustadora, se rastejando perigosamente em sua direção, com a promessa de roubar-lhe não somente os olhos, mas também sua vida.

    Boquiaberta e sem fôlego, Teeran não notou a chegada sorrateira de Sussurro, que facilmente impediu o ataque, apoiando seu pé na cabeça da garota, impossibilitando com que ela se aproximasse ainda mais. Assim que a empurrou para longe, Teeran se assustou quando ele apoiou seu pé no abdômen dela, a empurrando também. Embora ele não fizesse força, Teeran estava assustada e nervosa o suficiente para paralisar e deixar com que ele a movesse como bem quisesse pela sala, e foi o que fez: quando menos esperou, a morena estava do lado de fora, com apenas uma perna para dentro do quarto.

    Assim que a garota maligna alcançou a porta, avançou sobre a perna de Teeran, a puxando para dentro com a mão saída de sua garganta. Com a adrenalina do momento, a morena se desvencilhou do agarro da melhor maneira possível: chutando a face da menina e a jogando para longe. Sussurro aproveitou e fechou lentamente a porta, selando a garota novamente para sua solidão eterna.

    Teeran permaneceu deitada ao chão, apenas erguida pelos cotovelos, por alguns minutos. Os gritos enfurecidos da menina ainda eram ouvidos, embora a mente de Teeran tivesse a transportado para longe, ainda tentando entender o que havia acontecido.

    Sussurro não apenas agia como se aquilo fosse a coisa mais normal do mundo, mas também parecia ignorar o acontecido. Havia dito algo sobre comida, e Teeran já não sentia mais a urgência da fome em seu estômago. Era estranha a forma como ele se comportava, mas a morena percebia cada vez mais o quanto o garoto parecia apenas vestir uma máscara de entediada tranquilidade, mas que por dentro, possuía grande força e esperteza.

    O fôlego demorou para voltar ao normal, junto com as batidas cardíacas aceleradas em Teeran. Ela encontrou forças para ficar de pé e caminhar até à frente dele, bloqueando o caminho de saída.

    - Você sabia, o tempo todo, o que aconteceria se entrássemos aí dentro? Por que não me avisou? E o que é isso?! Que lugar é esse cheio de gente estranha?! Como assim aquela criança tinha uma mão que saía de dentro de sua boca!!! EU QUERO RESPOSTAS, SUSSURRO!!! RESPOSTAS!!

    Berrou ela, absurdamente zangada, movida pela sua adrenalina da cena anterior. Não deixaria o rapaz em paz até conseguir ao menos uma explicação do que foi aquilo que havia presenciado. Seria aquele trem amaldiçoado? Teeran será transformada em uma dessas coisas após viver muito tempo ali dentro?!
    avatar
    Tetsuya Kitsune

    Mensagens : 237
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : ViolentoLand

    Re: Entrada do Trem

    Mensagem  Tetsuya Kitsune em Ter Jul 26, 2016 9:34 pm

    A calma e lentidão de Sussurro agora era quase um transtorno, provavelmente aumentando ainda mais a raiva de Teeran que exigia respostas rápidas. O rapaz parou, virou o rosto lentamente em sua direção, e respondeu com toda a paciencia do mundo.

    -...você não perguntou....se era seguro. Só perguntou porque....eu nao a ajudava. E perguntou .....como abrir a porta, e lhe mostrei....

    O tom baixo somado à voz compassada causaria um derrame numa pessoa mais afobada. De fato, o palido rapaz destacou apenas o óbvio, e respondera literalmente apenas o que lhe foi perguntado. Não mentiu, mas praticamente omitira muita informação importante - vital na verdade. Talvez ele nao compreendesse as sutilezas de certos detalhes, como a desinformação quase mortal da garota? Mas logo prosseguiu.

    -...esse lugar é o trem. Ele caminha na linha entre o limbo e o mundo dos vivos...o limite é muito tênue aqui dentro....aquela era a Menina Cega. Se tornou um espectro...uma alma torturada, incapaz de encontrar a paz....e vive se alimentando de sentimentos negativos, como medo....terror....está com fome?

    Novamente, voltava ao assunto de comida. Parecia ser quase proposital em irritá-la com aquela indiferença frente à experiencia terrivel que acabara de passar. Quem teria estomago para comer algo depois de ver uma atrocidade daquelas? Obter as respostas certas do palido rapaz provavelmente exigiria bastante paciencia e esperteza para perguntar exatamente o que precisava. Sussurro era uma espécie de mina com vários diamantes, soterrados por várias camadas de rocha: era possivel extrair riqueza, mas apenas se acertasse o local certo.
    avatar
    Teeran The Bug

    Mensagens : 37
    Data de inscrição : 17/05/2016

    Re: Entrada do Trem

    Mensagem  Teeran The Bug em Qua Jul 27, 2016 8:13 pm

    Assim que Sussurro começou a falar com aquela calmaria doentia, Teeran precisou dar as costas ao rapaz e se apoiar em uma das janelas, observando os borrões escuros da noite ao lado de fora.

    Estava prestes a soltar outro grito quando o pálido garoto confirmou o que ela já imaginava, que ele apenas liberaria informações de acordo com as perguntas certas. Como se já não fosse difícil o bastante estar presa em um trem amaldiçoado, infestado de criaturas vampíricas prontas para roubar até seus olhos!

    Com outras informações frescas a respeito do trem, Teeran parou para analisar a situação. Espectro que se alimenta de energias negativas. Linha tênue entre o mundo dos vivos e o limbo. Se ela perguntasse novamente o que era limbo, estava arriscado o rapaz lhe responder o mesmo que antes, com palavras metafóricas vagas que não diziam nada com nada.

    Após parar alguns segundos para organizar os pensamentos e imaginar as perguntas mais certeiras possíveis, Teeran saiu de perto da janela, respirou fundo e parou em frente à Sussurro.

    - Por que as pessoas vem para cá? Por que eu vim pra cá?


    E, caminhando novamente na direção da porta de saída, ela se adiantou para a próxima pergunta:

    - O trem transforma as pessoas em seres como a Menina Cega?

    Agora, mais calma, Teeran sentiu novamente seu estômago teimar em roncar. Havia apagado momentaneamente as cenas grotescas anteriores com a garota maligna, e só assim ela conseguiria ter apetite para um lanche. Porém, com o histórico de seres estranhos e conturbados que havia naquele trem, só bastava a Teeran imaginar o cardápio daquela noite. Só esperava, realmente, que nenhuma parte de seu corpo estivesse inclusa.
    avatar
    Tetsuya Kitsune

    Mensagens : 237
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : ViolentoLand

    Re: Entrada do Trem

    Mensagem  Tetsuya Kitsune em Sab Jul 30, 2016 2:00 pm

    Os passos lentos conduziam o rapaz até o final do vagão, onde a garota já lhe esperava. O que uma pessoa comum faria em alguns segundos, talvez um minuto para cruzar todo o vagão, Sussurro tivera a façanha de levar tanto tempo. Claro, tivera que deter-se por algum tempo para resgatar a morena, mas ainda assim era tempo demais...Um rapaz como ele levaria 3 dias para morrer de repente. Morrer...e se o rapaz nao estivesse morto? Tinha um nome tão estranho quanto a menina cega...nao seria ele também uma criatura como ela, levando-a para um lugar onde poderia devorá-la sozinho? Será que realmente tinha-a salvo, ou apenas garantido sua propria refeição? O pensamento macabro certamente nao podia ser afastado tão facilmente; o palido jovem era ainda bastante suspeito, em suas vagas respostas.

    -....o trem aparece apenas para os fugitivos....os desesperados em busca de uma saída....e os leva para longe de seus perseguidores....

    O rapaz apenas olhou languidamente, o olhar entediado e lentificado, na direção de Teeran. Quanto à segunda pergunta, respondeu de forma muito menos vaga e mais concisa, mas ainda assim sem dizer muito - algo que se mostrava claramente ser seu maior talento.

    -Não...

    E estendeu os dedos à porta, abrindo-a lentamente. Um sorriso foi vagarosamente se formando em seu rosto inexpressivo, com pouquissimos musculos se mexendo - apenas o suficiente para o sorriso.

    -Vamos....comer...
    avatar
    Teeran The Bug

    Mensagens : 37
    Data de inscrição : 17/05/2016

    Re: Entrada do Trem

    Mensagem  Teeran The Bug em Seg Ago 01, 2016 10:25 am

    Aguardando pacientemente por Sussurro e seus passos lentos em direção à porta, Teeran aproveitou o momento para observar melhor o rapaz. Sua palidez em excesso, os olhos fundos e o corpo curvado era digno de colocar medo em qualquer um que o olhasse, tendo cem porcento de certeza de que se tratava de um morto-vivo. Desde o primeiro momento, a morena sentiu uma certa confiança nele, algo que se dissolvia de forma desesperadora a cada resposta vaga que recebia.

    Certamente, aquela era uma situação incomum, a qual Teeran depositava sua vida nas mãos de um rapaz que nada lhe respondia. A cada passo lento, a cada resposta vaga, Teeran sentia uma ansiedade desesperadora tomar seu coração. Poderia afastar-se e correr dele facilmente, mas a dúvida surgia em imediato: será que Sussurro se transformaria em algum ser horrendo e a mataria, assim como a Menina Cega havia tentado? Ou permaneceria sendo o mesmo cara esquisito de agora?

    Ele mencionara o fato de o trem aparecer para fugitivos ficarem longe de seus algozes. Com certeza ela se encaixava: o roubo que havia tentado realizar no prédio principal de Redes de UolCity dera certo até ser descoberta e precisar fugir para salvar sua própria pele. O que não contava era cair de uma altura absurda direto para dentro de um trem fantasma amaldiçoado.

    Mas... deveria ela acreditar em tudo o que ele lhe dizia? Quem seria o condutor do trem? Teria ela alguma chance de chegar até ele e requisitar respostas mais concretas?

    O olhar de Teeran para Sussurro estava mudando. Ela semicerrou os olhos para ele, apertando os lábios em desconfiança. O fato de tê-la salvado da Menina Cega não queria dizer que ele estava ao seu lado. Poderia ter feito isso apenas para garantir seu jantar mais tarde, não o cedendo para a garotinha infame...

    E ele havia mencionado comida. Estava com fome. Fome dela? O que era aquele sorriso malicioso em seus lábios finos e empalidecidos?! O desespero de Teeran aumentou, a ponto de a garota bater sua mão com força na porta, fechando a fresta que Sussurro havia aberto.

    - Escute aqui, esquisitão! Como eu posso confiar em você?! Não acha que é absurdamente estranho eu estar aqui, no meio desse trem bizarro, te acompanhando para um suposto vagão de comida?!

    E então, ela aproximou seu rosto do dele, até ficar a cerca de um milímetro de encostarem os narizes. Teeran precisou se curvar para isso, pois até então parecia ser cerca de dez centímetros mais alta que ele.

    - Seria eu o seu jantar? – sussurrou, apertando os olhos, em uma atitude corajosa. Não sabia o que ele faria, muito menos se derrubaria a máscara que estava vestindo, até então.
    avatar
    Tetsuya Kitsune

    Mensagens : 237
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : ViolentoLand

    Re: Entrada do Trem

    Mensagem  Tetsuya Kitsune em Seg Ago 01, 2016 9:34 pm

    Sussurro Vermelho pareceu completamente indiferente ao olhar desconfiado ou as acusações de Teeran. O pálido rapaz apenas pareceu respondê-la segundos depois de notar que a porta que começava a abrir era bruscamente fechada por ela. Lentamente ergueu o olhar a ela, mantendo o sorriso bizarro. E foi realmente sincero - talvez a unica certeza do rapaz, é que de fato até agora não mentira uma vez sequer.

    -....não pode. Não é estranho....você está com fome,e eu também. Logo, vamos ao vagão de comida...

    Novamente o rapaz estendeu a mão à porta, fazendo menção de abri-la novamente. Tombou o rosto levemente para o lado. Os olhos negros do rapaz, vistos de tão perto, pareciam buracos negros, em que a escuridão da pupila se mesclava ao da íris, dando a impressão de um olho sempre dilatado, enaltecendo as caracteristicas macabras do rapaz. O cachecol pareceu voar diante de uma pequena brisa que percorreu aquele vagão, dando a idéia de quão leve era aquele tecido.

    -...eu prefiro...pimentas adocicadas...

    A boca fechou-se levemente, engolindo, como se já pudesse provar da tal iguaria. Uma mistura tão bizarra quanto o proprio rapaz. E novamente, deixava uma incerteza terrível no ar: "preferia". Isso poderia significar que ele tambem poderia devorá-la? ou quem sabe apenas uma forma de educadamente dizer que nao era um "canibal"? De qualquer forma, parecia ansioso para abrir a porta - ou o grau mais ansioso que alguem tão lento poderia chegar.
    avatar
    Teeran The Bug

    Mensagens : 37
    Data de inscrição : 17/05/2016

    Re: Entrada do Trem

    Mensagem  Teeran The Bug em Ter Ago 02, 2016 4:27 pm

    Teeran abriu a boca e a fechou diversas vezes para contestar o que o rapaz disse, mas desistiu a cada instante, sem saber realmente o que dizer. Sua expressão zangada era praticamente cômica: os olhos estavam apertados; havia um certo bico formando em seus lábios e as sobrancelhas franzidas formavam quase um nó. Havia levado uma mão à sua cintura, enquanto a outra ainda mantinha a porta fechada.

    - Hunpf...

    Resmungou ela, vendo que não conseguiria arrancar nada do garoto. O jeito era pagar para ver – ainda que tenha que correr o risco de perder sua própria vida.

    Ainda manteve-se próxima a ele, como se o analisasse com cuidado. Reparou nos olhos fundos e a íris negra dilatada. Era estranho como não havia distinção entre a pupila e a íris! Teeran observou o sorriso diabolicamente bizarro de Sussurro, percebendo um calafrio tenebroso surgir em sua própria espinha. O garoto realmente era assustador.

    Afastou-se dele e coçou a cabeça, soltando um muxoxo aborrecido ao tomar sua decisão:

    - Ok, vou ignorar o fato de você ter adivinhado minha fome. E também vou ignorar esse seu sorriso bizarro aí. E vou ignorar essa situação toda até ver que estou segura ao seu lado. E se eu não estiver... – Teeran se aproximou de novo, apertando os olhos e cerrando os dentes - ... você vai estar em maus lençóis. Entendeu? Eu pareço ser fraca na aparência, mas sou muito forte, TÁ ENTENDENDO?

    E então Teeran virou seu corpo e tateou a porta, abrindo-a de repente, como quem tira um band-aid para evitar dores maiores.
    avatar
    Tetsuya Kitsune

    Mensagens : 237
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : ViolentoLand

    Re: Entrada do Trem

    Mensagem  Tetsuya Kitsune em Ter Ago 02, 2016 8:41 pm

    O rapaz curvou a cabeça levemente para o lado, lançando um olhar desentendido, ingênuo até. Mas não menos macabro. Não fosse o restante do trem, dificilmente alguem se aproximaria tanto daquela sinistra e pálida criatura, que observou com o canto dos olhos a porta se abrir. E sim, a reposta do rapaz só viria vários segundos depois da porta já ter sido escancarada.

    -....não entendido...não uso lençóis...

    E v-a-g-a-r-o-s-a-m-e-n-t-e Sussurro começou a andar na direção do novo vagão. Tão logo fora aberto, Teeran notaria um vagão tão longo quanto o anterior mas, sem as cabines, parecia muito mais largo e longo. Uma mesa proporcionalmente longa se estendia pelos quase 50m de vagão, ocupando uma grande parte da região central, deixando apenas cerca de 1,5m de cada lado entre a mesa e a parede. Era uma mesa de madeira maciça, com adornos em metal negro retorcido, formando suportes para velas em vários pontos centrais da mesa. Haviam iluminações nas paredes também, mas as velas centrais davam um ar de elegancia à mais. O carpete vermelho combinava com a toalha de mesa longa e alcochoamento das inumeras poltronas. No centro, uma infinidade de pratos diversos, com uma fartura inesperada se espalhava pelo local, incendiando o ar com sabores e aromas. Eram frangos enormes, dourados e assados; bandejas de frutas suculentas fatiadas, potes com ensopados borbulhantes, uma variedade interminável de massas...e sentados frente à mesa, uma ou outra figura pálida, em trajes sem cor, constratando completamente às cores vivas daquele banquete. Os individuos quase desapareciam, como se fossem detalhes irrelevantes daquele cenário suculento.

    Mas a grande maioria dos assentos estava vazio. Um tripulante ocupava algo entre 1 cadeira entre 20, no máximo, e não deveriam haver ali mais de 10 individuos. Os olhos de Sussurro pousaram num ponto próximo ao centro, onde vistosas pimentas avermelhadas Jalapeño adornavam uma bela bandeja decorada com várias outras variedades. Talvez Sussurro realmente só teria interesse naquilo, e não na garota?
    avatar
    Teeran The Bug

    Mensagens : 37
    Data de inscrição : 17/05/2016

    Re: Entrada do Trem

    Mensagem  Teeran The Bug em Qua Ago 03, 2016 4:30 pm

    Teeran havia sido a primeira a entrar no próximo vagão, já que cada passo de Sussurro era como uma vida sendo perdida. A morena caminhou lentamente, procurando absorver todas as informações do local: as luzes elegantes, o acolchoado dos inúmeros sofás combinando com a toalha de mesa e o tapete vermelho – combinando até mesmo com o cachecol de Sussurro, que vinha logo atrás.

    Seu estômago roncou e sua boca salivou quando seus olhos caíram sobre a mesa, apreciando cada prato com intensidade. Havia não somente pratos salgados, mas também diversos tipos de doces, o que atraía a morena ainda mais. Engolindo toda aquela saliva, ela buscou Sussurro, que olhava fixamente para as pimentas vermelhas.

    - Sussurro... podemos comer isso sem sermos atacados por seres bizarros?

    Perguntou, angustiada. Ainda que estivesse atenta a tudo, não encontrava pistas de outro ser como a Menina Cega. Havia apenas aqueles pobre seres pálidos absorvidos em seus próprios mundos. Será que eles a atacariam caso comesse de sua comida? Teeran voltou seus olhos mais uma vez para Sussurro, que ainda não havia chegado até as pimentas – tamanha sua lentidão.

    Que garoto estranho! Entre tantas iguarias suculentas, o que chamava sua atenção eram apenas pimentas. E Teeran sabia que aquele tipo era o mais ardente. Franzindo o cenho, ela assistiria o rapaz chegar até a mesa e saborear a comida, claramente desconfiada do local. Simplesmente não conseguia entender aquele trem, nem aquelas pessoas praticamente translúcidas comendo à mesa com uma lentidão parecida com a de Sussurro. Seria alguma característica de sua espécie?

    Os olhos de Teeran dartearam todos os detalhes do vagão, procurando encontrar algum outro ser amaldiçoado para ataca-la. Porém, os cheiros defumados e adocicados praticamente cegavam a morena, cujo estômago ardia em fome. Ela observou mais uma vez os pratos, pensativa.

    O que aconteceria se ela se aproximasse?

    Movida não só pelo seu estômago alarmante, mas também por curiosidade, Teeran se aproximou lentamente da mesa; seu olhar o tempo todo nos outros seres sentados e nos cantos escuros do vagão. A morena esticou um braço com a mesma lentidão; seus dedos tocaram levemente uma enorme e suculenta coxa de frango que havia em um dos pratos. Ainda que seu estômago e sua saliva a atacassem internamente, Teeran era mais forte que isso e aguentou segurar a fome enquanto aguardava por algum ataque de alguma criatura escondida – ou não.
    avatar
    Tetsuya Kitsune

    Mensagens : 237
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : ViolentoLand

    Re: Entrada do Trem

    Mensagem  Tetsuya Kitsune em Sab Ago 06, 2016 4:29 pm

    As pessoas ali pareciam simplesmente indiferentes à presença de ambos. Na verdade, indiferentes a qualquer coisa. Eram completamente apáticos. Como se uma epidemia de depressão pairasse sobre todas aquelas pessoas, removidas de qualquer emoção.Enquanto a garota deliciava os olhos naquele banquete, o rapaz vagarosamente se aproximou da mesa, de frente à bandeja com pimentas. Puxou a cadeira e, bizarramente, sendou-se de cócoras sobre o assento. Pegou uma pimenta vibrantemente vermelha e, inesperadamente, estendeu-a até uma espécie de pote com mel. Banhou a pimenta ali e levou a boca, dando uma mordida suculenta naquilo. Uma pimenta daquele tipo e tamanho, com aquela mordida, faria qualquer pessoa normal gritar, chorar como um bebê ou engasgar. Já sussurro mastigava lentamente, quase ruminando, apreciando o sabor daquilo.


    -....não seremosch....


    Respondeu à garota, ainda com a boca cheia de pimenta, sem olhá-la diretamente. Porém havia um sutil detalhe na resposta, que Teeran poderia notar em seu auge de desconfiança: a questão da pluralidade da pergunta ele já estava respondido: eleS não seriaM atacadoS. Ele pelo menos não. A garota, por outro lado, ainda deixava vago a resposta. E de certa forma ele não estava mentindo, apenas poderia estar omitindo mais um detalhe importantíssimo.

    Quem sabe o rapaz nao aguardava ansiosamente para a primeira bocada de Teeran?poderia estar envenenado, poderia haver ali algo que a transformasse numa criatura como eles....era uma isca perfeita, afinal. Ou não estaria ela desconfiada demais de tudo aquilo, e de fato não havia perigo algum? Talvez estivesse ficando paranóica naquela festa estranha, com gente esquisita (hidden referencia XD). O cheiro daquele frango tenro e dourado por fora era algo quase pecaminoso, tamanha perfeição. Estava assado no ponto ideal, e o tempero enriquecedor poderia ser sentido já no pequeno vapor que emanava da parte destacada do restante do frango, entrando pelas narinas da esfomeada ladina, violentando cada papila gustativa de sua boca, criando um golpe de estado pelo estomago que buscava derrotar o cérebro de sua posição de líder.
    avatar
    Teeran The Bug

    Mensagens : 37
    Data de inscrição : 17/05/2016

    Re: Entrada do Trem

    Mensagem  Teeran The Bug em Ter Ago 16, 2016 5:23 pm

    Engolir sua própria saliva só a fazia sentir ainda mais o vazio profundo em seu estômago. A garota nunca esteve tão tentada em avançar em uma mesa antes, tampouco presenciou alimentos tão chamativos e saborosos. Sussurro parecia não se importar com nada daquilo – sentou-se de cócoras na cadeira e molhou a pimenta em uma tigelinha do que parecia ser mel. Uma estranha combinação, diga-se de passagem. Até mesmo aquilo a fez salivar, principalmente após vê-lo deliciar-se com tanto gosto!

    A morena mordeu o próprio lábio, frustrada. Sentia, em seu âmago, que se desse uma dentada vigorosa naquele frango suculento, algo ruim aconteceria. Ou ela se transformaria em uma daquelas pessoas apáticas ou algum monstro apareceria e a mataria de vez.

    Pelo menos ela estaria de barriga cheia. Não?


    “Sussurro, vou me transformar em algum desses seres esquisitos?”, pensou em perguntar.

    “Vou ficar pálida e sem vida?”, continuou.

    “Vou me transformar em... você?”


    Teeran continuou formulando perguntas em sua mente, buscando uma forma de faze-lo responder exatamente o que ela queria ouvir: a certeza de que poderia ou não se alimentar daquele delicioso banquete. Sendo assim, após o que lhe pareceu ser uma eternidade (principalmente agora que eu estômago roía em desespero), ela chegou a uma conclusão:

    - Sussurro... vou me transformar em algum ser... diferente... se eu comer algo desta mesa?

    Foi o máximo que ela conseguiu pensar, naquele instante. Teeran virou seu rosto para o lado, evitando manter contato direto com as maravilhas saborosas na mesa.
    avatar
    Tetsuya Kitsune

    Mensagens : 237
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : ViolentoLand

    Re: Entrada do Trem

    Mensagem  Tetsuya Kitsune em Sex Ago 19, 2016 10:14 am

    O rapaz lentamente virou o rosto em direção à garota. Era possivel ver um volume absurdo de comida pelo tamanho da bochecha, um aspecto quase infantil completamente contraditório ao ar sombrio do rapaz. Uma singela pimenta apresentava-se por entre seus lábios, seu vermelho intenso contrastante com a pele e boca pálida de Sussurro, quase como um míssil de ardor e violentação de papilas gustativas prestes a ser atirado. Uma quantidade daquela em uma pessoa comum provavelmente ja teria feito desmaiar ou intoxicar; uma pimenta ja era capaz de fazer muitos adultos chorarem como bebês...talvez o rapaz ja nao sentia mais?ou teria apenas se acostumado?

    Tombou a cabeça levemente para o lado, pensativo, por longos segundos, ponderando sobre a pergunta da morena. E disse calmamente.

    -....uma....obeja....cupim...?

    A resposta sem oscilações de tom, tediosa e sem emoção, abafada pelas pimentas. Uma obesa? cupim? novamente o rapaz levava ao sentido literal completo: entendera que a garota queria comer algo da mesa - da estrutura da mesa, não sobre ela. Todo o tempo para dar uma resposta daquelas era algo extremamente frustrante. O aroma irresistivel daquela comida parecia enaltecer ainda mais a impaciencia e frustração de Teeran...talvez devesse simplesmente "cair de boca" sobre aquilo e se preocupar com as consequencias depois?
    avatar
    Teeran The Bug

    Mensagens : 37
    Data de inscrição : 17/05/2016

    Re: Entrada do Trem

    Mensagem  Teeran The Bug em Seg Ago 22, 2016 1:27 pm

    - O... quê?!

    Teeran já estava perdendo a pouca paciência que tinha. Jamais na vida teve que exercitar sua calma como agora – uma característica nada forte em sua personalidade. Além de demorar séculos para responder, Sussurro agora lhe dizia palavras totalmente desconexas e sem sentido! Ela não suportaria mais esperar. Não suportaria mais estar perante àquela mesa repleta de alimentos saborosos sem poder provar nenhum sequer.

    A garota bateu uma mão na própria testa, esfregando o rosto com violência, tamanha era sua raiva. Atirou o pior olhar possível na direção de Sussurro e caminhou sem hesitação até a mesa: o ódio do momento serviu de impulso e coragem para que ela fizesse o que já gostaria de ter feito desde que adentrou naquela sala.

    - Que se dane, também!

    O primeiro prato que viu à sua frente foi aquele saboroso frango. Sem hesitação, a garota esticou a mão e arrancou uma coxa, levando-a até sua boca e a mordendo com uma urgente precisão. O que aconteceria agora, ela não sabia. E tampouco se importava.
    avatar
    Tetsuya Kitsune

    Mensagens : 237
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : ViolentoLand

    Re: Entrada do Trem

    Mensagem  Tetsuya Kitsune em Ter Ago 23, 2016 7:59 pm

    Era perfeito demais para ser verdade. A pele fina, mas crocante, perfeitamente assada com um sutil sabor defumado, revelava uma carne tenra, brilhante, macia. Os fios de frango desfaziam-se por entre os dentes, liberando um aroma suave de temperos diversos, enriquecendo ainda mais o paladar. O estomago afundava e se retorcia, gemente por aquela coxa impossivelmente deliciosa, conforme a lingua vibrava em gozo palatar. Aquela coxa de frango possuia quase um erotismo de sabor, ao mesmo tempo em que lançava a garota ao passado de um sabor familiar, quase maternal; a carne macia acariciava-lhe os lábios pedindo para ser devorada. Se existisse um céu, um nirvana, aquele banquete era algo muito próximo de sua materialização.

    Sussurro comia com uma alegria muitissimo mais reservada; o sorriso era muito mais tendendo ao macabro do que ao propriamente feliz, a expressão tediosa no olhar permanecia. Ele também mastigava, l-e-n-t-a-m-e-n-t-e, uma babinha de mel escorrendo pelo canto dos lábios pálidos. E nada atacou a garota. Nada de mal lhe ocorrera, senão talvez seu apetite aumentar ainda mais diante daquele sabor mitológico, capaz até mesmo de afastar as bizarras lembranças do acontecido naquele trem até então. E seria facil ceder à mais singela e pura felicidade humana: o prazer de comer.
    avatar
    Teeran The Bug

    Mensagens : 37
    Data de inscrição : 17/05/2016

    Re: Entrada do Trem

    Mensagem  Teeran The Bug em Qua Ago 31, 2016 3:42 pm

    Teeran absorveu aquele alimento como se tivesse acabado de chegar ao Nirvana. Por um momento, a garota esqueceu-se completamente de onde e com quem estava, já que todas as suas atenções agora se fixavam naquele pedaço de frango extremamente suculento. Mastigando lentamente, sentiu a carne se desfazer na sua língua, lhe trazendo uma sensação que há muito não sentia: amor. Puro e simples amor por aquilo que degustava.

    Assim que terminou o pedaço, ela lambeu os dedos e finalmente olhou para os lados, levemente desnorteada. Onde estava? Ah, é mesmo... o trem...

    - Sussurro... isso é... delicioso... – murmurou, observando o frango que acabara de comer e já partindo outro pedaço, o enfiando inteiro na boca. Assim que o mastigou e engoliu com pressa, pegou um pedaço de gelatina e o comeu com a mesma voracidade: tudo à sua frente era absurdamente apetitoso! Seu estômago continuava roncando por mais, e ela o obedecia com vigor, trazendo todos os alimentos possíveis para dentro de sua boca. Teeran estava irreconhecível naquele momento; debruçada sobre a mesa, seus braços se movimentavam agilmente conforme ela pegava mais e mais pedaços de comida para mastigar em seguida.

    Não prestava mais atenção em nada à sua volta. Nem sequer em Sussurro e seu jeito macabro de comer.
    avatar
    Tetsuya Kitsune

    Mensagens : 237
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : ViolentoLand

    Re: Entrada do Trem

    Mensagem  Tetsuya Kitsune em Sex Set 02, 2016 5:19 pm

    Cada alimento diferente ali era uma iguaria única, causando um prazer inconcebível. Tudo o que sua mão tocava, quase como um Midas culinário, parecia se tornar uma jóia gastronômica. E foi apenas depois de muito se esbanjar e chegar próximo a quase passar mal de tanto comer que aquela compulsão foi se reduzindo.


    “FUUOOOOOOOOOMMMMMMMMM” – o apito do trem anunciava, fazendo vibrar as taças da mesa, como o preludio de uma tragédia. O apito carregou consigo um zumbido agudo, deixando a visão da garota turva por alguns segundos, fazendo-a debruçar-se quase involuntariamente para frente, sobre um dos pratos metálicos vazios.

    E veria no próprio reflexo os lábios, a região em torno da boca marcada por um rubro marcante. Talvez algo com molho que deva ter comido? Ao olhar bem para as mãos, estavam bastante sujas do mesmo tom.

    Ao erguer a visão sobre a mesa novamente, notaria a terrível sensação de sombras esgueirando-se pela periferia dos olhos. O mais perturbador, no entanto, seria a mesa à sua frente.

    Pedaços cadavéricos cortados de forma brutal espalhavam-se sobre a mesa; vísceras acumulavam-se porcamente umas sobre as outras, rodeadas por moscas e larvas que faziam ninho nas mais diversas cavidades encontradas. Uma cabeça fatiada ao meio estava não muito longe dali, as órbitas mortas fitando o vazio na direção de Teeran. Um longo intestino delgado circulava em torno de si próprio numa espiral nauseante, sobre um prato, onde dedos amarronzados, já há muito tempo apodrecidos, faziam a decoração. Costelas abertas sobre a mesa deixavam algumas ratazanas de olhos vermelhos, gordas, brigando pela carne suculentamente pútrida.

    O odor era delicioso, remetendo à tenra coxa de frango que Teeran comera. Ou realmente fora uma coxa de frango o que ela havia acabado de comer....? E nem um sinal de Sussurro. Onde antes ele estava, apenas alguns dedos humanos mergulhados em sangue, onde antes haviam pimentas embebidas em mel.
    avatar
    Teeran The Bug

    Mensagens : 37
    Data de inscrição : 17/05/2016

    Re: Entrada do Trem

    Mensagem  Teeran The Bug em Seg Set 12, 2016 5:41 pm

    Teeran nunca havia comido tanto na vida.

    Aquelas iguarias deliciosas a deixavam extasiada a cada mordida, a cada sensação divina em seu paladar aguçado. Ela queria mais, e muito mais. Quanto mais comia, mais queria provar. E apenas quando o trem apitou, ela reparou o quanto já estava farta; o barulho ensurdecedor a fez tampar os ouvidos e tombar para a frente. Assim que viu as manchas vermelhas ao redor de seus lábios e nos seus dedos, a morena afastou-se da mesa, boquiaberta e imediatamente trêmula pela visão horrenda à sua frente.

    Como aquilo pôde ter acontecido?! Onde estava o banquete celestial ao qual ela havia sido apresentada? No lugar de tudo agora havia apenas as vísceras humanas, o intestino que se movia, dedos e olhos nojentos. Teeran não suportaria aquela visão horrenda que, junto com seu estômago cheio, causou-lhe um revertério imediato: a morena virou o corpo e vomitou grande parte do que havia comido antes. O enjôo e a fraqueza vieram a seguir; Teeran procurou Sussurro e não o encontrou, o que lhe causou ainda mais angústia.

    - Sussurro!! Sussurro!!
    – gritou ela, tentando fugir das sombras, mas não se aguentando em pé, já que o enjôo agora lhe tomava os sentidos. Quanto mais o trem balançava, quanto mais ela via aquela comida ascosa, mais ela sentia ânsia de colocar tudo para fora. E assim o fazia, vomitando ainda mais, apoiando-se em uma cadeira e caindo de joelhos em seguida.
    avatar
    Tetsuya Kitsune

    Mensagens : 237
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : ViolentoLand

    Re: Entrada do Trem

    Mensagem  Tetsuya Kitsune em Ter Set 13, 2016 8:08 am

    As entranhas se moviam de forma asquerosa sobre a mesa, pulsando, deslizando; uma hemicabeça decepada ao meio verticalmente tentava em vão mastigar um pedaço de carne disforme à sua frente; os dedos soltos à mesa se retorciam como larvas, tentando cravar mais fundo numa coxa humana. Para desespero de Teeran, o vomito era carregado de sangue e daquele mesma carcaça humana. De dentro da poça que se formou ao chão, uma mosca varejeira agitou as asas, para levantar vôo, agora novamente em liberdade, não sem antes deixar um ninho eclodir de pequenos vermes, como se tentando perturbar ainda mais a garota supostamente canibal-necrófila.

    Ao que Teeran caíra ao chão, veria fios de um rubro intenso - ainda mais que o sangue das jarras da mesa acima – rastejar pelos cantos do salão, em “saltos”: ora permanecia completamente quieto, ora avançava 1m subitamente num piscar de olhos. Eram centenas de fios individuais, cada qual no seu ritmo, lentamente se aproximando pelo chão. Alguns fios tocaram num toco de carne caído da mesa, passando a envolve-lo tal como um casulo; o volume ali dentro desaparecia rapidamente, digerido pela massa carmim que continuava a rastejar rumo a Teeran. E nenhuma resposta de Sussurro.
    avatar
    Teeran The Bug

    Mensagens : 37
    Data de inscrição : 17/05/2016

    Re: Entrada do Trem

    Mensagem  Teeran The Bug em Ter Set 13, 2016 12:08 pm

    (meu Deus do céu, ainda bem que eu almocei faz tempo XD)

    Os cadáveres pútridos e asquerosos se movimentavam diante de Teeran, que vomitava sem parar. A poça de sangue repugnante apenas aumentava o cenário grotesco, deixando a garota ainda mais enjoada quando notou a mosca saindo de seu próprio vômito, produzindo mais larvas nojentas ao redor da morena. Fraca e trêmula, Teeran se esforçou para se levantar, embora suas pernas bambas a impedisse de se movimentar rapidamente. E foi aí, então, que reparou nos fios vermelhos se rastejando pelo chão, engolindo em forma de casulos as carnes nauseantes nas mesas.

    - Não, não, não, não... – exasperou-se, tentando limpar sua boca repleta de sangue. – Isso só pode ser um pesadelo... só pode ser um pesadelo...

    Não havia sinal de Sussurro, o que desapontou e desesperou ainda mais a morena. Sem saber direito para onde ir, ela se esforçou para visualizar a porta por onde ela e o pálido teriam vindo, embora a escuridão do local tornasse a missão praticamente impossível. Ainda assim, Teeran mancou fracamente até as paredes, tateando-as para ver se encontrava alguma maçaneta.
    avatar
    Tetsuya Kitsune

    Mensagens : 237
    Data de inscrição : 16/10/2015
    Idade : 29
    Localização : ViolentoLand

    Re: Entrada do Trem

    Mensagem  Tetsuya Kitsune em Ter Set 13, 2016 9:14 pm

    Teeran não conseguiu andar/mancar muito; sentiria algo fino, mas forte se enroscar em seu tornozelo. A sensação de pressão rapidamente se espalhou pelo pé, a outra perna, e rapidamente ganhou o abdome. Ao que olhasse para baixo, veria as fibras avermelhadas cobrindo seu corpo, como uma serpente ao se enroscar em torno da presa antes de devorá-la. Os fios envolviam-na o tórax, dando a horrível sensação de constrição, dificultando a respiração. Antes pudesse gritar ou dizer qualquer coisa, os fios avançaram num piscar de olhos, em torno do pescoço, nariz, olhos....tudo ficou vermelho. Abafado. Sem ar.

    A angustia e sensação de morte iminente por asfixia fazia segundos se transformarem em décadas, mas logo passou. Seria o alivio da morte?

    Uma cutucada lenta na bochecha, erguendo levemente seu lábio, provaria o contrário. O vermelho ainda predominava em sua visão, mas logo desapareceu tão logo uma brisa de ar soprou o cachecol vermelho da frente do olhar da garota. Era o rapaz bizarro, de cócoras ao seu lado, os olhos inexpressivos e profundamente negros fitando-a de forma longínqua. Uma “babinha” de mel no canto da boca, enquanto mastigava lentamente uma pimenta destoava completamente do visual macabro de Sussurro. Apesar de assustar qualquer pessoa em sã consciência, a visão do rapaz naquele ambiente ainda mais assombroso era um alívio...ao que olhasse o entorno, não veria nada de diferente. Estava caída ao lado da mesa, de onde ainda saía o cheiro agradável de delicias gastronômicas. Não haviam corpos, não havia sequer seu próprio vomito.

    Sussurro tombou o rosto lentamente para o lado, numa pose indagativa.

    -Comeu.....demais?

    Aparentemente fazia referencia à queda da garota ao fato de ter comido como nunca. Como se absolutamente nada tivesse acontecido...

    Conteúdo patrocinado

    Re: Entrada do Trem

    Mensagem  Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Set 24, 2017 5:10 pm